1 pessoa perguntou:

Correr na rua é diferente de correr na esteira?

  • Respondido em 13/02/2019
    Dr. Antonio Alexandre Faria Ortopedia e Traumatologia - CRM 117601/SP
    Olá,

    RUA

    Centro de gravidade: as pernas criam forças propulsivas que aceleram o centro e o movem para frente. O centro de gravidade é deslocado a cada passada, enquanto a perna está indo a frente para impulsionar o centro novamente.

    Resistência do vento: representa um esforço até 10% maior.

    Músculos: têm a função de criar forças propulsoras. Trabalha-se mais a musculatura posterior da coxa do que a corrida na esteira, já que é preciso empurrar o chão para baixo e para trás.

    Ritmo: oscila de acordo com a inclinação das ruas e o cansaço do corredor.

    Consumo de oxigênio: até 10% maior do que na esteira, graças à resistência do ar e o maior trabalho muscular.

    Apoio: o pé de apoio desloca-se mais rápido do chão.

    Passadas: são mais curtas. 

     

    ESTEIRA

    Centro de gravidade: fica estático, levando a perna para trás. Para manter a estabilidade o corredor move a perna de apoio para frente do centro de gravidade.

    Resistência do vento: não há.

    Músculos: a função é reposicionar as pernas pata frente e manter o centro estável. Trabalha-se mais o quadríceps, que puxa a perna para gente.

    Ritmo: constante, ditado pela esteira.

    Consumo de oxigênio: menor do que correr na rua no mesmo ritmo.

    Apoio: o tempo que a perna de apoio fica no chão é maior do que na rua.

    Passadas: são mais longas.

    PUBLICIDADE