Rouquidão: tratamentos e causas | Minha Vida
PUBLICIDADE

Rouquidão: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Rouquidão?

Rouquidão é a mudança no tom ou na qualidade da voz, em geral para um tom mais áspero. Ela pode vir acompanhada de cansaço ou mesmo dor ao falar. A rouquidão pode ser aguda (de curta duração) ou crônica (de longa duração).

PUBLICIDADE

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causas

A rouquidão representa um mau funcionamento da laringe, que é o órgão responsável pela passagem do ar para a traqueia e pulmões e pela emissão da voz. A laringe contém as cordas vocais, duas faixas de músculos e membranas que, ao vibrar, emitem o som. Na maioria dos casos, a rouquidão acontece após infecções respiratórias ou pelo uso indevido da voz, que geram uma inflamação das cordas vocais. Porém o problema pode se localizar em estrutura próxima, como vinda do esôfago no caso do refluxo de ácidos do estômago.

Voz rouca e rouquidão causada por doença são possíveis de se diferenciar?

Contudo, rouquidão que continua por semanas ou meses, principalmente se acompanhada de tosse com sangue, dificuldade para respirar ou para engolir, é um sinal de alerta. A rouquidão pode ser um sintoma inicial de doenças mais graves, como o câncer da laringe. Neste caso, quanto mais precoce for o diagnóstico, melhores são as chances de cura.

Diversas causas podem levar uma pessoa a ficar rouca. Veja:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Últimas perguntas sobre Rouquidão

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta com o médico se:

Na consulta médica

Entre os especialistas que podem diagnosticar as causas da rouquidão estão:

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Referências

Revisado por: Dra. Samanta Dall Agnese, otorrinolaringologista - CRM: 137576

Ministério da Saúde

Sociedade Brasileira de Pneumologia

Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia