Lesão por esforço repetitivo (LER): tratamentos e prevenção

Visão Geral

O que é Lesão por esforço repetitivo?

Lesão do Esforço Repetitivo (CID 10 - X50) é a lesão causada pelo desempenho de atividade repetitiva e contínua, como tocar piano, dirigir caminhões, fazer crochê, digitação etc. Também é conhecida pela sigla LER.

Está relacionada com a atividade da pessoa e, em alguns casos, pode ser entendida como uma doença ocupacional, ocorrendo sempre que houver incompatibilidade entre os requisitos físicos da atividade ou tarefa do trabalho e a capacidade física do corpo humano.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A LER instala-se lentamente no organismo humano e, muitas vezes, passa despercebida ao longo de toda uma vida de trabalho. E quando é identificada, já existe um severo comprometimento da área afetada.

Tendinite e LER são a mesma coisa?

LER (Lesão por Esforço Repetitivo) não é propriamente uma doença em si. Mas, sim, uma síndrome que pode agrupar diversas doenças, como a tendinite, tenossinovite, bursite, epicondilite, dedo em gatilho, síndrome do desfiladeiro torácico, síndrome do pronador redondo, mialgias.

Essas doenças afetam, principalmente, músculos, tendões e nervos de membros superiores por conta da sobrecarga músculos, nervos e tendões dos membros superiores principalmente, devido à sobrecarrega.

Como consequência, há dor e inflamação, podendo limitar movimentos do(a) paciente e impedir movimentos que eram antes habituais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sinônimos

LER também pode ser chamado de:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Causas

Alguns fatores de risco contribuem para a instalação da Lesão por Esforço Repetitivo, dentre eles:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fatores de risco

Algumas atitudes contribuem para a incidência da LER, assim, para o aumento do número de casos de doenças ocupacionais. São elas:

Sintomas de Lesão por esforço repetitivo

Os principais sintomas da Lesão por Esforço Repetitivo (LER) são:

Buscando ajuda médica

Especialistas que podem diagnosticar a Lesão por Esforço Repetitivo são:

Marque uma consulta com um médico se você sentir qualquer sintoma persistente, por mais de oito horas.

Na consulta médica

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

Diagnóstico de Lesão por esforço repetitivo

O diagnóstico de Lesão por Esforço Repetitivo (LER) geralmente é feito por meio da história que o paciente conta ao médico e por exames físicos. O profissional buscará por sinais de dor e sensibilidade nos locais indicados pelo paciente.

Exames de imagem, como raio-X, ultrassom, tomografia e ressonância magnética, podem ser solicitados pelo médico para certificar-se do diagnóstico, avaliar o grau de inflamação e, também, para eliminar outras possíveis causas de dor.

Tratamento de Lesão por esforço repetitivo

Durante as crises de dor oriundas da Lesão por Esforço Repetitivo (LER), o tratamento pode incluir:

Já em casos mais avançados, o médico pode solicitar que o tratamento seja feito com:

Tratamento e Cuidados

Medicamentos para Lesão por esforço repetitivo

Uma Lesão por Esforço Repetitivo pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico.

Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento.

Os medicamentos mais comuns no tratamento de lesões por esforço repetitivo são:

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Prevenção

Prevenção

As medidas preventivas destinadas a evitar a LER provém de estudos da adaptação ou ajustamento do meio ambiente (trabalho ou lazer) às características psico-fisiológicas ou particularidades do corpo humano.

Os resultados desses estudos permitem a elaboração de projetos e a adoção de medidas apropriadas para evitar que o homem exponha sua saúde ao realizar atividades necessárias para sua subsistência ou lazer.

Dicas para evitar lesões

Referências

Ministério da Saúde