PUBLICIDADE

Tártaro, cárie e placa: o que são e como cuidar da saúde bucal?

Segundo estudo, 64% dos brasileiros convivem com o tártaro; saiba como tratá-lo para manter a saúde bucal em dia

O tártaro, também chamado de cálculo dental, é um problema bucal bastante conhecido e que atinge um grande percentual de brasileiros. Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde Bucal, elaborada pelo Ministério da Saúde, 64% dos adultos convivem com este quadro - que pode levar a outras condições de saúde mais sérias.

De acordo com o mesmo estudo - de todas as alterações periodontais observadas em cada faixa etária de brasileiros, no mesmo ano em que o levantamento foi elaborado - o tártaro no dente foi o mais prevalente na população. Mas, afinal, como é possível identificar e tratar adequadamente este problema?

Tártaro: o que é e como identificar

O tártaro surge a partir do acúmulo de placas bacterianas que endurecem nas superfícies dos dentes. Porém, há também casos de tártaros que se formam nas gengivas e causam irritação dos tecidos gengivais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Desta forma, para saber se os dentes ou gengivas apresentam tártaro, um dos sinais é a aparição de um "bloco duro", de coloração marrom ou amarelada, localizada na região entre o dente e a gengiva.

Placa bacteriana e cárie: como diferenciar do tártaro

Outro problema comum que afeta a saúde bucal é a placa bacteriana (ou biofilme dental), que, diferente do tártaro, não apresenta cor. Trata-se de uma película bem fina, formada por uma massa de bactérias e resíduos alimentares que começam a se acumular rapidamente sobre os dentes.

Inicialmente, a placa bacteriana adere muito pouco ao dente e sua remoção é fácil de ser feita com a escovação dental após cada refeição. Quando esse biofilme não é removido, entretanto, ele aumenta com a proliferação das bactérias aderidas, o que causa uma possível mineralização até se tornar um tártaro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É da placa bacteriana que surge a cárie, problema que também causa manchas nos dentes. No entanto, a cárie é mais fácil de ser identificada do que o tártaro, pois causa dor nos dentes, entre outros sintomas.

Como tratar e prevenir o tártaro no dente

Um dos problemas da formação do tártaro é que ele pode levar a quadros mais sérios de saúde bucal, favorecendo a ocorrência de cáries e gengivite.

Tendo em vista que a presença do tártaro pode trazer diversos malefícios à saúde bucal e que não é tão simples de ser notada, como é a cárie, vale a pena apostar em métodos de prevenção ao quadro. A escovação diária, especialmente depois das refeições, é fundamental - assim como investir em uma creme dental que oferece proteção reforçada, como a nova linha Colgate Total 12 Anti-Tártaro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A nova linha de creme dental conta com micropartículas que limpam os dentes e promovem uma redução de até 40% do tártaro*. Após a escovação, a boca se mantém livre de bactérias por até 12 horas (após o uso contínuo por quatro semanas), pois sua fórmula proporciona uma defesa ativa contra os microrganismos.

Junto com o uso de um creme dental específico, é importante seguir uma rotina de cuidados completos com a saúde bucal, incluindo a utilização de fio dental e enxaguantes bucais que ofereçam proteção contra as bactérias.

Além disso, não dispense uma visita regular ao dentista. Afinal, há casos em que a remoção das placas de tártaro precisa ser feita com a ajuda de instrumentos profissionais, pelo procedimento chamado de raspagem.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

*Em comparação ao creme dental com flúor sem ingrediente antibacteriano.