PUBLICIDADE

Casos de dengue crescem 339% no Brasil em 2019

Até meados de abril, foram registrados 3.085 casos de Zika em todo o país. Já a chikungunya teve mais de 20 mil casos confirmados

Na última terça-feira (30/04), o Ministério da Saúde divulgou novos dados sobre a dengue, zika e chikungunya. De acordo com o levantamento, até o dia 13 de abril de 2019, foram registrados 451.685 casos prováveis de dengue no Brasil, ou seja um aumento de 339,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O número de óbitos pela doença também teve aumento, de 186,3%, passando de 66 para 123 mortes.

"Mesmo com aumento no número de casos da doença, a taxa de incidência de 2019 está dentro do esperado para o período. Sendo assim, até o momento, o país não está em situação de epidemia, embora possa haver epidemias localizadas em alguns municípios e estados", disse o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em relação à zika, foram registrados 3.085 casos, com incidência de 1,5 caso/100 mil hab. Em 2018, no mesmo período, foram registrados 3.001 casos prováveis. Em 2019, não foram registrados óbitos por zika. Também foram registrados 24.120 casos de chikungunya no país, com uma incidência de 11,6 casos/100 mil hab. Em 2018, foram 37.874 casos - uma redução de 36,3%. Em 2019, não foram confirmados óbitos por chikungunya.

Ao todo, 5.214 municípios realizaram algum tipo de levantamento que classifica o risco de aumento das doenças. Segundo o ministério, 994 municípios (20% do total analisado) apresentaram alto índice de infestação, com risco de surto para as três doenças.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os dados mostraram que 16 capitais estão em alerta, são elas: Fortaleza, Porto Velho, Palmas, Salvador, Teresina, Recife, Belo Horizonte, Campo Grande, Vitória, São Luís, Belém, Macapá, Manaus, Maceió, Aracaju e Goiânia.

O Ministério da Saúde alerta que o sistema de vigilância de estados e municípios e toda a população devem reforçar os cuidados para combater o mosquito Aedes aegypti.

Como se proteger do mosquito Aedes aegypti?

A melhor maneira de combater as doenças é impedir a reprodução do mosquito. Por isso, o Minha Vida conversou com especialistas para saber as melhores formas de proteção. Confira a seguir:

1. Evite o acúmulo de água

2. Use repelente

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

3. Coloque areia nos vasos de plantas

4. Limpe as calhas

Veja outras outras estratégias para evitar a proliferação do mosquito e o aumento das doenças!