PUBLICIDADE

5 cuidados necessários com a pele do bebê

O novo Comfort Puro Cuidado não causa irritabilidade na pele do bebê

Quando se fala em pele de bebê, logo vem à mente uma pele macia e sedosa, sem rugas ou outros problemas. Mas além de fofa, a pele do bebê também é mais sensível e está mais propensa a alergias, brotoejas e outras sensibilidades. De acordo com estudo feito em 2000 pela Pediatric Clinics of North America, na Filadélfia, Estados Unidos, 80% dos recém-nascidos terão alguma lesão de pele no primeiro mês de vida. Para evitá-los, é importante que os pais tenham cuidados redobrados. Veja os principais a seguir:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1. Torne o banho um aliado

O banho do bebê deve ser morno, pois acalma a criança e não traz irritações. No verão, convém dar mais de um banho na criança, para que ela se refresque. No entanto, recomenda-se usar o sabonete apenas uma vez ao dia, pois ele pode retirar a película protetora de gordura da pele da criança, tornando-a mais exposta a sensibilidade. Use sabonetes e shampoos próprios para crianças, que tenham passado por testes dermatológicos e hipoalergênicos.

2. Proteja a criança do sol

Bebê na praia - Foto: Getty Images
Bebê na praia - Foto: Getty Images

Quando o bebê é recém-nascido, ele ainda não pode usar filtro solar, pois sua pele é muito sensível e o produto pode irritá-la. Portanto, proteja o bebê fisicamente do sol, usando coberturas nos carrinhos, bonés e roupas de manga, mas procure usar tecidos mais finos no verão. Quando o pediatra autorizar, entre com o protetor solar, para proteger melhor a criança contra a ação do sol.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

3. Não coloque muitas roupas na criança

O suor pode causar brotoejas e outras alergias na pele da criança, por isso é importante que os pais tomem cuidado para não agasalhar demais seu bebê, o que pode ser complicado, já que o pequeno não consegue reclamar verbalmente. Isso também é agravado pelo fato de os adultos pensarem que os bebês sentem mais frio do que o normal, o que é um mito.

Bebê superagasalhado - Foto: Getty Images
Bebê superagasalhado - Foto: Getty Images

Para perceber se a criança está agasalhada demais, o ideal é observá-la. Se o bebê se sente incomodado com a quantidade de roupas e cobertores, ele vai transpirar e pode até chorar. Um bebê inquieto, vermelho, que está transpirando certamente está agasalhado demais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

4. Escolha bem o tecido das roupas

O bebê ainda não tem seu sistema imunológico reforçado, por isso, está mais propenso a alergias quando exposto a ácaros e poeira. A escolha do tecido, portanto, é muito importante para evitar que a criança desenvolva alergias. Por isso, evite tecidos felpudos que possam acumular pó, como lã, plush, soft e veludo, principalmente no inverno. Panos como o algodão, flanela e moletom são mais indicados para os pequenos.

Esses tecidos devem ser usados não só nas roupinhas, como também nos lençóis, fronhas e outras roupas de cama da criança. Estudos mostram que os bebês se viram até dez vezes por noite, e o atrito com o tecido pode irritar sua pele.

A roupa dos pais também merece atenção, afinal os bebês entram em contato com esses tecidos quando são colocados no colo, por exemplo.

5. Use os produtos adequados na hora de lavar a roupa

Roupas de bebê no varal - Foto: Getty Images
Roupas de bebê no varal - Foto: Getty Images

As roupinhas e roupas de cama estão sempre em contato com o a pele do bebê, por isso podem ser uma causa comum de alergias. Higienizá-las com produtos antialérgicos, portanto, é uma forma de garantir que as alergias de pele não apareçam na pele da criança. Produtos como o novo Comfort Puro Cuidado deixam os tecidos mais macios, evitando o atrito, principalmente quando a criança se vira a noite na cama.

Existem diversos mitos sobre o uso de amaciantes nas roupas do bebê, principalmente por serem produtos que adicionam cheiro às roupas. O sabão de coco costuma ser o favorito dos pais, pois é considerado um produto mais neutro e menos artificial. No entanto, esse produto também contém compostos químicos e fragrância artificial, e se usado isoladamente pode deixar o tecido duro e áspero.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por isso, o mais indicado é usar um produto que foi desenvolvido especialmente para pele sensível, como a do bebê. A linha Comfort Puro Cuidado, por exemplo, passou por testes dermatológicos e hipoalergênicos, além de ser um produto sem perfume encapsulado e corante recomendado para pessoas de pele sensíveis como a dos bebês.