PUBLICIDADE

Governo lança campanha de conscientização sobre o uso da camisinha

130 milhões de preservativos serão distribuídos gratuitamente para todo o país

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Na última sexta-feira (22), o governo federal lançou uma campanha de conscientização para a importância do uso de preservativos durante o carnaval. O Ministério da Saúde em Salvador (BA) divulgou o slogan "pare, pense e use camisinha" com a intenção de atingir, principalmente, o público masculino com idade entre 15 e 39 anos, que é o grupo mais afetado pelo vírus HIV.

Serão distribuídas gratuitamente 130 milhões de camisinhas para todo o país durante os dias de folia. Neste ano, a quantidade de preservativos enviados pelo Ministério da Saúde aos estados é 22% maior se comparado com 2018 (106 milhões). Além disso, foram repassados 9,9 milhões de sachês de gel lubrificante.

O Carnaval 2019 também vai contar com uma nova identidade visual das embalagens dos preservativos, a fim de atrair o público jovem. Ao todo, 12 milhões de camisinhas serão oferecidas com o design da embalagem diferente, escolhido através de concurso cultural realizado entre estudantes universitários em 2017.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que é HIV?

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana (human immunodeficiency virus), que é o causador da aids. O HIV é uma infecção sexualmente transmissível (DST), que também pode ser contraída pelo contato com o sangue infectado e de forma vertical, ou seja, a mulher que é portadora do vírus HIV o transmite para o filho durante a gravidez.

O HIV é transmitido principalmente por relações sexuais desprotegidas, isto é, sem o uso do preservativo, e compartilhamento de seringas e agulhas contaminadas com sangue, o que é frequente entre usuários de drogas ilícitas - que também podem contrair mais doenças, como hepatites. Saiba mais sobre a doença!