PUBLICIDADE

Planta amazônica é testada como repelente para Aedes aegypti

Conhecida como pimenta-de-macaco, espécie contém óleo essencial de ação larvicida e inseticida

A pimenta-de-macaco, uma folha típica da Floresta Amazônica, tem atraído a atenção de cientistas brasileiros, que descobriram recentemente sua ação inseticida. A partir do óleo essencial da espécie, é criado um repelente que pode afastar o mosquito do Aedes aegypti.

O poderoso líquido é extraído das folhas secas da pimenta-de-macaco e, por ser larvicida e inseticida, a substância é capaz de matar tanto as larvas quanto os adultos do mosquito.

O controle do Aedes aegypti é considerado um assunto de importância nacional e internacional, já que o mosquito é transmissor de vírus graves como dengue, febre amarela, zika e chikunguya.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, existe outra espécie promissora para o combate ao mosquito está em testes: a pedra ume caá. Essa planta é conhecida como insulina vegetal, muito usada por pessoas com diabetes, mas pode ter diversas propriedades que podem ser usadas em outras doenças.