PUBLICIDADE

Estudo nacional comprova eficiência das células-tronco para tratar enfisema pulmonar

Agora, instituição busca voluntários para verificar eficiência em pacientes vítimas de infarto

Um estudo, desenvolvido no interior de São Paulo, apresentou resultados satisfatórios no uso de células-tronco para o tratamento do enfisema pulmonar, doença que atinge os pulmões e causa perda da capacidade respiratória por conta da dilatação excessiva dos alvéolos, onde ocorrem as trocas gasosas.

A pesquisa, realizada pelo Instituto de Moléstia Cardiovasculares, em São José do Rio Preto, e pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Assis, testou a eficiência das células-tronco em animais e, após os resultados mostrarem-se positivos, o teste foi aplicado em adultos. Três pessoas com enfisema pulmonar tiveram células-tronco retiradas da medula óssea e injetadas numa veia do braço. Os resultados mostraram que mais da metade das células rumou diretamente aos pulmões e os pacientes apresentaram melhoras de saúde.

"O paciente passa a ter a possibilidade de usar as suas próprias células para se recuperar de uma doença, sem que haja rejeição alguma. Isso traz inúmeras chances de recuperação no tratamento de diversas patologias", explica o onco-hematologista André Jensen, diretor médico da Cellpreserve Banco de Células-tronco.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mais estudos com células-tronco

Agora, o Instituto de Moléstias Vasculares está buscando candidatos para participarem de um estudo que envolve testes de eficácia das células-tronco em infarto agudo do miocárdio, cardiopatia isquêmica crônica, cardiopatia dilatada e cardiopatia chagásica. Para obter mais informações, acesse o site do Instituto: www.imconline.com.br