PUBLICIDADE

Tratamento de sinusite esconde algumas armadilhas

Saber fugir delas é importante para que o mal não retorne

Apesar da confusão que muita gente faz entre sinusite e rinite, é válido lembrar que os males são distintos e requerem tratamentos apropriados. A sinusite desponta como uma doença completamente curável, enquanto a rinite de etiologia alérgica pode acometer o pacientes por diversas vezes e precisa sempre de um controle.

O tratamento da sinusite, porém, exige atenção sobre o fator desencadeante do mal. As causas da doença são determinantes no direcionamento do médico e paciente sobre o método aplicado e o tempo em que deve ser seguido.

"Se a sinusite for infecciosa, proveniente de uma gripe ou resfriado, por exemplo, o tratamento é feito com uso de antibióticos, medicamentos descongestionantes e analgésicos. Quando o quadro é alérgico, o tratamento é feito com uso de anti-histamínicos e, eventualmente, uso de corticóides tópicos de uso nasal", diferencia Arthur Castilho, otorrinolaringologista do Hospital Bandeirantes, em São Paulo.

De acordo com o especialista, quadros alérgicos e de desvio de septo nasal estão na lista dos causadores de quadros mais persistentes de sinusite. "Por serem fatores constantes, eles podem levar a uma inflamação crônica da mucosa nasal. Se estes casos forem tratados com antibiótico, a melhora não será notada. Os antibióticos só são eficazes contra a infecção", fala sobre um possível erro na hora do tratamento.

Clarice Saba, otorrinolaringologista da equipe do Itaigara Memorial Hospital Dia e presidente da Sociedade Baiana de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Pescoço, alerta para outro equívoco ao tratar a doença: parar o tratamento antes do tempo recomendado. "A pausa precipitada dos medicamentos favorece a resistência bacteriana e compromete o resultado do tratamento, podendo levar à recidiva", esclarece.

Gotas nasais somente com prescrição médica
Os remédios voltados para o desentupimento nasal também escondem armadilhas. Vale lembrar que eles só devem ser usados com orientação médica e pelo tempo prescrito pelo otorrino. "Os vasos constritores tópicos são recomendados em casos de congestão severa, que se dá devido ao edema da mucosa nasal. O medicamento, então, promove a drenagem de secreções.", fala Arthur sobre a proposta deste tipo de remédio.

Segundo a especialista do Itaigara, as gotas nasais com vasoconstritor são diferentes dos sprays nasais indicados em determinados tratamentos da sinusite. "Os vasos constritores promovem um grande alívio dos sintomas, mas não curam de fato a patologia". Em outras palavras, este medicamento trata apenas o sintoma, e não a causa da sinusite. "Além disso, quando usados da forma indevida, alteram a forma de funcionamento sadio do nariz", faz mais um alarde.

Para fugir do uso incorreto deste tipo de medicamento, Clarice frisa, mais uma vez, que é importante descobrir a causa da obstrução nasal. "Todo o tratamento será determinado pela consulta otorrinolaringológica. Quando necessário, a consulta é complementada pela videonasofibroscopia exame feito no consultório, sem necessidade de sedação", detalha.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)