PUBLICIDADE

Torcicolo: o que fazer e sintomas

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Visão Geral

O que é Torcicolo?

O torcicolo (CID 10 M43. 6) é uma torção do pescoço na qual a cabeça fica inclinada para um lado, enquanto o queixo fica virado para o outro. É caracterizado pela contração intensa do músculo, com sintomas como dor, limitação dos movimentos, desconforto e até dor de cabeça. Existem diferentes tipos como torcicolo congênito, dermatogênico, espasmódico, entre outros.

Tipos

Existem diferentes formas possíveis de torcicolo. Confira os principais tipos:

Torcicolo congênito

O torcicolo congênito é a contração do músculo lateral do pescoço, sendo mais comum em recém-nascidos. A cada 250 bebês, um apresenta a doença, que costuma ser identificada por pais que notam que seus filhos estão com a cabeça inclinada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Torcicolo congênito costuma ser mais comuns em bebês - Foto: Shutterstock
Torcicolo congênito costuma ser mais comuns em bebês - Foto: Shutterstock

Torcicolo dermatogênico

O torcicolo dermatogênico é caracterizado pela limitação do movimento do pescoço por causa de lesões na pele.

Costuma ser mais frequente em pessoas que sofreram queimaduras na região do pescoço e estão em processo de cicatrização.

Torcicolo espasmódico

O torcicolo espasmódico é o tipo mais comum, também conhecido como torcicolo espástico ou torcicolo intermitente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Trata-se da rigidez do pescoço devido à hipertonicidade dos músculos cervicais, podendo ser causada por tensão emocional, sobrecarga física, trauma por deslocamento súbito ou permanência na mesma posição por períodos prolongados.

Torcicolo espasmódico é o tipo mais frequente de torcicolo - Foto: Shutterstock
Torcicolo espasmódico é o tipo mais frequente de torcicolo - Foto: Shutterstock

Torcicolo vestibular

O torcicolo vestibular ou torcicolo labiríntico é um torcicolo que não está relacionado ao músculo do pescoço, mas sim à estrutura responsável pelo nosso equilíbrio: o labirinto, que fica dentro do ouvido.

Assim, a rigidez no pescoço ocorre pela disfunção do labirinto, de forma que o paciente tenta compensar esse desequilíbrio e amenizar dores alterando a posição da cabeça.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Torcicolo neurogênico

O torcicolo neurogênico é a torção de pescoço decorrente de distúrbio ou acidente cerebral, como AVC ou traumatismo craniano.

Torcicolo ocular

O torcicolo ocular é um tipo de torcicolo ligado à paralisia de músculos oblíquos extra-oculares, ou seja, aqueles envolvidos com a inclinação e a rotação da cabeça.

Torcicolo reumatológico

O torcicolo reumatológico é causado por doenças reumatológicas que podem afetar os músculos do pescoço, como artrose, fibromialgia, osteoporose, gota, tendinite, bursite, febre reumática, artrite reumatoide e demais patologias que afetam a coluna vertebral.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Torcicolo espúrio

O torcicolo espúrio ou torcicolo secundário é ocasionado por fraturas ou degenerações nas vértebras cervicais.

Causas

Quais são as causas do torcicolo?

As causas do torcicolo não são exatamente conhecidas pelos médicos. Contudo, sabe-se que este problema se dá frequentemente após um traumatismo na coluna cervical ou nos músculos do pescoço e após contusões na coluna ou pescoço. Até mesmo mudanças bruscas de temperatura podem causar esse desconforto, gerando a sensação de “mau jeito” na região.

"Da mesma forma, um torcicolo pode também estar associado a outras condições médicas, a exemplo de infecções na área da cabeça ou do pescoço", conta Bernardo Sampaio, fisioterapeuta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Sintomas de Torcicolo

Os principais sinais e sintomas de um torcicolo incluem:

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Torcicolo

O que é bom para torcicolo?

O principal tratamento para torcicolo se dá por meio do relaxamento dos músculos do pescoço, que envolvem medicamentos, fisioterapia e exercícios de alongamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Convivendo (prognóstico)

Torcicolo tem cura?

Como curar o torcicolo?

O torcicolo, como a maioria das doenças e condições do corpo, tem o tempo natural de recuperação mesmo sem intervenção. Para os torcicolos mais comuns (aquele travamento súbito), espera-se que os sintomas diminuam ou desapareçam em uma média de 48h.

Cerca de 10% a 20% dos indivíduos com torcicolo – geralmente indivíduos jovens com quadro leve do problema – recuperam-se sem tratamento em um prazo de cinco anos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Entretanto, na maioria dos casos, o distúrbio piora de forma gradual de um a cinco anos e, em seguida, estabiliza. Em certos indivíduos, o torcicolo reaparece com alguma frequência durante alguns anos, e, mais raramente, pode persistir, originando dores mantidas, deformações e restrição da mobilidade.

Convivendo/ Prognóstico

Como aliviar o torcicolo?

As massagens são um ótimo tratamento para tratar dos sintomas relativos ao torcicolo. Elas ajudarão os tendões e os músculos e ainda farão com que as dores diminuam significativamente, contribuindo para eliminar a tensão acumulada no pescoço.

Além disso, o tratamento com fisioterapia é um ótimo recurso. A utilização de técnicas manuais para melhora do movimento das articulações também fará com que a musculatura relaxe, melhorando o movimento e aliviando a dor.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Medicamentos para Torcicolo

Remédios para torcicolo

Os medicamentos mais usados para o tratamento de torcicolo são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de Torcicolo

Para realizar o diagnóstico, o mais importante é a história do paciente e um bom exame clínico. Desta forma é possível identificar as possíveis causas, como também a gravidade da condição. Após isso, o profissional irá avaliar a necessidade ou não de exames complementares, como por exemplo, radiografias e ressonâncias.

Se houver histórico de trauma, deve-se solicitar um raio-x do pescoço do paciente para eliminar uma possível ocorrência de fratura ou luxação dos ossos da coluna vertebral no pescoço.

Exames mais complexos só serão necessários se o caso envolver alguma condição mais grave.

Buscando ajuda médica

Se sentir rigidez muscular na região do pescoço por mais de 48h sem melhora ou sofrer algum trauma nesta região que limite os movimentos do pescoço, procure ajuda médica para que um especialista possa fazer o diagnóstico correto e poder direcionar ao melhor tratamento possível para o seu caso.

"Sabemos que a grande maioria dos torcicolos súbitos não são graves, salvo o caso dos traumas como queda, acidente de carro ou moto, pancada direta na cabeça. Estes por envolver trauma é necessário a investigação rápida para excluir, por exemplo, a possibilidade de uma fratura", conta Bernardo.

Na consulta médica

Entre as especialidades que podem diagnosticar um torcicolo estão:

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

Visão Geral

Fatores de risco

O torcicolo pode atingir pessoas de todas as idades, mas alguns fatores de risco são elencados pelos médicos para a ocorrência de um torcicolo:

Não é raro, no entanto, que o espasmo (aquela rigidez abrupta) apareça subitamente, sem causa aparente, ou mesmo durante o sono.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

As complicações do torcicolo podem incluir:

Prevenção

Prevenção

Não é conhecido até o momento uma forma de prevenir os torcicolos.

Referências

José Wilson Bomfim, médico ortopedista - CRM 2520 DF

Bernardo Sampaio, fisioterapeuta e diretor clínico do ITC Vertebral e do Instituto Trata, unidades de Guarulhos