Sociedade de Infectologia alerta contra tratamento preventivo da COVID-19

Instituições alertam para a falta de comprovação científica e possíveis efeitos colaterais; entenda

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) divulgou através de seu site e redes sociais a atualização do documento com recomendações sobre a COVID-19. Nele, a instituição afirma que não é aconselhado o uso de nenhum tratamento precoce contra o novo coronavírus.

Entre os medicamentos contraindicados estão:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O motivo da contraindicação está na falta de comprovação científica de que os medicamentos listados sejam eficazes no tratamento ou prevenção da doença. Durante estudos clínicos randomizados com grupos de controle, nenhum dos remédios apresentou resultados positivos contra a COVID-19.

Além disso, especialistas da SBI alertam para os possíveis efeitos colaterais que essas medicações podem causar:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

As orientações dadas pela SBI estão alinhadas com recomendações feitas por diversas sociedades médicas científicas nacionais e internacionais, como: Sociedade de Infectologia dos EUA (IDSA) e da Europa ESCMID), Instituto Nacional de Saúde dos EUA (NIH), Centros Norte-Americanos de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Organização Mundial da Saúde (OMS) e Agência Nacional de Vigilância do Ministério da Saúde do Brasil (ANVISA).

Tratamento de coronavírus

Ainda não há um protocolo de qual medicação utilizar em casos de COVID-19 nem quais as doses mais indicadas. De acordo com o Ministério da Saúde, quadros leves da doença são tratados de forma similar a outras infecções respiratórias, com o uso de analgésicos e antitérmicos que ajudam a aliviar os sintomas. Outros cuidados indicados são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em alguns casos, é possível que sejam solicitados exames laboratoriais, como raio-x e hemograma, antes de indicar o tratamento ideal para o quadro de saúde apresentado pelo paciente.

Cuidados contra a COVID-19