PUBLICIDADE

Estomazil (pó efervescente)

Princípios ativos: bicarbonato de sódio, carbonato de sódio, ácido cítrico

ESTE TEXTO FOI EXTRAÍDO MANUALMENTE. CONSULTE SEMPRE A BULA ORIGINAL

Interações medicamentosas de Estomazil

Interações medicamento-medicamento:

  • cefpodoxima: a absorção de cefpodoxima pode ser alterada pelo uso simultâneo com bicarbonato de sódio e outros sais de cálcio, alterando seus efeitos esperados.
  • cetoconazol e itraconazol:  antiácidos podem diminuir a absorção e consequentemente os efeitos desses agentes. Recomenda-se a administração de antiácidos 4 horas antes, ou 3 horas após o uso desses fungicidas.
  • digoxina: a absorção oral de digoxina pode ser diminuída quando administrados com antiácidos, reduzindo sua eficácia.
  • Antimuscarínicos (atropina, escopolamina, glicopirrolato, ipratrópio), captopril, clordiazepóxido, delavirdina, indometacina, penicilina, fenitoína e fenotiazinas (principalmente clorpromazina): antiácidos podem inibir a absorção oral dessas drogas, diminuindo seus efeitos. Assim, a administração simultânea deve ser evitada, separando as doses em, no mínimo, 2 horas, para evitar a interação.
  • memantina: antiácidos podem diminuir a eliminação da memantina, resultando no acúmulo desta droga no organismo e em toxicidade potencial.
  • metenamina: agentes alcalinizantes (antiácidos) podem inibir a eficácia da metenamina.
  • quinina: antiácidos podem aumentar o risco de intoxicação por quinina.
  • composto contendo sódio: alimentos ou medicamentos podem aumentar o risco de complicações pelo excesso de sódio, quando administrados juntamente com antiácidos contendo bicarbonato de sódio.
  • mefloquina: antiácidos podem aumentar o risco de reações adversas, especialmente em pacientes com histórico de doenças neurológicas e psiquiátricas.
  • bisacodil: antiácidos podem afetar a dissolução e os efeitos de comprimidos de bisacodil, por isso, deve-se manter um intervalo de 1 hora em relação ao uso de antiácidos.
  • sucralfato: pode ter sua eficácia diminuída pelos antiácidos. Um intervalo de no mínimo 30 minutos é necessário entra a administração dos medicamentos.
  • bisfosfonatos (alendronato, risendronato, etidronato e tiludronato): a administração simultânea com antiácidos pode interferir na absorção oral dos bisfosfonatos. Assim, recomenda-se um intervalo de no mínimo 2 horas para a administração entre esses dois medicamentos.
  • corticosteroides: o uso simultâneo com antiácidos pode induzir a um balanço negativo de cálcio, assim como a um aumento de sua eliminação renal.
  • micofenolato de mofetila: ocorre diminuição da absorção desta droga, consequentemente uma diminuição de seus efeitos. A administração concomitante deve ser evitada.
  • fosfato de sódio: deve-se aguardar no mínimo 1 hora entre a administração de antiácidos e o uso de suplementos contento fosfato de sódio, para evitar uma redução da absorção/efeito deste.
  • gabapentina: recomenda-se o uso de gabapentina cerca de 2 horas após o uso de antiácidos para minimizar a interação e a diminuição de seus efeitos.
  • rosuvastatina: recomenda-se um intervalo de 2 horas para a administração de antiácidos.
  • medicamentos com revestimento gastro-resistentes: com antiácidos, estes medicamentos podem ter sua absorção e efeitos modificados, podendo ocasionar irritação gástrica ou duodenal.
  • pancrelipase: recomenda-se que estas preparações não sejam administradas juntamente com substâncias antiácidas, o resultado da interação com antiácido é imprevisível.
  • azitromicina, diritromicina e nitrofurantoína: antiácidos podem interferir na absorção/efeitos destes medicamentos. A administração de antiácidos deve ocorrer após um intervalo de pelo menos 2 horas.
  • lactulose: a administração com antiácidos deve ser evitada.
  • sotalol: recomenda-se aguardar 2 horas após a administração de sotalol para o uso de antiácidos, a fim de se evitar uma alteração nos efeitos desta droga, resultando em perda da eficácia.
  • glipizida e gliburida: dados demonstram um aumento da absorção/efeito da glipizida e da gliburida.
  • composto com ferro: antiácidos podem diminuir a absorção oral desses compostos, devendo a administração simultânea ser evitada para minimizar esta interação.

Interações medicamento-alimento:

Deve-se observar o uso de ESTOMAZIL® com alimentos contendo altas concentrações de sódio, já que pelo fato deste medicamento conter bicarbonato de sódio, pode haver uma exacerbação dos sintomas associados ao excesso de sódio na corrente sanguínea.

Interações-medicamento-substância química:

Recomenda-se evitar a ingestão de bebida alcoólicas durante o tratamento com ESTOMAZIL®.

Mais de: Estomazil