PUBLICIDADE

Entenda a polêmica do leite de barata

Muito se tem falado nos últimos dias sobre o leite de barata como o superalimento do futuro. Será que é verdade?

A Diploptera punctata, uma espécie de barata originária do Pacífico, ganhou a atenção do mundo com a recente divulgação de um estudo realizado pelo Instituto para Biologia de Células-Tronco e Medicina Regenerativa em Bangalore, na Índia.

De acordo com a pesquisa, a substância extraída desse inseto tem três vezes mais energia do que o leite de búfala, considerado até então o alimento com as proteínas mais nutritivas existentes. Talvez seja por isso que as baratas são tão fortes.

Os embriões desses insetos se desenvolvem dentro da mãe e são alimentados com uma espécie de leite. Após ser digerido, o líquido ingerido pelo embrião acaba se transformando em cristais, que possuem uma quantidade ainda mais concentrada de proteínas, gorduras e açúcares. Com apenas um desses cristais, é possível obter quatro vezes mais energia que o leite de vaca.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ingerir leite de barata está fora de questão

Ao contrário da polêmica que foi levantada sobre o assunto, os cientistas ressaltam que a ideia é reproduzir em laboratório os genes responsáveis pela criação dos cristais. Então, ninguém precisará beber leite de barata, ok? Além disso, ainda serão necessários muitos estudos futuros e testes de segurança para garantir que essa substância não é tóxica para consumo humano.

Apesar de exótica e bastante nojenta, a descoberta representa muito para os pesquisadores e para a ciência. Por ser um alimento muito nutritivo, o cristal se apresenta como uma alternativa interessante para o futuro, que é ameaçado por uma possível crise alimentar.

Proteína do futuro?

Os cientistas afirmam que, nos próximos anos, o planeta deve abrigar uma quantidade muito grande de seres humanos e, neste cenário, a produção de alimentos estará longe de suprir as necessidades de todos. Em especial, eles ressaltam a falta de carne, principal fonte de proteínas atualmente. Portanto, os estudos, apesar de parecerem estranhos, focam em formas alternativas de encontrar novas fontes de proteínas para assegurar o futuro dos seres humanos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Abaixo, veja o vídeo divulgado pelos pesquisadores, em que é possível ver os cristais da barata:

Cristais de barata