7 aplicativos que te ajudam a cuidar da sua saúde mental

Confira os aplicativos que conseguem monitorar seu humor, a qualidade do seu sono e possíveis sintomas de ansiedade e depressão

A saúde mental durante o período de pandemia do novo coronavírus pode ser afetada por diversas razões: as incertezas em relação ao futuro, o medo da doença, a perda de parentes ou pessoas próximas, instabilidade econômica e muitos outros fatores.

Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade de Adelaide, na Austrália, estudou o impacto desse período no estado mental das pessoas em vários países. No Brasil, o estudo destacou que 52% dos adultos apresentam níveis de estresse leve a moderado, enquanto 18% sofrem de estresse severo.

Por isso, é importante prestar atenção em seu próprio estado emocional e também no de pessoas ao nosso redor. Principalmente porque o estresse e ansiedade podem afetar a resposta imunológica do organismo - e, neste momento, é essencial estar com a imunidade em dia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Outra pesquisa trouxe dados mais graves sobre a saúde mental no Brasil. O estudo, desenvolvido pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), apontou que os casos de depressão e ansiedade no período da quarentena quase duplicaram no Brasil.

"Gerenciar o estresse nesse período e manter a sanidade mental é fundamental para diminuir a incidência de depressão e não afetar o sistema imunológico", afirma Aline Lamaita, cirurgiã vascular e angiologista, membro do Colégio Americano de Medicina do Estilo de Vida.

Cuide da saúde mental com aplicativos

Prestar atenção aos sentimentos e pensamentos durante este período de isolamento e pandemia é primordial para manter o equilíbrio mental. Pensamentos que giram em torno de incertezas e medo, baixa energia, tristeza prolongada, insônia ou falta de motivação podem ser indícios de que você precisa da ajuda de um psicólogo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A dica da psicóloga Adriana de Araújo é fazer um diário de sentimentos. A tarefa consiste em fazer uma "checagem emocional" três vezes ao dia, para saber como você está se sentindo. Ao final de uma semana de anotações, é possível perceber se houve mais sentimentos negativos ou positivos e se houveram muitas oscilações.

Para isso, existem alguns aplicativos que possibilitam fazer um check up de emoções e pensamentos todos os dias. Além destes, outros apps podem te ajudar a gerenciar o estresse e a ansiedade nesse período, através do monitoramento do sono e dicas de meditação. Confira as sugestões abaixo:

Headspace

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O alto nível de cortisol no organismo ocorre em resposta ao estresse. "O aumento desse hormônio pode levar ao aumento da oleosidade da pele, acne, queda de cabelos e aumento de peso. Exercício físico e meditação são indicados para diminuir o cortisol", afirma a dermatologista Paola Pomerantzeff.

Por isso, aplicativos de meditação podem ser uma boa opção para diminuir o estresse diário. O Headspace é um exemplo de programa que ensina o básico sobre a prática, além de disponibilizar uma série de exercícios de respiração e meditações guiadas.

Headspace possui uma versão gratuita e um plano premium pago, e está disponível para iOS e Android.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Calm

"As oito horas de sono com qualidade durante a noite são fundamentais para o organismo em uma série de fatores, dentre eles a imunidade e saúde mental", explica a cirurgiã plástica Beatriz Lassance. Por isso, aplicativos que ajudam a dormir melhor são ótimos para quem está com problemas de insônia.

Calm é um aplicativo gratuito, disponível para iOS e Android, para relaxamento e meditação. Você consegue escolher programas de meditação guiada, que variam entre 3 a 25 minutos, e também pode escolher uma trilha sonora calmante para te ajudar a dormir. O aplicativo também possui uma biblioteca de "histórias de sono", em que celebridades leem histórias para dormir.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Happify

O Happify é um game que propõe atividades que te ajudam a relaxar e aliviar o estresse. Os jogos foram desenvolvidos com base em evidências científicas e você também pode monitorar seu humor antes e depois do jogo, para ver se o aplicativo realmente está ajudando a aliviar os sentimentos ruins. Happify é gratuito, mas também possui planos pagos, e está disponível para iOS e Android.

Daylio

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Conforme a dica da psicóloga Adriana de Araújo, o Daylio é perfeito para você monitorar seus sentimentos no cotidiano. O aplicativo funciona como um diário, em que você entra todos os dias para registrar seu estado emocional e tudo aquilo que aconteceu durante o seu dia.

O Daylio também permite editar os humores, atividades e fornece relatórios mensais sobre seu emocional. Assim, você consegue perceber quais atividades te deixam de mau humor e quais conferem dias bem humorados. O app é gratuito e possui opções de planos pagos, sendo disponível para iOS e Android.

E-Moods

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O aplicativo E-Moods é voltado aos pacientes com transtornos psicológicos, como depressão, ansiedade e transtorno bipolar. Todos os dias, você dá entrada no aplicativo e responde quantas horas dormiu naquela noite e seu estado de humor - se teve sintomas depressivos, de euforia, ansiedade, irritabilidade ou psicóticos.

Além disso, você consegue inserir informações sobre seu peso, remédios que toma, se faz terapia e anotações. O E-Moods mostra seus dados em forma de gráficos, assim você consegue entender como o sono, o peso e a medicação estão associados ao seu humor. O aplicativo é gratuito e está disponível para iOS e Android.

MoodTools

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O aplicativo MoodTools, que é gratuito e está disponível para iOS e Android, é desenhado para os pacientes com depressão ou sintomas depressivos. Ele ajuda a entender o que é a doença, quais são os sintomas, as causas e os tipos.

Também disponibiliza ferramentas como um diário de ideias, que ajuda a controlar o humor, teste de depressão, vídeos com informações sobre a doença e até um plano de segurança, para caso o paciente tenha ideação suicida.

Cíngulo

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No aplicativo Cíngulo, você pode anotar todos os dias seu estado de humor, responder algumas perguntas básicas sobre o dia e receber uma análise das oscilações de humor durante o mês.

Mas a vantagem é que o aplicativo também possui "sessões de terapia" em áudio, dedicadas a cada estado emocional, como insegurança, baixa autoestima, medo, falta de ânimo, ansiedade e mais.

Dentre outras ferramentas, você consegue fazer uma auto-avaliação do seu estado mental, receber relatórios de evolução e ainda buscar sessões de acordo com o que você quer equilibrar. Cíngulo possui uma versão gratuita e outra paga, e está disponível para iOS e Android.

Rootd

O Rootd é um aplicativo gratuito, disponível para iOS e Android, voltado a quem tem ansiedade e síndrome do pânico. Ele possui um botão no qual você pode apertar toda vez que estiver precisando de um alívio dos sintomas.

O Roony, assistente do aplicativo que parece um monstrinho, ensina exercícios de respiração guiada, meditação e possui sons reconfortantes da natureza.

Além disso, o aplicativo disponibiliza lições sobre o que é a ansiedade, motivos pelos quais ela aparece e como controlá-la. Conforme você avança nas lições, o Rootd apresenta estatísticas para você entender como anda seu progresso e qual rotina funciona melhor.

Cuide de você na pandemia

12 apps liberados para fazer exercício em casa na quarentena

6 dicas para cuidar da saúde mental de idosos no isolamento

Coronavírus: por que o distanciamento social é importante?