PUBLICIDADE

Adesivo para tratamento de Alzheimer chega ao SUS

A versão adesiva da rivastigmina diminui efeitos colaterais comuns no tratamento via oral

O remédio rivastigmina, indicado para tratar os sintomas de Alzheimer, passa a ser oferecido pelo SUS em forma de adesivo. Aplicado diretamente na pele, tem o mesmo nível de eficácia das cápsulas e solução oral já disponibilizadas para os portadores da doença - a vantagem é que o patch permite a absorção do remédio ao longo do dia e, com isso, minimiza efeitos colaterais como náusea e vômitos, comuns no tratamento via oral.

Outro diferencial da administração transdérmica é a praticidade para os cuidadores, que conseguem garantir, com mais facilidade, que os pacientes recebam a dose correta da rivastigmina, uma vez que, em alguns casos, o medicamento pode não ser engolido.

O adesivo de rivastigmina, que inibe a degradação da molécula de acetilcolina (neurotransmissor associado à memória), pode ficar no corpo por até 24 horas e, inclusive, ser usado no banho. O ideal é variar os locais de aplicação para evitar possíveis irritações na pele.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como ter acesso ao adesivo de rivastigmina pelo SUS

Segundo o Ministério da Saúde, a versão adesiva da rivastigmina já está disponível gratuitamente nas unidades de saúde responsáveis pela distribuição desse tipo de remédio.

Para ter acesso, os pacientes devem atender aos critérios de elegibilidade dos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas e apresentar os seguintes documentos:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que é Alzheimer?

O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções cognitivas, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no comportamento e na personalidade da pessoa. De início, o paciente começa a perder sua memória mais recente. Pode até lembrar com precisão acontecimentos de anos atrás, mas esquecer que acabou de realizar uma refeição.

Com a evolução do quadro, o Alzheimer causa grande impacto no cotidiano da pessoa e afeta a capacidade de aprendizado, atenção, orientação, compreensão e linguagem. A pessoa fica cada vez mais dependente da ajuda dos outros, até mesmo para rotinas básicas, como a higiene pessoal e a alimentação. Você sabe reconhecer a Doença de Alzheimer? Descubra aqui!