PUBLICIDADE

Garoto morre após ser eletrocutado pelos fones de ouvido

O jovem de 16 anos foi encontrado pela mãe que só percebeu algo errado quando viu o sangue em seus ouvidos

Você tem o hábito de mexer no celular que está carregando? Ou pior, fica ouvindo música enquanto o aparelho carrega? Embora essas situações pareçam inofensivas, a verdade é que eles podem estar te colocando em risco.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Na semana passada, o jovem Mohd Aidi Azzhar Zahrin, de 16 anos, morreu após receber um forte descarga elétrica a partir de seus fones de ouvido. O caso aconteceu na cidade de Rembau, na Malásia. O adolescente foi encontrado pela mãe caído no chão e com sangue saindo de um dos seus ouvidos.

A autópsia constatou que Mohammed Zaharin foi eletrocutado quando escutava música por meio de fones de ouvido em um aparelho celular que estava carregando.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em entrevista ao jornal New Straits Times, a mãe do jovem revelou que viu o filho no chão de manhã, mas acreditou que ele estava dormindo e foi trabalhar despreocupada. Contudo, como ela não conseguiu entrar em contato com ele durante o dia, o que a fez retornar à casa e encontrar o jovem na mesma posição. O serviço de emergência chegou a ir até a residência da vítima, mas o menino já havia falecido.

De acordo com o médico que prestou socorro, o celular do jovem ainda estava conectado à tomada e próximo ao corpo da vítima. A marca e modelo dos aparelhos envolvidos no incidente, entretanto, não foram revelados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Embora esses casos sejam raros, existem registros anteriores, inclusive um ocorrido também na Malásia, em 2016.

Usar o celular carregando é perigoso?

Por mais que o celular seja um objeto de uso corriqueiro, é preciso tomar alguns cuidados ao manuseá-lo durante o carregamento.

O Minha Vida conversou com o engenheiro eletricista João Carlos Lopes Fernandes, doutor e professor de Engenharia Elétrica do Instituto Mauá de Tecnologia (SP). De acordo com o especialista, o risco de descargas elétricas, como aconteceu com Lucas, é mais raro e se torna aumentado quando o carregador não é original.

"Os carregadores originais, feitos para o aparelho, tem um controle e proteção maiores durante o carregamento", explica o especialista. Um exemplo é que carregadores originais entendem quando a bateria está completa e suspendem o carregamento sozinhos. No entanto, vale lembrar que as descargas dadas pelo celular são menores do que outros aparelhos eletrônicos, já que o carregador é um objeto pequeno.

De qualquer forma, usar o celular enquanto ele é carrega é ruim para a bateria, pois sobrecarrega o objeto e reduz sua vida útil. Uma bateria envelhecida pode até liberar substâncias que aumentam os riscos de problemas durante o uso. "O ideal é carregar o celular desligado, assim se evita riscos", explica o engenheiro Fernandes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mais perigos além da eletricidade

De qualquer modo, o celular que está carregando é um aparelho que está com a bateria ativa, assim ele libera mais calor, portanto, pode inclusive causar incêndios se estiver carregando em ambientes abafados, como camas ou embaixo do travesseiro. Mas isso é mais uma questão de troca de calor do que de eletricidade, explica Fernandes.

Esse perigo é tão grande que o Corpo de Bombeiros da cidade de Newton, nos Estados Unidos, fez um post no facebook no começo desse ano alertando sobre esse risco. Eles relatam que 53% das crianças e adolescentes deixam o celular ou tablet no carregador próximo à cama, muitas vezes até em cima da cama ou embaixo do travesseiro, o que agrava ainda mais a situação.