PUBLICIDADE

Primeiro caso de ameba que "come cérebro" é registrado na Argentina

Caso ocorreu em 2017, mas só foi divulgado internacionalmente este mês

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Um menino de 8 anos faleceu em Buenos Aires (Argentina) em 2017 com uma meningite causada pela ameba Naegleria fowleri, conhecida por destruir o tecido cerebral, ou popularmente, ?comer cérebros?.

Esses casos, chamados de meningoencefalites amenianas primárias, são raros e é a primeira vez que um como este é divulgado, segundo o jornal argentino El Clarín.

A bactéria foi detectada há um ano, no dia 8 de fevereiro de 2017, no garoto que havia nadado anteriormente na lagoa de Vedia, mas o caso só foi tornado público um ano depois, pela Sociedade Internacional de Doenças Infecciosas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Na época, outros meninos que nadaram com a vítima foram investigados, mas ninguém mais estava infectado com esta ameba. Não houve outros casos relatados pelas autoridades argentinas.