publicidade

Entenda o que acontece com o corpo da mulher na gravidez

Gestação é marcada por profundas transformações físicas e psíquicas

Por Minha Vida - publicado em 20/01/2011


Muito se fala sobre as alterações no corpo da mulher durante uma gestação. Em um curto período, apenas nove meses, ele sofre uma série de mudanças rápidas, tanto física como psicológicas. Biologicamente, a gravidez tem início quando um óvulo é penetrado por um espermatozoide. Cerca de um dia depois de unidos, eles se fundem e o corpo da mulher começa a se preparar para carregar um novo ser dentro de si até que ele esteja pronto para nascer.

O início da gestação se caracteriza por um processo intenso de divisão celular. Durante o percurso do embrião a caminho do útero, características do futuro bebê já estão sendo decididas como a aparência física, o sexo e possíveis doenças. Em função disto, a ginecologista e obstetra Gisela Traut Kirst recomenda gravidez planejada.

Entenda o que acontece com o corpo da mulher na gravidez - Foto: Getty ImagesEntenda o que acontece com o corpo da mulher na gravidez

"Algumas das definições de saúde do bebê já são prontas nos primeiros dias após a concepção, e as condições físicas da mãe são determinantes para isto. Por exemplo, o ácido fólico, uma vitamina capaz de proteger o bebê de doenças graves como a espinha-bífida e a anencefalia, só funciona se já estiver presente no organismo da mãe desde o momento da fusão espermatozoide com o óvulo", afirma a especialista.

As cinco primeiras semanas de uma gestação são marcadas pela mastalgia: o aumento do volume e uma sensação incomoda nas mamas. Aliás, um conjunto de desconfortos muito semelhante ao período pré-menstrual, a não ser pelo surgimento do tradicional enjôo matinal que pode acabar confirmando suspeitas de uma gravidez.

Sobre o enjôo, a médica explica que durante este período toda a região abdominal está se organizando para acomodar o útero e o embrião para os meses de gestação. Então o intestino precisa encontrar um novo lugar para ficar, o útero necessitará de espaço para se acomodar na região do baixo ventre, exatamente onde mais tarde ficará a barriga saliente da grávida. 

Segundo a médica, esta fase é caracterizada pelas sensações de mal-estar. "Não adianta pensar que com você vai diferente, que você não vai sofrer. É natural, os desconfortos são reflexos dos ajustes do nosso corpo enquanto corremos para oferecê-lo a outro com todo conforto", diz.

A obstetra ainda esclarece que durante este período as sensações de movimento ainda não são do bebê. "O feto não mexe até o início do quinto mês, antes disto, se a mulher diz que sente o beber mexer é provável que sejam seus intestinos", afirma.

Do quinto ao final do sétimo mês é o momento em que a gestante desfruta do melhor momento. Mas, de acordo com Gisela, isto vai depender dos cuidados que a mulher teve anteriormente. "Hábitos adequados e um estilo de vida saudável são fundamentais ara tirar o melhor desta fase". A partir do quinto mês a barriga está evidente e as formas do corpo da mulher ficam ainda mais proeminentes. 

Entenda o que acontece com o corpo da mulher na gravidez - Foto: Getty ImagesEntenda o que acontece com o corpo da mulher na gravidez

É quando a gestante entra no oitavo mês que o acompanhamento pré-natal revela sua importância. A especialista ressalta que, ao contrário do que muitas mulheres pensam, o acompanhamento médico não serve para amenizar ou remediar os desconfortos da gravidez, mas sim diagnosticar alguma doença com antecedência. "É comum que mulheres que sejam pré-dispostas à diabetes e à pressão alta as desenvolvam durante a gravidez. Outro caso bastante recorrente é a infecção urinária que pode estar lá, mas tem seus sintomas escondidos pela própria gestação", diz.

O oitavo e o nono mês são tipicamente conhecidos pelas dores. "A essa altura o peso do bebê dificulta os movimentos, os inchaços nas extremidades aumentam e para algumas mulheres fica difícil até mesmo encontrar uma posição confortável para dormir", afirma a médica. Por isto é tão importante a prática de exercícios físicos moderados, uma alimentação balanceada e a ingestão de muita água.  

"O fato é que ao final da gravidez a mulher está exausta. Foram nove meses de dedicação exclusiva. Existe muita expectativa em torno do nascimento, que em geral terminar de consumir as energias da mãe que acaba exaurida. É quando entra em ação a ocitocina, mesmo hormônio produzido com o orgasmo, que a reanima. Dar à luz é completar uma missão para a gestante que trabalhou arduamente durante os nove meses", conclui a obstetra. 



Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.
Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X