Distanciamento social contra COVID-19 está funcionando em SP

Estudo concluiu que, com população em casa, a taxa de contágio de cada infectado com o novo coronavírus cai pela metade

O distanciamento social está sendo incentivado para que as aglomerações sejam cada vez menos frequentes durante a pandemia de COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus. É claro que existem profissionais que ainda precisam continuar saindo de casa, mas é importante que o transporte público e os locais pelos quais precisam passar estejam o mais vazios possível.

Um vídeo divulgado recentemente pelo Instituto Butantan, um dos principais centros científicos do mundo, mostra que esta medida está funcionando na cidade de São Paulo. Isso porque a taxa de contágio de cada doente caiu desde meados de março, quando as medidas de isolamento social foram tomadas, como fechamento de escolas e faculdades.

Se antes uma pessoa infectada "passava" o vírus a quatro outras, no fim de março, este número diminuiu para dois, segundo a análise levantada pela instituição.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os dados são de uma pesquisa feita pelo infectologista Julio Croda, diretor do Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde.

As implicações da diminuição da taxa de contágio estão na capacidade das enfermarias e UTIs dos hospitais de atenderem todos os doentes que podem sofrer com os sintomas do novo coronavírus.

Apesar de parecer mais efetivo que toda a população pegue o vírus logo e fique imunizada, 20% do total das pessoas infectadas, que desenvolvem sintomas graves, podem lotar os leitos disponíveis e não haveria como atender a todos, aumentando a chance de complicações graves e até de morte.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, a imunização de quem pegou o vírus não é garantida pelos médicos, pois ele pode sofrer mutações e voltar a infectar quem ficou doente previamente.

A pesquisa também faz projeções estatísticas para o cenário do sistema de saúde com e sem medidas de isolamento. Antes dos governos tomarem providências e fecharem serviços não essenciais, a expectativa era de que, de 2 a 15 de abril, o número de casos hospitalizados fosse maior do que a capacidade das enfermarias da cidade.

Com a tendência de contágio atual, após o isolamento de parte da população, os casos se multiplicam muito mais devagar, e haverá mais leitos disponíveis do que de pessoas com a COVID-19.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Assista ao vídeo completo que explica a conclusão:

O distanciamento social está funcionando - Instituto Butantan

O que é distanciamento social?

O distanciamento social nada mais é do que uma maneira de diminuir a disseminação do novo coronavírus. Na prática, as pessoas devem evitar o contato social em qualquer contexto, permanecendo o máximo possível em suas casas.

O principal intuito desta medida é desacelerar a transmissão cruzada do vírus, ou seja, um cenário em que não é possível rastrear onde o paciente contraiu a doença - podendo ter sido no transporte público, no trabalho, dentro de casa ou em qualquer outro lugar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, outro objetivo do distanciamento é ter compaixão com aqueles que não possuem um sistema imunológico bom, considerados integrantes do grupo de risco do coronavírus. Apesar de 80% dos casos apresentarem sintomas leves, estes são os 20% que têm maior chance de desenvolverem um quadro grave.