PUBLICIDADE

Transtorno de personalidade: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Transtorno de personalidade?

O transtorno de personalidade (CID 10 F60) é um tipo de doença psiquiátrica pertencente a um grupo em que os traços emocionais e comportamentais de um indivíduo são muito inflexíveis e mal-ajustados, de forma patológica e persistente. Esses distúrbios comprometem seriamente a qualidade de vida dos pacientes, que sentem enorme dificuldade em adaptar-se a determinadas situações e que, por isso, causam sofrimento e incômodo a eles próprios e aos que estão por perto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tipos

Existem três grandes grupos de transtornos de personalidade e dentro destes há ainda diferentes tipos.

Grupo A: Grupo relacionado às grandes psicoses. Em geral, as características predominantes são desconfiança, isolamento social e empobrecimento afetivo. Estão neste conjunto:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Grupo B: Caracterizado por comportamentos problemáticos e desviantes. Os traços em comum são dramaticidade, teatralidade, comportamento criminoso ou violento, instabilidade emocional e impulsividade. Encontram-se neste grupo:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Grupo C: Neste grupo, os sintomas não são tão perceptíveis e causam maior desconforto ao indivíduo internamente. Estão relacionados com a extrema ansiedade e angústia em relação aos contatos sociais e aos afazeres do dia a dia. Dentre eles estão:

Transtorno de personalidade esquizóide

O transtorno de personalidade esquizóide (CID 10 - F60.1) é caracterizado, em geral, por retraimento dos contatos sociais ou afetivos, preferência por atividades solitárias e déficit de afeto. Confira outros sinais:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Transtorno de personalidade esquizotípica

O transtorno de personalidade esquizotípica (CID 10 - F21) é caracterizado por comportamento excêntrico, esquisito, com hábitos estranhos. Confira outros sinais:

Transtorno de personalidade paranóide

O transtorno de personalidade paranóide (CID 10 - F60.0) é caracterizado por sensibilidade excessiva frente às contrariedades, grande desconfiança em relação às outras pessoas e receio de perseguição. Confira outros sinais:

Transtorno de personalidade antissocial

O transtorno de personalidade antissocial (CID 10 - F60.2) é caracterizado por comportamentos e atitudes disfuncionais. A pessoa tende a explorar as outras para ter ganho material ou pessoal. Elas não fazem distinção entre certo ou errado, não consideram os direitos, sentimentos ou vontades dos outros. Os principais sintomas são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Transtorno de personalidade histriônica

O transtorno de personalidade histriônica (CID 10 - F60.4) é semelhante, em alguns aspectos, com o Transtorno Borderline, porém, menos impulsivo. É caracterizado por afetividade superficial, lábia e busca por atenção. Confira outros sintomas:

Transtorno de personalidade borderline (ou transtorno de personalidade limítrofe)

O transtorno de personalidade borderline (CID 10 - F60.3) é um transtorno de ordem mental, que se caracteriza por padrões de instabilidade e impulsividade nas relações interpessoais, na auto imagem e afetos. Os principais sintomas de borderline são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Transtorno de personalidade narcisista

O transtorno de personalidade narcisista (CID 10 - F60.8) é caracterizado por um padrão invasivo de grandiosidade, necessidade de admiração e falta de empatia. Os portadores possuem idealizações irreais de sucesso, senso de serem únicos e de superioridade. Entre os principais sintomas estão:

Transtorno de personalidade dependente

O transtorno de personalidade dependente (CID 10 - F60.7) é caracterizado por uma dependência excessiva em relação aos outros, comportamento submisso e aderente. Muitos dos sintomas também são presentes em outros transtornos. Confira outros sinais do distúrbio:

Transtorno de personalidade esquiva (ou de isolamento)

O transtorno de personalidade esquiva (CID 10 - F60.6) é muito semelhante ao transtorno fóbico-social, chamado de timidez patológica. O indivíduo tem um grande temor em ser avaliado pelas outras pessoas. Confira outros sintomas:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva

O transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva (CID 10 - F60.5) se caracteriza por um quadro em que a pessoa é extremamente perfeccionista, tem necessidade de ordem e de controle sob as pessoas ao seu redor. Entre os principais sintomas estão:

Causas

A causa exata dos transtornos de personalidade ainda é desconhecida. Entretanto, acredita-se que muitos fatores genéticos e ambientais estejam envolvidos.

