PUBLICIDADE

Pare de fumar sem engordar

O mito é relacionado à ansiedade que surge quando você larga o cigarro

A cara de satisfação após as baforadas engana. A maioria dos fumantes não está conformada com o vício, 52,1% dos brasileiros vítimas do vício pensam em parar, de acordo com a Pesquisa Especial de Tabagismo (Petab), realizada pelo IBGE em parceria com o Ministério da Saúde e Instituto Nacional de Câncer (Inca). E o melhor de tudo é que o Brasil realmente está entre os países líderes em número de ex-fumantes, de acordo com um estudo publicado no The Lancet neste mês. O levantamento feito entre outubro de 2008 e março de 2010 mostrou que 46,4% dos homens brasileiros e 47,7% das brasileiras que disseram que já fumaram diariamente no passado tinham abandonado o mau hábito.

Os especialistas no assunto apontam, entretanto, que a dependência química não é o único obstáculo nessa luta. "O medo de ganhar peso também impede tabagistas, principalmente mulheres, de abandonar o cigarro", afirma o pneumologista Ricardo Henrique Meirelles, da Divisão de Controle do Tabagismo do INCA. Segundo o profissional, ex-fumantes costumam ganhar, em média, 4 quilos ao largar o vício, mas com alguns cuidados é possível manter o ponteiro da balança no lugar. Aproveite o Dia Nacional de Combate ao Fumo para deixar esse mau hábito para trás sem qualquer prejuízo.

De olho na dieta

Mulher comendo prato de salada - Foto Getty Images
Mulher comendo prato de salada - Foto Getty Images

A nicotina, presente no cigarro, acelera o metabolismo, ou seja, estimula a queima de calorias pelo organismo. "Ao parar de fumar, portanto, você precisa dar atenção especial ao que consome até que seu metabolismo se restabeleça novamente", aponta o pneumologista Ricardo. De acordo com o especialista, o ganho de peso é comum nos primeiros meses após o abandono do vício, mas, normalmente, o ex-fumante recupera o peso inicial um ano após largar o cigarro. Por isso, não desanime mesmo que você ganhe alguns quilinhos. Aposte ainda em alimentos que aceleram o metabolismo, como a pimenta vermelha, o chá verde e a canela.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Controle as emoções

Homem quebrando proteção do bolo com martelo - Foto Getty Images
Homem quebrando proteção do bolo com martelo - Foto Getty Images

O cigarro foi embora, mas o estresse e a ansiedade não, o que torna as chamadas comfort foods mais tentadoras do que nunca. "Doces e comidas gordurosas acabam se tornando válvula de escape de muitos ex-fumantes, levando ao ganho de peso", afirma a nutricionista Thaís Manfrinato Miola, especialista em oncologia no Hospital A.C.Camargo. Em vez de comer um chocolate, opte por uma fruta. Em vez de tomar um refrigerante, beba um copo de água. "No começo pode ser difícil, mas logo essas substituições se tornam hábito", complementa.

Pratique exercícios

Idoso fazendo flexão de braço - Foto Getty Images
Idoso fazendo flexão de braço - Foto Getty Images

"Exercícios ajudam a controlar a ansiedade e ainda favorecem a perda de peso, o que motiva você a se manter firme nessa mudança saudável", diz a psiquiatra Maria Teresa Cruz Lourenço, coordenadora do Grupo de Apoio ao Tabagista do Hospital A.C.Camargo. Se for difícil encontrar tempo para treinar, faça pequenas mudanças no dia a dia. Pegue as escadas no lugar de elevador ou pare distante do seu destino para andar um pouco mais.

Faça opções saudáveis

Mulher me dúvida entre fruta e doce - Foto Getty Images
Mulher me dúvida entre fruta e doce - Foto Getty Images

"O ex-fumante sente falta até mesmo de segurar o cigarro entre os dedos e levá-lo à boca", afirma o pneumologista Ricardo. Por essa razão, muitas vezes acaba consumindo alimentos mesmo sem ter fome e, na rua, o que não falta são opções calóricas. Para evitar o problema, sempre carregue petiscos saudáveis na bolsa ou mochila. A nutricionista Thaís recomenda mini-cenouras ou pedaços de frutas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fracione a alimentação

Idoso comendo salada de frutas - Foto Getty Images
Idoso comendo salada de frutas - Foto Getty Images

"Fracionar a alimentação faz com que você sempre tenha algo na boca e ainda evita que extrapole nas principais refeições, extravasando toda a ansiedade acumulada", afirma a nutricionista Thaís. Ela recomenda comer de três em três horas, fazendo lanches nutritivos entre o café da manhã, o almoço e o jantar. Algumas opções de lanche são frutas, iogurte desnatado e barrinha de cereal.

Estimule olfato e paladar positivamente

Mulher cheirando maçã - Foto Getty Images
Mulher cheirando maçã - Foto Getty Images

"Olfato e paladar ficam mais aguçados depois que você larga o cigarro, o que estimula o consumo de alimentos", afirma o pneumologista Ricardo. Por isso, siga a regra do prato colorido e com maior porcentagem de verduras e legumes para não fazer refeições muito calóricas. "Frituras, doces e refrigerantes agradam bastante o paladar, mas são pobres em nutrientes e ainda contribuem com o ganho de peso", diz a nutricionista Thaís. Segundo ela, consumir alimentos saudáveis é um hábito e experimentando de tudo, você consegue encontrar opções que agradem seu paladar.

Escolha um bom dia

Mulher quebrando cigarro ao meio - Foto Getty Images
Mulher quebrando cigarro ao meio - Foto Getty Images

"Escolher um dia estratégico para parar de fumar também pode ser decisivo na manutenção do peso", afirma a psicóloga Laura Campos, do Grupo COI. Decidir abandonar o vício antes de uma viagem ou próximo a um período de festas não costuma ser uma boa ideia. Afinal, você já está lutando contra a tentação de fumar, então, a preocupação com a moderação certamente ficará em segundo lugar. "Parar de fumar é um grande desafio, assim, tente usar tudo o que for possível a seu favor".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)