Acrescente brócolis ao prato e colha sete benefícios

Estudos indicam que o vegetal ajuda no controle do diabetes e até previne câncer

POR LETÍCIA GONÇALVES - PUBLICADO EM 02/04/2012

Tem gente que torce o nariz só de olhar para eles, mas a quantidade de nutrientes que os brócolis fornecem é um bom incentivo para mudar de ideia e incluir o vegetal na dieta. "Ele é ótima fonte de ácido fólico, antioxidantes, fibras, cálcio e vitaminas A e C", afirma a nutricionista clínica e esportiva Myrla Merlo, da clínica Da Matta Fisio, em Belo Horizonte. Diversos estudos científicos apontam os benefícios dos brócolis à saúde: proteger o coração, melhorar o funcionamento do intestino e até reforça r imunidade estão na lista. Confira a seguir sete dessas vantagens e as melhores formas de consumir mais essa alternativa saudável. 

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Mais imunidade

Menina comendo brócolis - Foto: Getty Images

"Em 100 gramas de brócolis cozidos, há aproximadamente 50 mcg de ácido fólico ou vitamina B9", afirma a nutricionista Ingrid Bigotto, da Oligoflora SPA. Segundo ela, há estudos apontando a ação dessa vitamina na regulação das concentrações de homocisteína - quando esse aminoácido está presente no sangue, em grandes concentrações, aumenta o risco de doenças cardíacas.

"O ácido fólico também é importante para garantir uma gravidez saudável, melhorar a imunidade do organismo, beneficiar o sistema nervoso e permitir o bom desenvolvimento das células sanguíneas, ou seja, evitar a anemia", afirma a nutricionista Myrla.  

Contra células cancerígenas

Casal visitando médico - Foto: Getty Images

Ricos em antioxidantes que ajudam no combate aos radicais livres das células, os brócolis podem ser potente contra o câncer. São eles: isotiocianatos, flavonoides, carotenoides e, principalmente, sulforafano. "Eles participam dos processos de transformação de substâncias dentro do organismo, facilitando a eliminação de toxinas", afirma a nutricionista Ingrid.

O sulforafano é alvo de diversos estudos por ter grande eficácia na prevenção e no tratamento de tumores. Uma dessas pesquisas foi conduzida pelo Instituto Linus Pauling na Oregon State University (EUA) e publicada na revista Molecular Nutrition & Food Research. Os resultados apontam que o sulforafano consegue destruir apenas as células cancerígenas, deixando intactas as demais células saudáveis do órgão afetado pelo tumor. Os pesquisadores usaram como base homens que apresentavam câncer de próstata e constataram que, após o consumo do vegetal, esses participantes tinham uma inibição da enzima HDAC - algo que é conseguido com medicamentos para tratar o câncer.  

Menos complicações do diabetes

Pessoa medindo a glicemia - Foto: Getty Images

Especialistas da Universidade de Warwick, no Reino Unido, apontam mais um benefício do sulforafano: produção de enzimas que protegem os vasos e de moléculas capazes de reduzir danos causados às células pelo excesso de açúcar. Segundo o estudo, o composto reduziu em até 73% o nível de moléculas chamadas Espécies Reativas do Oxigênio, que são produzidas em excesso quando o organismo concentra altos níveis de açúcar. A descoberta interessa, especialmente, os pacientes com diabetes, vítimas de danos aos vasos sanguíneos.

Os autores do estudo, divulgado na publicação científica da American Diabetes Association, afirmam que pessoas com a doença têm um risco até cinco vezes maior de apresentar ataques cardíacos e infartos, que podem ser provocados pela má circulação do sangue.  

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Pulmão protegido

Mulher saudável respirando ao ar livre - Foto: Getty Images

Mais um ponto para o sulforafano: eliminar bactérias que afetam os pulmões. É função deles limpar pequenas partículas de pó, resíduos e bactérias estranhas que entram através do ar, mas pessoas que fumam ou possuem doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) não conseguem exercer essa tarefa muito bem, porque a capacidade pulmonar está prejudicada.

Um estudo publicado na revista americana Science Translational fez uma análise das células do sistema imunológico de mais de 300 pacientes com DPOC. Os pesquisadores, da Universidade Johns Hopkins (EUA), constataram que os brócolis são capazes de melhorar a condição dessas pessoas ao ajudar os pulmões na eliminação de substâncias nociva. 

Fora gastrite!

Homem com dor de barriga - Foto: Getty Images

Os brócolis também são aliados do bom funcionamento do estômago e do intestino. De acordo com um estudo publicado na revista Cancer Prevention Research, o sulforafano do vegetal reduz o nível de infecção pela bactéria Helicobacter pylori, que infecta a mucosa do estômago e pode provocar úlcera, gastrite e até mesmo câncer de estômago.

Já o benefício para o intestino é indicado por uma pesquisa da Universidade de Liverpool (Reino Unido). Os autores sugerem que as fibras solúveis dos brócolis podem se fixar nas paredes intestinais, ajudando a evitar o progresso da Doença de Crohn - caracterizada por inflamações locais que causam diarreia, vômito e perda de peso.  

Cérebro saudável

Menina lendo deitada na grama - Foto: Getty Images

O ácido fólico dos brócolis pode ser um ótimo protetor cérebro. Especialistas do US National Institute on Aging analisaram 579 pessoas com mais de 60 anos de idade. Eles observaram que os adultos habituados a consumir, pelo menos, 400 microgramas de ácido fólico por dia tinham um risco 55% menor de desenvolver Alzheimer, doença característica da velhice e que prejudica a memória.

Cientistas da Dundee University (Reino Unido) também estão investigando as propriedades do sulforafano do brócolis contra doenças degenerativas, conforme uma publicação no jornal britânico Daily Mail. Eles acreditam que essa substância pode ajudar o cérebro a se manter ativo e em ótimo funcionamento com o avanço da idade, podendo retardar e até mesmo parar a progressão do Mal de Alzheimer.  

Prevenção e combate de artrite

Casal de idosos saudáveis andando de bicicleta - Foto: Getty Images

Artrite é uma inflamação em uma ou mais articulações, causada pela quebra da cartilagem que as protegem. Especialistas da Universidade de East Angliaum, na Inglaterra, incentivam o consumo de brócolis para ajudar a prevenir e tratar esse problema, uma vez que o sulforafano pode diminuir essa destruição da cartilagem. Eles ainda pretendem realizar mais pesquisas para confirmar se essa substância pode penetrar nas articulações e reverter o desenvolvimento da doença.

Embora o sulforafano também seja encontrado em outros vegetais, como couve-flor e repolho, está em maior concentração nos brócolis. "A quantidade encontrada nesse vegetal varia de 214mcg/g a 499mcg/g", afirma a nutricionista Myrla.  

Melhor forma de consumo

Brócolis pronto para consumo - Foto: Getty Images

"Para preservar ao máximo os nutrientes dos brócolis, prefira prepará-lo cozido ou no vapor, mas mantendo a sua característica tenra para preservar as fibras", afirma a nutricionista Karina Barros, da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad). Temperar com alho e azeite dá um sabor especial ao vegetal, mas, se ainda assim não agradar o paladar, vale inclui-lo em sopas, suflês ou no preparo do arroz.  

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não