Infecção de ouvido

Visão Geral

O que é Infecção de ouvido?

Embora existam diferentes tipos de infecções no ouvido, a mais comum é chamada de otite média aguda, que implica na inflamação e infecção do ouvido médio - localizado atrás do tímpano. Trata-se de uma infecção breve e dolorosa, causada por vírus ou bactéria, que atinge mais crianças.

Você sabe cuidar da saúde do seu ouvido?

Causas

Uma infecção no ouvido é causada por bactérias ou vírus presentes na orelha média do indivíduo. É comum esse tipo de inflamação surgir como um sintoma de outras doenças, como gripe ou alergias, mas outras causas podem acarretar no aparecimento dos sintomas.

Uma dessas causas é a obstrução da trompa de Eustáquio, um tubo que sai do ouvido médio e chega até a parte posterior da garganta, responsável pela drenagem do líquido produzido normalmente pelo ouvido médio. Se essa trompa for bloqueada, o líquido se acumulará, gerando também o acúmulo de bactérias ou vírus na região, causando, assim, a infecção. Inflamações de ouvido são comuns em bebês e crianças justamente porque a trompa de Eustáquio pode ficar congestionada facilmente.

Da mesma forma, inflamação nos adenoides também pode causar otite média aguda. Adenoides são pequenas peças de tecido localizadas na parte de trás do nariz, muito próximos à trompa de Eustáquio. Inflamação ou alargamento dos adenoides podem obstruir a trompa também e, consequentemente, causar otite.

Infecção no ouvido também pode ser causada por efusão. É exatamente igual à inflamação de comum, em que ocorre acúmulo de fluidos no ouvido médio, só que sem a infecção por bactéria ou vírus. Esse tipo de inflamação pode ocorrer porque, mesmo após a otite estar sanada, o acúmulo de líquidos ainda persiste, causando mais uma vez a infecção.

Fatores de risco

Alguns fatores de risco podem aumentar as chances de uma pessoa desenvolver infecções no ouvido. Confira:

  • Idade: crianças entre seis meses e dois anos tendem a ser mais suscetíveis a esse tipo de inflamação, porque, nessa idade, a trompa de Eustáquio ainda está muito pequeno e o sistema imunológico muito pouco desenvolvido.
  • Aglomerações: frequentar locais com muitas pessoas aumenta a possibilidade de infecções no ouvido, porque as chances de pegar gripes e resfriados também aumentam consideravelmente.
  • Mamadeira: crianças que ingerem leite por meio de mamadeira, principalmente quando estão deitadas, tendem a ter mais inflamações de ouvido do que crianças que são amamentadas pelas mães.
  • Estações mais frias: no outono e no inverno, a incidência de infecções de ouvido aumenta em relação às outras estações do ano. São nesses períodos gelados que gripes e resfriados são mais comuns.
  • Má qualidade do ar: ficar exposto à fumaça do cigarro e a um ar de má qualidade, com muita poluição, também pode aumentar os riscos de inflamação.

Sintomas

Sintomas de Infecção de ouvido

Os sintomas da otite média aguda variam conforme a idade do indivíduo. Em crianças, por exemplo, os sinais mais comum de inflamação são:

  • Dor de ouvido, principalmente ao deitar
  • Empurrar e puxar a orelha
  • Dificuldade para dormir
  • Chorar mais do que o normal
  • Irritabilidade
  • Dificuldade para ouvir e responder a sons
  • Perda de equilíbrio
  • Febre alta
  • Drenagem de fluidos do ouvido
  • Dor de cabeça
  • Perda de apetite

Já em adultos:

  • Dor de ouvido
  • Drenagem de fluidos do ouvido
  • Diminuição da audição

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de Infecção de ouvido

O diagnóstico de infecções no ouvido geralmente é feito baseado na descrição dos sintomas, usando também um pequeno instrumento com uma lanterna acoplada na ponta para examinar ouvido, narinas e garganta.

O médico poderá também realizar o diagnóstico por meio de um instrumento chamado otoscópio, pelo qual ele poderá examinar dentro do ouvido médio e avaliar quanto há de fluido.

