Febre reumática

Visão Geral

O que é Febre reumática?

A febre reumática, também chamada de reumatismo infeccioso, é uma doença inflamatória que se desenvolve após uma infecção anterior provocada pela bactéria do estreptococo.

A febre reumática pode afetar as articulações, a pele e até mesmo órgãos vitais, como o coração e o cérebro.

Causas

Infecções causadas pela bactéria Streptococcus pyogenes (ou estreptococo do grupo A), como a faringite estreptocócica e escarlatina, são o ponto de partida para a febre reumática. Essa doença se manifesta como uma complicação de um processo inflamatório anterior. Mais especificamente, a febre reumática é considerada uma doença autoimune, em que o sistema imunológico, por razões desconhecidas, passa a identificar células e tecidos saudáveis do corpo como invasores, atacando-os e causando diversos problemas à saúde.

As causas exatas da febre reumática ainda não foram totalmente esclarecidas.

Fatores de risco

Apesar disso, sabe-se que alguns fatores podem aumentar o risco de uma pessoa vir a desenvolver um quadro de febre reumática. Entre eles, estão:

Histórico familiar

A causa para a febre reumática pode estar no sangue. Algumas pessoas podem carregar um ou mais genes que as tornam mais propensas a desenvolver a doença.

Tipos de bactérias do estreptococo

Certos tipos de bactérias do estreptococo são mais propensos a levar à febre reumática, como as bactérias causadoras da escarlatina e da faringite estreptocócica.

Fatores ambientais

A ocorrência de febre reumática está associada a alguns fatores exógenos, como superlotação, falta de saneamento básico e outras condições que podem resultar na transmissão e contaminação pelas bactérias do estreptococo.

Idade

A febre reumática costuma aparecer com mais frequência em crianças e adolescentes dos seis aos 15 anos de idade.

Sintomas

Sintomas de Febre reumática

Os sintomas da febre reumática costumam variar. Algumas pessoas podem apresentar vários sinais da doença, enquanto que outras podem manifestar poucos sintomas. Eles também podem mudar conforme o curso da doença. A febre reumática geralmente aparece cerca de duas a quatro semanas após a infecção estreptocócica.

Os principais sinais e sintomas da febre reumática podem incluir:

  • Febre
  • Sensibilidade e dor nas articulações (na maioria das vezes nos tornozelos, joelhos, cotovelos e pulsos, e menos frequentemente nos ombros, quadris, mãos e pés)
  • Inchaço, calor e vermelhidão nas articulações
  • Surgimento de pequenos nódulos indolores sob a pele
  • Dor no peito
  • Sopro cardíaco
  • Fadiga
  • Artrite migratória
  • Prostração
  • Inapetência
  • Falta de ar
  • Surgimento de manchas avermelhadas na pele (eritema marginado)
  • Movimentos corporais incontroláveis - na maioria das vezes nas mãos, nos pés e no rosto
  • Inflamação no músculo do coração (cardite)
  • Sopro cardíaco, quando há comprometimento das válvulas do coração
  • Coreia de Sydenham (instabilidade emocional, fraqueza muscular e movimentos rápidos, descoordenados e espasmódicos que afetam principalmente o rosto, os pés e as mãos).

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Procure assistência médica se você notar o surgimento de sintomas de febre reumática em seu filho. No entanto, como os sinais da doença também são muito comuns aos de outras condições de saúde, ele precisará passar por uma avaliação médica mais detalhada.

Também busque ajuda de um especialista se seu filho tiver sintomas de qualquer tipo de infecção estreptocócica. Tratar corretamente uma infecção causada pela bactéria do estreptococo diminui consideravelmente o risco de desenvolver febre reumática.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar febre reumática são:

  • Clínico geral
  • Infectologia
  • Imunologia
  • Cardiologia
  • Neurologia
  • Psiquiatria
  • Otorrinolaringologia
  • Pediatria

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas de seu filho surgiram?
  • Qual a intensidade dos sintomas?
  • Seu filho foi diagnosticado recentemente com alguma infecção na garganta?
  • Qual o tratamento ministrado pelo médico para a infecção na garganta?
  • Você tomou alguma medida para aliviar os sintomas? E funcionou?

Diagnóstico de Febre reumática

O especialista fará o diagnóstico de febre reumática com base em um exame físico e testes específicos. No exame físico, o médico procurará sinais de inflamação nas articulações, medirá a febre e examinará a pele em busca de nódulos subcutâneos.

Entre os outros exames que o médico deverá solicitar estão:

  • Testes para a infecção por estreptococos, como exames de sangue
  • Eletrocardiograma (ECG ou EKG), que registra os sinais elétricos que viajam através do coração de seu filho
  • Ecocardiografia, que usa ondas sonoras para reproduzir imagens do coração em live-action. Este teste comum pode permitir que o médico identifique estruturas alteradas dentro do coração.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Febre reumática

Os principais objetivos do tratamento para febre reumática visam destruir qualquer vestígio restante de bactérias estreptococos no organismo, bem como aliviar os sintomas, controlar a inflamação e prevenir episódios recorrentes de febre reumática.

O tratamento para febre reumática é feito basicamente por meio de medicamentos, que incluem:

  • Prescrição de antibióticos específicos
  • Prescrição de medicamentos anti-inflamatórios
  • Prescrição de medicamentos anticonvulsivos.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

O médico pode recomendar repouso e que as atividades sejam restringidas até que a inflamação, a dor e os outros sintomas causados pela febre reumática melhorem. Se a inflamação estiver presente em tecidos do coração, o especialista pode recomendar repouso absoluto durante algumas semanas. Dependendo do grau de inflamação, esse período pode se estender por ainda mais tempo.

Expectativas

A febre reumática pode reaparecer em pacientes que não seguirem à risca as orientações médicas e desobedecerem ao tratamento e o uso de antibióticos - especialmente durante os primeiros anos após o diagnóstico. As complicações decorrentes da doença podem ser graves, especialmente para as válvulas cardíacas.

Complicações possíveis

A inflamação causada pela febre reumática pode durar de algumas semanas a vários meses. Em alguns casos, essa inflamação pode causar complicações no longo prazo.

A cardiopatia reumática diz respeito a danos permanentes ao coração e é uma das principais complicações decorrentes de febre reumática. Esse dano pode levar a outros problemas, como:

  • Estenose da válvula
  • Regurgitação de sangue
  • Danos ao músculo cardíaco
  • Danos na válvula mitral, em outras válvulas cardíacas ou, ainda, em outros tecidos do coração

Entre outras possíveis complicações estão:

Prevenção

Prevenção

A única maneira conhecida de se prevenir febre reumática é tratando infecções de garganta causadas pela bactéria do estreptococo.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não