PUBLICIDADE

Beber para esquecer problemas não funciona, diz estudo

E o pior: álcool poderia até reforçar tudo o que você não quer pensar

Você já deve ter ouvido algum conselho sobre consumir bebidas alcoólicas para esquecer um problema. Porém, um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, mostrou que, além de não ser nem um pouco saudável, esse hábito também é totalmente ineficiente.

Muitas pessoas acabam ficando com a famosa "falta de memória" após exagerar nas bebidas alcoólicas. O problema é que, segundo os pesquisadores, o que realmente gostaríamos de esquecer acaba ficando ainda mais arraigado em nosso cérebro do que se não tivéssemos bebido.

Publicado na revista Translational Psychiatry, o estudo analisou dois grupos de ratos: um deles bebeu água durante duas horas; já o outro recebeu altas quantidades de álcool durante o mesmo período. Depois, os grupos foram submetidos a um som específico e, em seguida, a uma descarga elétrica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os mesmos testes foram feitos no dia seguinte, porém, sem a utilização de descargas elétricas. Assim, os pesquisadores notaram que os ratos que tinham ingerido álcool demonstraram mais medo de receberem o choque do que os que beberam água, mostrando que eles se lembravam com mais clareza desse trauma.

O estudo concluiu que o álcool tem capacidade de reforçar a sensação de medo. Os receptores do neurotransmissor glutamato (responsáveis pela memória), quando conectados com o álcool, acabam atrapalhando as sinapses (comunicação neuronal), fazendo com que esses animais não conseguissem "se acostumar" com o estímulo utilizado e nem pudessem esquecer a experiência ruim que tiveram.