PUBLICIDADE

Dores de cabeça podem esconder disfunções na mandíbula

Bruxismo, briquismo e má oclusão são alguns dos problemas que resultam em enxaqueca

Quem poderia imaginar que a solução para aquela dor de cabeça que aparece sem explicação estaria na boca. Como não há inflamações as pessoas não associam a dor de cabeça aos dentes aparentemente saudáveis. No entanto, aí pode estar a raiz do problema.Segundo Serviço de Neurologia do Hospital das Clínicas da UFMG, cerca de 80% das pessoas com enxaqueca apresentavam algum tipo de DTM - disfunções temporomandibulares (nas mandíbulas). Além disso, a

Sociedade Internacional de Cefaléias diz que existem 145 tipos diferentes de dor de cabeça.

Bruxismo, briquismo, má oclusão e mordida cruzada são alguns tipos de disfunções, que causam dores de cabeça e que na maioria das vezes não são detectadas pelas pessoas. O dentista identifica estas doenças com mais facilidade, fazendo várias perguntas sobre o estilo de vida do paciente e um exame clínico complementar, além de uma correta análise da oclusão do paciente , afirma o cirurgião dentista Lauro Delgado.

Tanto o bruxismo (ranger dos dentes), como o briquismo (apertar os dentes), a má oclusão e a mordida cruzada forçam e sobrecarregam o músculo. A conseqüência é a tensão muscular que culmina na dor de cabeça mais concentrada na

região temporal, que fica entre o fim das sobrancelhas e o ouvido , explica Delgado.

Para as pessoas que rangem ou apertam os dentes o controle geralmente é feito com o uso de placas miorelaxantes, específicas para o músculo facial. Já nos casos de mordida cruzada ou fechamento incorreto da boca, possivelmente será indicado a ortodontia. Estas são as soluções mais comuns, no entanto é necessário avaliar as características de cada caso, para só então dar o diagnóstico e tratamento corretos , ressalta.

A indicação em casos de dores de cabeça sem um diagnóstico definido é que a pessoa procure um dentista que poderá verificar se as freqüentes dores estão ou não relacionadas à boca.