PUBLICIDADE

Miastenia gravis: o que é, tratamento e sintomas

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Visão Geral

O que é Miastenia grave?

Miastenia gravis (CID 10 - G70) é um distúrbio crônico (ou seja, sem cura) e neuromuscular caracterizado pela fraqueza muscular, pálpebras caídas, cansaço extremo e visão dupla. É mais comum em mulheres dos 20 e 35 anos; e homens idosos, a partir dos 60 anos.

Tipos

Há dois tipos possíveis de miastenia gravis: adquirida e congênita.

Miastenia gravis adquirida

A miastenia gravis adquirira é uma doença autoimune, em que os anticorpos atacam células e tecidos saudáveis do organismo por engano, confundindo-os com agentes invasores, como vírus e bactérias.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Miastenia gravis congênita

A miastenia gravis congênita acontece quando os anticorpos produzidos pela mãe passam para o feto por meio da placenta.

Causas

As causas da miastenia gravis ainda não são totalmente esclarecidas. Se for do tipo autoimune, a resposta imunológica se volta contra os componentes da placa motora responsável pela transmissão do estímulo nervoso que faz o músculo contrair, a acetilcolina. Esse processo interfere na transmissão do impulso nervoso e provoca o enfraquecimento rápido dos músculos.

Alguns médicos acreditam que a miastenia gravis possa estar vinculada de alguma forma a tumores no timo, uma glândula ligada ao sistema imunológico responsável pela produção de anticorpos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fatores de risco

Genética

Os fatores genéticos são os principais fatores de risco para a miastenia gravis – principalmente porque eles estão diretamente relacionados à forma congênita da doença.

Condições de saúde e ambiente

Além disso, fadiga, estresse, o calor extremo e outras condições de saúde também podem contribuir para o surgimento da doença.

Medicamentos específicos

Alguns medicamentos, como betabloqueadores, certos anestésicos e antibióticos, também podem aumentar o risco de uma pessoa vir a desenvolver miastenia grave.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Sintomas de Miastenia grave

Fraqueza muscular

A fraqueza muscular é o principal sintoma de miastenia gravis e piora à medida em que o músculo afetado é usado repetidamente. Como os sinais e sintomas costumam melhorar com o repouso, a fraqueza muscular pode ir e vir.

O problema é que os outros sintomas da miastenia gravis também tendem a se agravar com o passar do tempo, principalmente se não forem tratados corretamente.

Apesar de miastenia gravis poder afetar qualquer um dos músculos do corpo humano, certos grupos musculares são mais comumente afetados do que outros, como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Músculos dos olhos

Em mais da metade das pessoas que desenvolvem miastenia gravis, os primeiros sinais e sintomas envolvem problemas oculares, tais como pálpebras caídas e visão dupla.

Músculos do rosto e pescoço

Fala alterada (nasalada), cabeça caída, dificuldade para engolir, facilidade para engasgar, problemas de mastigação e perda do controle dos músculos faciais ligados às expressões, como sorrir, por exemplo.

Músculos dos membros

Além disso, miastenia gravis pode causar fraqueza nos músculos dos braços e das pernas – que geralmente vem acompanhada da fraqueza muscular que atinge outras partes do corpo. Geralmente, a doença afeta mais os braços do que as pernas, levando à fadiga.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Agende uma consulta com um médico se você tiver dificuldades para respirar, enxergar, engolir, mastigar, caminhar, sustentar a cabeça ou usar os braços e as pernas normalmente.

Na consulta médica

Entre os especialistas que podem diagnosticar miastenia grave estão:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico de Miastenia grave

Para diagnosticar a miastenia gravis, o médico deverá realizar um exame físico e lhe fazer uma série de perguntas sobre seu histórico clínico. Em seguida, ele pedirá alguns exames específicos, como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O uso de uma injeção de prostigmina, substância que ajuda a recuperar a força muscular por algum tempo, pode ser útil para confirmar a suspeita de miastenia gravis.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Miastenia grave

Existem diferentes abordagens terapêuticas para tratar miastenia gravis. No entanto, uma combinação desses métodos costuma ser a saída mais eficaz para tratar os sintomas da doença.

Medicamentos

O uso de alguns medicamentos, como imunossupressores, corticosteroides e inibidores de colinesterase, costuma ser combinado a uma terapia chamada de plasmerase.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A plasmerase é a remoção do plasma com anticorpos, a fim deste ser substituído por um plasma livre de células de defesa, e, também, a infusões de imunoglobilina intravenosa, que tem como objetivo prover seu corpo com anticorpos capazes de conferir resistência maior ao seu organismo.

Cirurgia

Aproximadamente 15% dos casos confirmados de miastenia gravis são acompanhados por um tumor no timo – uma glândula que está diretamente envolvida no sistema imunológico. São nesses casos em que a cirurgia para remoção do timo é o método mais indicado para tratar a doença.

Mesmo sem a ocorrência de tumor, a cirurgia pode ser uma boa saída para aliviar os sintomas, livrando o paciente do uso de medicamentos.

Medicamentos para Miastenia grave

Os medicamentos mais usados para o tratamento de miastenia gravis são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique.

Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Cuidados caseiros para miastenia gravis

O tratamento aliado a determinadas abordagens caseiras pode melhorar ainda mais os sinais e sintomas de miastenia gravis. Veja algumas dicas:

Complicações possíveis

Se não for devidamente tratada, a miastenia grave pode levar a algumas complicações de saúde. Embora algumas sejam tratáveis, outras podem ser fatais. Veja:

Miastenia grave tem cura?

Não existe cura para miastenia gravis, mas com o tratamento adequado é possível ter uma remissão prolongada dos sintomas.

Para isso, pode ser necessário restringir algumas atividades diárias. Além disso, indivíduos que apresentam apenas sintomas oculares podem desenvolver miastenia generalizada com o decorrer do tempo.

Miastenia gravis na gravidez

Mulheres com miastenia gravis podem ficar grávidas, porém devem ser observadas de perto por uma equipe médica especializada.

Caso a doença seja transmitida para o bebê por meio da placenta, a criança deverá ser submetida a um tratamento para remissão dos sintomas. Geralmente, o bebê consegue se livrar da miastenia grave rapidamente – geralmente algumas semanas após o parto.

Prevenção

Prevenção

Não há formas conhecidas de prevenir a miastenia gravis.

Referências

Ministério da Saúde

Associação Brasileira de Miastenia

Hospital Israelita Albert Einstein