PUBLICIDADE

Exame de sangue pode ajudar a identificar câncer

Resultados dos testes feitos ao longo dos últimos 4 anos foram apresentados no Festival Britânico de Ciência

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Pesquisadores da Universidade Swansea Medical School, no País de Gales, revelaram no Festival Britânico de Ciência deste ano que um simples exame de sangue pode identificar o câncer antes mesmo de os sintomas aparecerem. Os cientistas compararam o teste a um detector de fumaça, pois o teste não identifica o câncer em si, mas sim as alterações celulares de quando o câncer está presente.

O exame seria um grande avanço para monitorar pessoas com maior risco de ter a doença, sendo a detecção precoce algo essencial para um tratamento bem-sucedido. "O velho ditado de 'onde há fumaça, há fogo' também se aplica a 'não há câncer sem mutação', sendo a mutação a principal causa do desenvolvimento do câncer", explica o professor Gareth Jenkins, líder do estudo.

Os pesquisadores alegaram que o diagnóstico precoce seria peça-chave para as taxas de sobrevivência. Eles trabalharam ao longo dos últimos 4 anos, estudando 300 pessoas saudáveis, pacientes com sinais de pré-câncer e câncer de esôfago.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O teste, que detecta mutações em proteínas na superfície dos glóbulos vermelhos constatou que, em pessoas saudáveis, o número de mutações é, em média, cinco por milhão. Já entre aqueles que possuem câncer, a taxa pode ser de 50 a 100 mutações por milhão.

"O benefício da mutação de células do sangue é que elas podem ser monitoradas de forma simples, eficiente e não invasiva", disseram os cientistas em um comunicado divulgado pela pesquisa. Os pesquisadores agora investigam se o câncer pancreático pode ser detectado da mesma forma e buscam financiamento para prosseguir com os trabalhos.

A doutora Áine McCarthy, oficial de informação científica do Cancer Research UK ressaltou que novas formas de detectar o câncer precocemente são melhores para a sobrevivência e lembra que estudos de grande escala precisam de confirmação de resultados para que o teste possa ser utilizado na prática clínica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)