Além disso, para cada tipo de transtorno de personalidade, pode haver uma causa diferente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Existem diversos transtornos de personalidade e sem causas específicas - Imagem: Shutterstock
Existem diversos transtornos de personalidade e sem causas específicas - Imagem: Shutterstock

Sintomas

Sintomas de Transtorno de personalidade

Os sinais e sintomas variam muito de acordo com o tipo de transtorno de personalidade. No entanto, todos eles têm alguns pontos em comum.

Em geral, os transtornos de personalidade constituem um padrão de sentimentos, pensamentos e comportamentos que não se adaptam a situações diversas. Esse padrão geralmente começa na adolescência e pode causar inúmeros problemas em situações sociais e profissionais.

A gravidade dessas doenças e a intensidade dos sintomas variam muito também de acordo com o transtorno de personalidade em questão.

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar um transtorno de personalidade são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

Diagnóstico de Transtorno de personalidade

Para diagnosticar o paciente com algum transtorno de personalidade, o especialista realiza uma avaliação mental e analisa o histórico médico e a gravidade dos sintomas do paciente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Amigos e familiares podem ajudar a identificar os padrões de comportamentos desajustados e incentivar a procura de ajuda profissional. Em geral, o especialista analisa a forma como a pessoa se enxerga, sua percepção de mundo e o modo como ela se relaciona com os outros.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Transtorno de personalidade

A psicoterapia, aliada ao tratamento medicamentoso, tem sido a principal opção para médicos e pacientes. No entanto, apesar de o foco do tratamento ser basicamente o mesmo (amenizar e controlar os sintomas), a abordagem tende a ser diferente para cada tipo de transtorno de personalidade.

Não se espera a cura com o tratamento e, sim, uma melhora do sofrimento e da qualidade de vida. As terapias, a psicoterapia e as terapias cognitivo-comportamentais são importantes e podem treinar as habilidades sociais do indivíduo ou a maneira como ele pensa de si.

Alguns transtornos melhoram com a idade; portanto, quanto mais cedo começar o tratamento com a terapia e o uso de medicamentos em situações específicas, melhor será o resultado. Procurar ajuda de um psiquiatra e vencer o estigma já são grandes passos para a melhora.

Medicamentos para Transtorno de personalidade

Os medicamentos mais usados para o tratamento de transtornos de personalidade são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique.

Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

A principal complicação decorrente dos transtornos de personalidade é o comprometimento grave da qualidade de vida do indivíduo, que passa a ter problemas em suas relações, na carreira profissional e em outros círculos sociais. Alguns casos podem ser muito graves e levar ao suicídio.

Além disso, pessoas com algum transtorno psiquiátrico são mais propensas a adquirir outros. A comorbidade entre transtornos é muito comum, uma vez que a soma de sintomas não preenchem apenas uma categoria, por isso há casos de mais de um diagnóstico.

São comuns, por exemplo, os casos de comorbidade entre transtorno borderline e depressão. Já o TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), quando prolongado, pode se tornar um transtorno de personalidade e os transtornos dos tipos esquizóide e esquizotípico lembram aspectos da esquizofrenia.

Prevenção

Prevenção

Não há formas conhecidas de se prevenir um transtorno de personalidade.

Referências

Ministério da Saúde

Psych Central

Royal College of Psychiatrists

Dr. Luiz Scocca - psiquiatra pelo Hospital das Clínicas da USP, membro da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e Associação Americana de Psiquiatria (APA)

Dr. Elie Cheniaux - psiquiatra, escritor, membro licenciado da Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro, professor de pós-graduação em Psiquiatria e Saúde Mental da UFRJ, onde coordena o laboratório de pesquisa sobre o transtorno bipolar; professor de pós-graduação em Ciências Médicas da UERJ.