Na consulta médica

Estar preparado para a consulta pode ajudar a otimizar o tempo, facilitar o diagnóstico e permitir que você tire suas dúvidas. Veja exemplos de perguntas que um especialista poderá fazer:

  • Quais sintomas você tem sentido?
  • Quando os sintomas começaram?
  • O quão forte é sua dor de ouvido?

Descreva também os sintomas que tem observado em seu filho. Isso ajudará o médico a fazer o diagnóstico e escolher o melhor tratamento disponível.

Buscando ajuda médica

Procure um especialista quando:

  • Os sintomas persistirem por mais de um dia
  • A dor nos ouvidos for muito intensa
  • Houver vazamento de fluidos, pus ou sangramento do ouvido

Fique atento: se seu filho estiver muito irritável ou com problemas para dormir após uma gripe, marque uma consulta.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Infecção de ouvido

A maioria das infecções de ouvido se resolve com tratamento à base de antibióticos. No entanto, em alguns casos, a inflamação desaparece da mesma forma que surgiu: de repente. Nesses casos, o médico poderá optar por não prescrever nenhum tipo de medicamento. Em situações como essa, o melhor remédio é o tempo.

Em outros casos, o tratamento tem como objetivo amenizar a dor. O médico poderá recomendar uma compressa com água quente na região do ouvido e também alguns remédios que não exigem prescrição médica. Gotas otológicas, que funcionam da mesma forma que colírios para os olhos, também podem ser usadas no tratamento.

Caso a otite média seja recorrente, o médico poderá optar por um procedimento de drenagem do líquido existente dentro do ouvido médio. Para isso, ele realizará um furo muito pequeno no ouvido externo que possibilitará o vazamento de fluidos internos.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Grande parte das infecções de ouvido não causam complicações mais graves, mas a recorrência das inflamações pode acarretar em alguns problemas, como:

  • Audição prejudicada definitivamente. Em caso de inflamação, é comum que o paciente tenha dificuldade auditivas, mas quando passa a infecção o quadro se normaliza. No entanto, quando a inflamação é persistente, pode causar danos permanentes à audição da pessoa.
  • Infecção generalizada. Pode acontecer da inflamação sair do ouvido médio e se espalhar por tecidos próximos aos de origem, principalmente se o tratamento não surtir o efeito esperado.
  • Raramente, uma infecção mais grave pode se desenvolver, como mastoidite (uma infecção dos ossos ao redor do crânio) e meningite (uma infecção do cérebro).
  • Tímpano rompido ou perfurado
  • Infecções de ouvido crônicas e recorrentes
  • Adenoides e amígdalas aumentadas
  • Formação de um abscesso ou cisto (chamado de colesteatoma) causado por infecções de ouvido crônicas e recorrentes
  • Atraso no desenvolvimento da fala em crianças que sofrem de perda de audição duradoura causada por múltiplas infecções de ouvido recorrentes.

Expectativas

As infecções de ouvido são tratáveis, mas podem voltar a ocorrer no futuro. Elas podem ser bastante dolorosas. Se forem receitados antibióticos para você ou seu filho, é importante terminar todo o medicamento conforme indicado.

Prevenção

Prevenção

Algumas medidas podem ser tomadas para evitar infecções de ouvido. Confira:

  • Prevenir resfriados e gripes é sempre um bom começo. Como? Lavando bem as mãos, alimentandose bem e não dividindo talheres e copos com outras pessoas.
  • Evite colocar seu filho em creches com muitas crianças em uma só turma.
  • Evite o cigarro. Se você fuma, pare. Se você não fuma, mas convive com fumantes, evite ao máximo o contato com a fumaça.
  • Mulheres, o conselho é amamentar seus bebês por pelo menos seis meses. Retarde o uso de mamadeiras e chupetas ao máximo. Se não, coloque seu filho em posição ereta na hora de tomar mamadeira.
  • Vacine-se. Converse com seu médico sobre possíveis vacinas para você e seu filho.

Fontes e referências

  • Organização Mundial de Saúde
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não