PUBLICIDADE

Aplicativo tem a mesma eficácia que pílula anticoncepcional

É a primeira vez que um aplicativo recebe certificação médica como método de contracepção eficaz

natural-cycles - Foto: Divulgação
natural-cycles - Foto: Divulgação

Em uma época em que muitas mulheres decidem buscar métodos contraceptivos livres de hormônios, formas mais naturais de se prevenir ganham destaque, com a vantagem de ter a tecnologia como condutora. É o caso do aplicativo Natural Cycles, que tem como base a observação da mulher sobre o próprio corpo.

O aplicativo ajuda a mulher a monitorar sua taxa de fertilidade, sem utilizar nenhum recurso invasivo ou medicamento. É a versão mais moderna e efetiva da boa e velha tabelinha (quem lembra?). Dessa forma, a mulher precisa coletar seus próprios dados diariamente: medir a temperatura usando um termômetro basal embaixo da língua e registrando tudo no celular, pelo aplicativo.

Com as informações ali, o algoritmo do sistema faz o cálculo exato do período do ciclo em que o seu corpo está passando, considerando as possíveis variações. Sim, tudo isso usando, basicamente, a sua temperatura, dado determinante para essa identificação. "No período fértil é normal a temperatura basal da mulher aumentar, aproximadamente, meio grau", conta o ginecologista Joji Ueno. Por isso, a medição deve ser diária.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ao menor sinal de aumento da temperatura, o app fará um alerta para que você saiba que precisa de mais proteção nesses dias - esse método não protege contra DSTs, portanto, camisinha é sempre fundamental. Com a observação precisa e totalmente personalizada do software, o método conquistou a classificação de método de contracepção confiável pela categoria médica, recebendo a certificação alemã Tüv Süd, que testou o app em dois estudos com mais de 4 mil mulheres.

Isso equipara o recurso tecnológico a outros métodos, como pílula e implantes. É a primeira vez que um aplicativo conquista esse posto. Como qualquer método, o Natural Cycles deve ser usado conforme orientação dos desenvolvedores e, com isso, é possível obter taxas de efetividade semelhantes à pílula.

Em testes feitos com mil mulheres, cinco engravidaram após terem relações em dias que não tinham indicação de período fértil, uma taxa de falha de 0,5%. As taxas de erro das pílulas podem variar muito, mas no 'Pearl Index', índice que compara a eficácia de um contraceptivo, o app se mostrou mais assertivo do que a pílula. Dados da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde apontam uma variação de falha da pílula entre 0,1% até 8%.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A física nuclear suíça Elina Berglund, que desenvolveu o app junto com seu marido, Raoul Scherwizl, conta que a ideia surgiu a partir da sua própria necessidade de se prevenir sem utilizar a pílula. ?Eu não encontrava boas formas naturais de controle de natalidade, então desenvolvi um aplicativo para mim mesma?, contou ela à revista Wired.

Atualmente, o Natural Cycles conta com 150 mil usuárias em 161 países. Você pode testá-lo por um mês de forma gratuita e, se gostar, a assinatura custa US$ 4,20 por mês e eles enviam o termômetro basal também, incluso no valor. Porém, não esqueça que nenhum método substitui a proteção contra DSTs que só a camisinha proporciona. Esse método é eficaz exclusivamente no controle da natalidade.