PUBLICIDADE

Clonazepam: para que serve, composição e como tomar?

Princípios ativos: clonazepam

ESTE TEXTO FOI EXTRAÍDO MANUALMENTE. CONSULTE SEMPRE A BULA ORIGINAL

Posologia, dosagem e instruções de uso de Clonazepam

Tome os comprimidos por via oral com pouca quantidade de líquido não alcoólico. 

A dose de clonazepam depende da doença, da resposta clínica, idade e tolerabilidade. 

Recomenda-se que o tratamento inicie com doses mais baixas, que podem ser aumentadas se necessário. 

Siga a orientação médica.

Distúrbios epilépticos 

Adultos:

Dose inicial: não exceder 1,5 mg/dia, dividida em 3 doses. Aumentar a critério médico. Dose de manutenção: será definida pelo seu médico, de acordo com sua resposta. 

Dose diária máxima recomendada: 20 mg. 

Se você já usa outro anticonvulsivante, avise seu médico. 

Recém-nascidos e crianças até 10 anos de idade ou 30 kg de peso: 

Dose inicial média: 0,01 a 0,03 mg/kg/dia. Não exceder 0,05 mg/kg/dia, dividido em 2 ou 3 doses diárias. 

Crianças entre 10 e 16 anos de idade: 

Dose inicial: 1 a 1,5 mg/dia, dividido em 2 a 3 doses. A dose pode ser aumentada, a critério médico, até atingir a dose de manutenção individual, usualmente de 3 a 6 mg/dia. 

Sempre que possível, dividir a dose diária em 3 doses iguais. Caso não seja possível, a maior dose deve ser tomada antes de deitar. 

Transtornos de ansiedade 

- Distúrbio do pânico: 

Adultos: 

Dose inicial: 0,5 mg/dia, dividida em 2 doses. Pode-se aumentar a dose a critério médico. 

Dose de manutenção: critério médico, de acordo com sua resposta. 

A dose tomada ao deitar reduz a inconveniência da sonolência e pode ser desejável no início do tratamento. A retirada deve ser gradual, até que o medicamento seja totalmente suspenso. 

Como ansiolítico em geral: 0,25 mg a 4 mg/dia. Dose recomendada: 0,5 a 1,5 mg/dia (dividida em 3x/dia). 

- Fobia social: 0,25 mg/dia até 6,0 mg/dia (2,0 mg, 3x/dia). Dose recomendada: 1 a 2,5 mg/dia. 

Transtornos do humor 

Transtorno afetivo bipolar (tratamento da mania): 1,5 mg a 8 mg/dia. Dose recomendada: 2 a 4 mg/dia. 

- Depressão maior (associado a antidepressivos): 0,5 a 6 mg/dia. 

Dose recomendada: 2 a 4 mg/dia. 

Síndromes psicóticas

- Acatisia: 0,5 mg a 4,5 mg/dia. Dose recomendada: 0,5 a 3 mg/dia. 

Síndrome das pernas inquietas: 0,5 mg a 2 mg/dia. 

Vertigem e distúrbios do equilíbrio: 0,5 mg a 1 mg ao dia (2x/dia). Doses diárias superiores a 1 mg não são recomendáveis. 

Síndrome da boca ardente: 0,25 a 6 mg/dia. Dose recomendada: 1 a 2 mg/dia. 

Uso em idosos

Não é preciso adaptar doses e forma de administração. Recomenda-se as mesmas doses do adulto jovem, exceto na ocorrência de outras doenças. Nesse caso, respeitar as precauções e advertências gerais do uso de clonazepam. 

Instruções especiais de administração

O clonazepam pode ser usado com outros antiepilépticos. Nesse caso, seu médico ajustará a dose de cada medicamento para atingir o efeito ideal. 

Não pare de tomar este medicamento subitamente, você pode ter novas crises epilépticas. Somente seu médico poderá orientar a interrupção do tratamento reduzindo gradualmente a dose utilizada.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Mais de: Clonazepam