PUBLICIDADE

Magnésio: benefícios e alimentos ricos nesse mineral

Conheça a importância do magnésio e a quantidade de consumo recomendada

Saiba tudo sobre os benefícios do magnésio  - Foto: Getty Images
Saiba tudo sobre os benefícios do magnésio - Foto: Getty Images

Magnésio é um mineral essencial para a vida. Sua principal função ajudar no metabolismo de carboidratos, lipídeos, proteínas e eletrólitos, por meio da ativação de enzimas.

Assim, é necessário para todos os principais processos biológicos, inclusive o metabolismo da glicose, a produção de energia celular e a síntese de ácidos nucléicos e proteínas. É importante também para a estabilidade elétrica das células, manutenção da integridade da membrana, contração muscular, condução nervosa e controle do tônus vascular.

Benefícios do magnésio

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quantidade recomendada de magnésio

A quantidade diária orientada de magnésio é de 350 miligramas. Porém, a suplementação de minerais como o magnésio apenas é indicada para pessoas cuja absorção de nutrientes está prejudicada, ou o consumo de fontes alimentares é insuficiente ou restrito devido a alergias alimentares. E, nesses casos, o ideal é buscar auxílio do médico ou nutricionista para que o profissional possa fazer a prescrição do mineral na quantidade adequada. Não é preciso recorrer sempre ao suplemento para adequar a ingestão. O mais importante é manter o consumo de alimentos fontes do mineral.

Alimentos ricos em magnésio

Aveia é fonte de magnésio  - Foto: Getty Images
Aveia é fonte de magnésio - Foto: Getty Images

Os alimentos mencionados são biodisponíveis, principalmente as sementes, oleaginosas e folhas verdes. É interessante consumir as fontes de magnésio da forma mais natural possível, sendo que crus, cozidos no vapor ou grelhados são as melhores opções.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Deficiência de magnésio

A deficiência de magnésio tem como sintomas a perda de apetite, náuseas, vômitos, diarreia, confusão, tontura, pele ressecada, unhas fracas, tremores, perda de coordenação e, ocasionalmente, convulsões fatais. A deficiência de magnésio às vezes é associada a deficiência simultânea de cálcio e potássio.

A deficiência de magnésio aumenta o risco de acidente vascular cerebral, anemia, poliúria, tensão pré-menstrual, disritmias cardíacas (alteração do ritmo cardíaco normal) e desordens estéticas como acne e celulite.

Suplemento de magnésio

O suplemento de magnésio, conhecido como cloreto de magnésio, é orientado em casos de carência da substância após o diagnóstico bioquímico ou doenças relacionadas à baixa imunidade. O suplemento de magnésio só pode ser orientado por um médico nutrólogo ou nutricionista.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Riscos do consumo em excesso

O excesso de suplemento de magnésio pode levar a pressão baixa e fraqueza muscular. Existem duas situações nas quais o aumento da ingestão de magnésio não é desejável. O magnésio não deve ser administrado a pacientes com comprometimento renal sério e nos que apresentam alto grau de bloqueio atrioventricular ou bloqueio bifascicular. Nesses casos, pode reduzir a frequência cardíaca e levar à depressão da função neuromuscular e até à depressão respiratória. Com exceção das condições descritas, não há indícios de que o excesso de magnésio cause danos às pessoas.

Combinando o magnésio

É interessante combinar o consumo de magnésio com o cálcio, ácido fólico, vitamina B6 e vitamina B12.

Fonte consultada:

Nutricionista Leticia Manduca

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)