anonimo perguntou:

Uma criança de 3 anos sofre muito nas maos dos pais e tenho medo dela adoecer por causa disso. ela pode ficar doente mentalmente?

  • Respondido em 12/09/2016
    Janaina Marize de Oliveira Psicologia - CRP 121636/SP
    Olá,

    Maus-tratos na infância é um problema que frequentemente exerce um impacto negativo devastador sobre as crianças, não apenas na infância, mas durante toda a vida.
    Os primeiros cinco anos de vida podem ser particularmente danosos, devido à vulnerabilidade das crianças pequenas e ao fato de que os primeiros anos de vida caracterizam-se por crescimento neurobiológico e psicológico mais rápido do que os anos subsequentes.

    PUBLICIDADE
  • Respondido em 12/09/2016
    Dirk Belau Psicologia e Psicanálise - CRP 06/117170/SP
    Olá,

    entendo a sua pergunta como para saber se você precisa intervir para salvar a criança dos mau tratos pelos pais.

    O mau trato de uma criança pode lhe fazer a vida difícil, toda a vida. Uma criança mal tratada vai sempre estar no risco de não conseguir se relacionar de maneira satisfatória ou até de ficar depressiva, ansiosa, bipolar ou esquizofrênica na vida adulta. Além do sofrimento que você já está observando. Pode ser que a criança se vira, mas isto não se sabe de antemão.

    Assim, o seu motivo para fazer alguma coisa, pode considerar confirmado. Mas fazer alguma coisa para proteger a criança é mais difícil do que se pensa, pois você não vai querer ficar mal com os pais, que não vão admitir uma terceira pessoa se meter na educação do seu filho.

    Recomendo você procurar as autoridades competentes, acho que é o Juizado dos Menores ou o Conselho Tutelar. Informe-se na Prefeitura ou na Polícia. Pode pedir o anonimato para você não ser exposto à vingança dos pais. Sinto não poder informar melhor, mas recomendo fortemente não ficar fazendo nada. Não se decepcione se a autoridade que você contata não faz o que você acha deveria ser feito. Os profissionais hesitam separar uma criança dos pais. Preferem se limitar a visitas na casa onde ela mora e a falar com os pais, as vezes sem resultado que você possa perceber. Mesmo assim, lhe desejo sucesso no seu esforço para melhorar a vida da criança.

    PUBLICIDADE