PUBLICIDADE

Anvisa aprova remédio que previne enxaqueca

Estudos mostram que metade dos pacientes que recebem a droga têm uma redução de 50% nas crises

Caracterizada principalmente por uma dor de cabeça recorrente, podendo ser acompanhada de náuseas, vômitos e sensibilidade aos sons e à luz forte, a enxaqueca afeta ao menos 15% da população mundial. Atualmente, já existem diversos tratamentos para o problemas, mas novas alternativas para prevenir a enxaqueca ainda estão sendo testadas.

Nesta segunda-feira (25) a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a primeira droga especificamente desenhada para a prevenção de enxaqueca.

O novo medicamento, que recebeu o nome de Pasurta, será comercializado pela Novartis aqui no Brasil. Nos Estados Unidos, a droga leva o nome de Aimovig - fabricada pelo amgen e pela Novartis - e sendo aprovada pela FDA (Food and Drug Administration).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Esse recurso terapêutico consiste em uma injeção mensal do medicamento erenumabe, que bloqueia uma proteína, a CGRP, que é relacionada às crises de enxaqueca.

Ainda não há tem valor definido para o remédio, mas no primeiro momento o preço deve ser alto. No EUA, o custo anual é de US$ 6,9 mil, cerca de R$ 26 mil.

O tratamento não promete a cura, mas contribui para a prevenção de crises de enxaqueca. De acordo com estudos, metade dos pacientes que recebem a droga têm uma redução de 50% nos dias de cefaleia (dor de cabeça).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como tratar a enxaqueca?

Durante uma crise de enxaqueca, siga essas recomendações: