PUBLICIDADE

Estudo relaciona eczema a risco de impotência

Probabilidade de ter disfunção erétil pode ser 60% maior em homens

Diversos estudos conseguiram estabelecer uma ligação entre homens com certas condições inflamatórias de pele, como a psoríase, e disfunção erétil (DE). Agora, uma pesquisa que envolveu quase 24 mil taiwaneses revelou que homens que sofrem de eczema também podem tem um risco maior de impotência do que aqueles sem o problema.

A análise, liderada por pesquisadores da Taipei Medical University, em Taiwan, comparou dados médicos de 3.997 homens com DE recém-diagnosticada e 20 mil homens da mesma idade sem histórico da disfunção. A equipe descobriu, então, que quase 11% dos homens com DE foram diagnosticados com eczema anteriormente, enquanto que apenas 7% dos homens sem a disfunção sofriam do problema de pele.

Em seguida, os pesquisadores levaram em conta outros fatores de saúde dos participantes, como diabetes, problemas do coração e doenças crônicas também ligadas a um risco maior de DE. Os resultados finais, publicados no Journal of Sexual Medicine, mostraram que homens com disfunção estavam 60% mais propensos a ter histórico de eczema do que indivíduos sem problemas sexuais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Embora mais estudos sejam necessários para que chegar a uma conclusão, a descoberta mostra que, ao menor sinal de problemas de disfunção erétil, pacientes com eczema e médicos devem ficam atentos. Desconfia-se que a relação entre os problemas seja alguma influência que o processo inflamatório possa provocar nos vasos sanguíneos.

Entenda o que é eczema

De acordo com o dermatologista do Hospital Albert Einstein, Mário Grinblat, o eczema atópico pode ser localizado ou disseminado. Ao contrário da psoríase, manifestação inflamatória, o eczema, ou dermatite atópica está ligado à predisposição à asma ou rinite alérgica. Entenda o problema.

Eczema

Também conhecida como dermatite atópica, é uma doença que causa coceira e inflamação na pele. Normalmente, afeta dobras de joelhos e cotovelos, rosto, mas também pode cobrir a maior parte do corpo. Eczema atópico geralmente ocorre em pessoas que têm uma tendência atópica. Isso significa que eles podem desenvolver uma ou as três condições, que estão estreitamente ligadas: dermatite atópica, asma e rinite alérgica. Essas doenças geralmente aparecem antes dos três anos de idade e muitas vezes continuam ao longo da vida. O eczema não é contagioso. Estudos indicam que as doenças atópicas são geneticamente determinadas ou herdadas. Uma criança com um pai que tem uma condição atópica tem uma chance em quatro de ter alguma forma de doença atópica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O eczema geralmente aparece nas seguintes circunstâncias: quando a pele entra em contato com qualquer substância irritante como sabão ou alvejante, quando é exposta à água por muito tempo sem que se aplique um hidratante em seguida, quando há mudanças sazonais ou de umidade. Os sintomas incluem pele seca, descamação e coceira, fendas atrás da orelha, vermelhidão no rosto, braços e pernas que melhoram e pioram alternadamente. Durante as erupções podem se desenvolver úlceras com secreções e crostas devido ao ato de coçar ou por infecção.

Disfunção erétil: diagnóstico

De acordo com o dermatologista do Hospital Albert Einstein, Mário Grinblat, o tratamento da dermatite atópica pode durar muitos meses e até anos e quase sempre requer: redução da exposição aos fatores desencadeantes (quando possível), uso de emolientes (hidratantes) e esteroides tópicos continuadamente.