Congestão nasal

Visão Geral

O que é Congestão nasal?

Sinônimos: nariz - congestionado

A congestão nasal é outro termo para o nariz entupido. Muitas vezes, é um sintoma de outro problema de saúde, como sinusite, rinite alérgica ou um resfriado comum, outras vezes pode ser causada por alterações na estrutura do nariz, como o desvio de septo. A congestão nasal é marcada por:

  • Nariz entupido ou coriza
  • Dor sinusal
  • Acúmulo de muco
  • Tecidos nasais inchados.

Cuidados simples, como a hidratação nasal com soro fisiológico, podem ser suficientes para aliviar a congestão nasal, especialmente se for causada por um resfriado comum. No entanto, se a congestão nasal permanecer por semanas ou vir acompanhada de secreção amarelada ou sangramento você deve procurar tratamento médico.

Causas

Congestão nasal pode ser causada por qualquer agente que irrita ou inflama os tecidos nasais. Infecções - como resfriado, gripe ou sinusite - alergias e outros irritantes, como fumaça de cigarro, podem causar congestão nasal. Algumas pessoas têm esse sintoma de forma crônica, sem motivo aparente - uma condição chamada de rinite não alérgica ou rinite vasomotora (VMR).

Menos comum, a congestão nasal pode ser causada por um tumor ou pólipos. Outras causas potenciais de congestionamento nasal incluem:

  • Sinusite aguda
  • Sinusite crônica
  • Síndrome de Churg-Strauss
  • Cefaleia em salvas
  • Clima frio e seco
  • Resfriado comum
  • Uso excessivo de descongestionante nasal
  • Desvio de septo
  • Toxicodependência
  • Alergia a poeira ácaro
  • Hipertrofia de adenoides
  • Alergia alimentar
  • Corpo estranho no nariz
  • Rinite alérgica
  • Medicamentos para hipertensão
  • Alterações hormonais
  • Gripe
  • Alergia ao látex
  • Uso de certos medicamentos
  • Alergia ao leite
  • Alergia à mofo
  • Pólipos nasais
  • Rinite não alérgica
  • Asma
  • Alergia a animais
  • Gravidez
  • Vírus sincicial respiratório (RSV)
  • Estresse
  • Distúrbios da tireoide
  • Fumaça do cigarro
  • Granulomatose de Wegener.

Causas mostradas aqui são comumente associadas a este sintoma. Converse com um médico ou outro profissional de saúde para um diagnóstico preciso.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

A congestão nasal é geralmente apenas um aborrecimento, mas pode ser um sinal de problemas mais graves.

Marque uma consulta médica se:

  • Os sintomas duram mais de 10 dias
  • Há febre alta, especialmente se durar mais de três dias
  • O catarro é verde e há dor nos sinus do rosto ou febre. Isto pode ser um sinal de uma infecção bacteriana
  • Você tem asma ou enfisema
  • Você está tomando medicamentos imunossupressores
  • Há sangue na secreção nasal ou uma secreção persistente após um ferimento na cabeça.

Marque uma consulta no pediatra se:

  • Seu filho tem menos do que dois meses e apresenta febre
  • A respiração está difícil por causa da congestão nasal
  • A criança ronca muito ou respira grande parte do tempo pela boca.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar as causas de uma congestão nasal são:

  • Clínico Geral
  • Pneumologista
  • Alergista e imunologista
  • Pediatra
  • Otorrinolaringologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram. Anote todos os sintomas mesmo que eles não tenham relação entre si
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Quais outros sintomas você sente?
  • O que, se alguma coisa, piora os sintomas?
  • O que, se alguma coisa, melhora os sintomas?
  • Você ou seu filho tem alguma alergia?
  • Quais medicamentos e suplementos você toma?

Exames

O otorrinolaringologista possui um arsenal de exames, como a videonasofibroscopia (uma câmera flexível que filma o nariz internamente), que garantem mais acurácia no diagnóstico da congestão nasal.

Fontes e referências

  • Revisado por: Dr. Bruno Loredo, otorrinolaringologista do Hospital Santa Luzia, em Brasília - CRM DF 19501
  • Associação Brasileira de Otorrinolaringologia
  • Ministério da Saúde
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não