Eructação

Visão Geral

O que é Eructação?

Sinônimos: gás - arrotar

A eructação, mais comumente chamada de arroto, é o ato de expulsar o ar do estômago através da boca. Ocorre geralmente quando o estômago se distende (expande) devido a ingestão de muito ar e para reduzir esta distensão a eructação acontece.

Causas

A eructação ocorre quando o estômago se enche de ar ingerido. Há uma série de razões pelas quais podemos engolir uma quantidade maior do que o normal de ar, sendo que as mais comuns são:

  • Comer ou beber muito depressa
  • Beber bebidas gaseificadas
  • Ansiedade.

Bebês e crianças pequenas podem engolir grandes quantidades de ar sem perceber. É por isso que os bebês precisam arrotar logo depois de beberem leite materno ou fórmula a fim de expulsar o excesso de ar que foi engolido durante a alimentação.

É possível arrotar quando o estômago não está cheio de ar. Isso geralmente ocorre porque arroto se tornou um hábito ou uma ferramenta para tentar reduzir o desconforto abdominal. Arrotar só vai aliviar o desconforto associado com a deglutição de ar, mas não é incomum que as pessoas tentem aliviar outros desconfortos abdominais da mesma forma.

Aerofagia

Aerofagia é a deglutição voluntária ou involuntária de ar. Isto pode ocorrer quando a pessoa come de forma muito rápida, como foi observado acima, e também pode ocorrer quando:

  • A pessoa fala e come ao mesmo tempo
  • A pessoa masca um chiclete
  • A pessoa chupa balas duras
  • A pessoa bebe por um canudo
  • A pessoa fuma
  • A pessoa usa dentaduras mal adaptadas
  • A pessoa tem um ataque de ansiedade
  • Ocorre a hiperventilação
  • A pessoa respira pelo nariz.

Alimentos

Alguns alimentos e bebidas também podem causar arrotos mais frequentes. Estes incluem: refrigerantes, álcool e alimentos ricos em amido, açúcar ou fibras que causam gases. Sendo que os mais comuns são: feijão, lentilha, brócolis, ervilhas, cebolas, repolho, couve-flor, banana, passas e pão de trigo integral.

Medicamentos

Alguns medicamentos podem levar a eructação. Estes podem incluir a acarbose, comumente usados para tratar diabetes tipo 2, laxantes como lactulose e sorbitol, e medicamentos para a dor, como naproxeno, ibuprofeno e aspirina, uso excessivo pode levar a gastrite, uma condição que pode causar arrotos.

Condições

Algumas condições médicas também podem causar arrotos como um sintoma. No entanto, como arroto é uma resposta natural a um desconforto abdominal, deve haver outros sintomas presentes para fazer um diagnóstico.

Condições que podem causar arrotos incluem:

  • Doença do refluxo gastresofágico (DRGE): distúrbio que faz com que o ácido do estômago suba para o esôfago
  • Gastroparesia, também chamado de atraso do esvaziamento gástrico: distúrbio no qual os músculos na parede do estômago estão enfraquecidos
  • Gastrite: doença que causa inflamação do revestimento do estômago
  • Úlceras pépticas: feridas no esôfago, estômago e parte superior de seu intestino delgado
  • Intolerância à lactose: a incapacidade de digerir a lactose, um ingrediente encontrado em produtos lácteos
  • Frutose: a incapacidade de digerir a frutose hidratos de carbono e sorbitol
  • Helicobacter pylori (H. pylori): bactérias que causam infecções no estômago, o que pode aumentar arrotos. Eles também podem causar gastrite, úlceras pépticas, e DRGE.

Causas menos comuns de arrotos incluem:

  • Doença celíaca: intolerância ao glúten, um ingrediente encontrado em muitos alimentos ricos em farinha, como pães e biscoitos
  • Síndrome de dumping. Este distúrbio é mais comum após cirurgias de bypass gástrico ou cirurgias para remover parte de seu estômago
  • insuficiência pancreática: o pâncreas não é capaz de liberar as enzimas necessárias para a digestão.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Entre em contato com o seu médico se os arrotos se tornarem excessivos.

Especialistas que podem diagnosticar uma eructação são:

  • Clínico geral
  • Gastroenterologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • A eructação ocorre após algum momento de nervosismo?
  • A eructação ocorre após o consumo de algum alimento específico?
  • A eructação ocorre após ingerir alguma bebida específica?

Na consulta médica

Entre em contato com o seu médico se os arrotos se tornarem excessivos.

Diagnóstico de Eructação

Certifique-se de mencionar quaisquer outros sintomas que você tem, mesmo se você não acha que eles são relevantes. Isso vai ajudar o médico a construir uma imagem completa do problema, o que irá ajudá-lo a encontrar o diagnóstico mais provável.

O médico pode examiná-lo fisicamente e pedir mais exames, como raios-X abdominais ou estudos de esvaziamento gástrico. Outras opções incluem ressonância magnética, tomografia computadorizada e ultrassom, testes de má digestão e de hidrogênio/ metano. Eles darão o seu médico uma visão clara do seu sistema digestivo, o que irá permitir melhor ele ou ela para fazer um diagnóstico.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Eructação

Eructação normal não necessita de qualquer tratamento. No entanto, se arrotos se tornam excessivos é aconselhável entrar em contato com um profissional médico para explorar possíveis condições que podem causar o problema. O tratamento dependerá da causa.

Se você está arrotando excessivamente ou se seu estômago está distendido e você não consegue expulsar o ar, deitar de lado geralmente ajuda. Ficar em uma posição de joelhos encostados no peito também pode ser útil. Mantenha a posição até passar.

Evite comer e beber rapidamente, bebidas gaseificadas e mascar chicletes se você estiver enfrentando arrotos excessivos.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Arrotos normais não tem consequências graves. No entanto, se a eructação tornou-se mais frequente, devido a um problema do sistema digestivo, é possível que os sintomas piorem caso não haja tratamento. Você também pode começar a sofrer de outros sintomas até que o problema seja diagnosticado e tratado.

Prevenção

Prevenção

O arroto é uma ação natural, mas pode ser controlada, evitando os itens que são mais propensos a fazê-lo arrotar. Se você quiser evitar arrotos, você deve:

  • Sentarse e comer cada refeição lentamente
  • Evite mascar chiclete ou chupar balas duras
  • Evite bebidas gaseificadas e álcool
  • Parar de consumir todos os alimentos ou bebidas que fazem o arroto mais frequentes
  • Tome suplementos probióticos para ajudar na digestão
  • Evite situações indutoras de ansiedade que podem causar hiperventilação.

Fontes e referências

  • Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais sobre

carregando...
  • já ajudou pessoas