PUBLICIDADE

Hepatite C: sintomas, causas e tratamento

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Visão Geral

O que é Hepatite C?

A hepatite C (CID 10 - B18.2) é uma doença viral causada pelo vírus VHC que leva à inflamação do fígado e pode levar à cirrose ou câncer de fígado.

Trata-se de uma doença que raramente desperta sintomas e a maioria das pessoas não sabe que tem hepatite C, descobrindo, muitas vezes, através de doação de sangue ou pela de exames de rotina, ou quando a doença está em estágio avançado e os sintomas surgem.

De acordo com estimativa do Médico Sem Fronteiras, 71 milhões de pessoas convivem com a hepatite C no mundo. No Brasil, segundo o boletim epidemiológico de 2020, foram notificados 384.284 casos de hepatite C de 1999 a 2019.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A principal forma de transmissão da hepatite C é a via sanguínea, por isso é importante o cuidado ao compartilhar lâminas, alicates e tudo que envolva o risco de compartilhando de sangue.

Sintomas

Sintomas de Hepatite C

A hepatite C é assintomática na maioria dos casos. Segundo a Fiocruz, entre 25% a 30% dos infectados apresentam sintomas na fase aguda.

Entre os sintomas de hepatite C manifestado pelo corpo, destacam-se:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Visão Geral

Causas

A hepatite C e um dos três tipos hepatite viral (já que temos a hepatite A e a hepatite B).

No caso da hepatite C, trata-se de uma doença infecciosa causada pelo vírus VHC.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O mecanismo do vírus da hepatite C é incerto. Porém, o problema é que a doença prejudica o funcionamento do fígado e pode acarretar fibrose hepáticas, cirrose hepática, câncer hepático e insuficiência hepática.

Transmissão da hepatite C

A transmissão da hepatite C ocorre por meio do contato com sangue contaminado, seja por transfusão de sangue, acidentes com material contaminado ou por meio de drogas injetáveis.

A transmissão de mãe para filho é rara, cerca de 5% e ocorre no momento do parto e o aleitamento não é considerado um meio de transmissão. A hepatite C pode ser transmitida pela via sexual, mas o contágio é raro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fatores de risco

Alguns fatores de risco contribuem para a a hepatite C. São eles:

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de Hepatite C

O diagnóstico de hepatite C é feito a partir de exames de sangue para detectar o vírus VHC.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Exames de sangue também podem medir a carga viral, ou seja, a quantidade de vírus, e fazer a genotipagem do vírus – o que pode auxiliar na escolha da melhor opção de tratamento.

O médico também poderá recomendar um procedimento para remover uma pequena amostra de tecido do fígado para análises laboratoriais.

A biópsia hepática, como é conhecido esse procedimento, pode ajudar a determinar a gravidade da doença e orientar as decisões de tratamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Durante uma biópsia do fígado, o médico insere uma agulha fina através da pele até o fígado para remover a amostra de tecido.

Na consulta médica

Você deve procurar ajuda médica se notar a incidência de qualquer sintoma descrito acima.

Para a consulta, vale a pena anotar todas as suas dúvidas e descrever todos os seus sintomas com detalhes. Vale também ser bem aberto às perguntas que o médico perguntar, como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Convivendo (prognóstico)

Hepatite C tem cura?

As chances de cura da hepatite C chegam a 95%. Mesmo que o tratamento não remova o vírus, ele poderá reduzir a chance de doença hepática grave.

Muitos médicos usam o termo "resposta virológica prolongada" em vez de "cura", quando o vírus é removido do sangue porque não se sabe se essa resposta será permanente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Hepatite C

O tratamento de hepatite C é feito a partir de uma combinação de medicamentos antivirais a serem tomados ao longo de várias semanas, que tem como objetivo eliminar o vírus do corpo do paciente.

Durante todo o tratamento o médico irá monitorar a resposta do paciente aos medicamentos ministrados.

Os medicamentos antivirais podem causar vários efeitos colaterais, a exemplo de depressão, dor muscular, perda de apetite, fadiga, febre e dor de cabeça. Alguns desses efeitos colaterais podem ser graves, precisando interromper o tratamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Se o seu fígado foi severamente danificado pela ação do vírus HCV, o que se traduz pela presença de cirrose, um transplante de fígado pode ser uma opção viável.

Fígados transplantados, em sua maioria, vêm de doadores falecidos, embora um pequeno número venha de doadores vivos que doam uma parte de seus fígados (que depois se reconstituem sozinhos).

O tratamento com medicamentos antivirais geralmente continua depois de um transplante, pois a infecção pode voltar a ocorrer no novo órgão.

Prevenção

Prevenção

Proteja-se contra a infecção por hepatite C tomando as seguintes precauções:

Ainda não existem vacinas contra a hepatite C.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Se você foi diagnosticado com hepatite C, o médico provavelmente recomendará algumas mudanças de estilo de vida. Estas medidas ajudarão a mantê-lo saudável, como:

Complicações possíveis

A infecção por hepatite C, que continua ao longo de muitos anos, pode causar complicações significativas, tais como:

Referências

Revisado por: Dra. Cibele Ferrarini Nascimento Cruz, gastroenterologista e hepatologista - CRM: 47359

Ministério da Saúde

Federação Brasileira de Gastroenterologia

Sociedade Brasileira de Imunologia

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Manual MSD