Problemas de visão

Visão Geral

O que é Problemas de visão?

Há muitos tipos de problemas nos olhos e perturbações visuais. Eles incluem visão embaçada, auréolas, pontos cegos, flutuações e outros sintomas. A visão embaçada é a perda de acuidade de visão e a incapacidade de ver pequenos detalhes. Pontos cegos (escotomas) são "buracos" escuros no campo visual nos quais nada pode ser visto.

Para a forma mais grave de perda visual, veja cegueira.

Causas

Mudanças e problemas de visão podem ser causados por muitas condições diferentes. Algumas incluem:

  • Presbiopia dificuldade em focar objetos próximos. Frequentemente se torna notável a partir dos 40 anos.
  • Catarata -- embaçamento sobre a lente do olho, causando má visão noturna, auréolas em volta de luzes e sensibilidade a brilho. A visão diurna é eventualmente afetada. Comum em idosos.
  • Glaucoma -- aumento na pressão do olho, causando má visão noturna, pontos cegos e perda de visão nos dois lados. Grande causa de cegueira. O glaucoma pode acontecer de forma gradual ou repentina -- se repentinamente, é uma emergência médica.
  • Retinopatia diabética -- esta complicação da diabetes pode levar a sangramento dentro da retina. Outra causa comum de cegueira.
  • Degeneração macular -- perda de visão central, visão embaçada (especialmente ao ler), visão distorcida (como ver linhas onduladas) e cores com aparência desbotada. A causa mais comum de cegueira em pessoas acima de 60 anos.
  • Infecção no olho, inflamação ou ferimento.
  • Flutuações -- partículas minúsculas que vagam pelo olho. Embora frequentemente breves e inofensivas, podem ser um sinal de descolamento da retina.
  • Cegueira noturna.
  • Descolamento da retina -- os sintomas incluem flutuações, clarões de luz no campo visual, ou uma sensação de sombra ou cortina pendurada em um lado de seu campo visual.
  • Neurite óptica -- inflamação do nervo óptico por infecção ou esclerose múltipla. Você pode sentir dor ao mover o olho ou ao tocá-lo por cima da pálpebra.
  • Derrame ou AIT.
  • Tumor cerebral.
  • Sangramento dentro do olho.
  • Arterite temporal -- inflamação de uma artéria no cérebro que fornece sangue para o nervo óptico.
  • Enxaquecas -- pontos de luz, auréolas ou padrões em zigue-zague são sintomas comuns antes do início da cefaleia.

Outras possíveis causas de problemas de visão incluem fadiga, excesso de exposição ao ar livre (embaçamento temporário e reversível da visão) e muitos medicamentos.

Medicamentos que podem afetar a visão incluem anti-histamínicos, anticolinérgicos, derivados de digitalis (temporário), alguns remédios para hipertensão (guanetidina, reserpina e diuréticos com tiazida), indometacina, fenotiazinas (como Compazine para náusea, Thorazine e Stelazine para esquizofrenia), medicamentos para malária, etambutol (para tuberculose) e muitos outros.

Sinônimos

Prejuízo da visão; Visão prejudicada; Visão embaçada

Considerações

Mudanças na visão, embaçamento, pontos cegos, auréolas em volta de luzes ou turvação da visão sempre devem ser avaliados por um profissional médico. Tais alterações podem representar uma doença oftalmológica, envelhecimento, ferimento no olho ou condição como diabetes, que afeta muitos órgãos em seu corpo.

Independentemente da causa, mudanças na visão nunca devem ser ignoradas. Elas podem piorar e afetar consideravelmente sua qualidade de vida. Ajuda profissional sempre é necessária. À medida que você determina qual profissional consultar, as descrições a seguir podem ajudar:

  • Oculistas vendem óculos e não diagnosticam problemas de visão.
  • Optometristas realizam exames nos olhos e podem diagnosticar problemas. Eles receitam óculos e lentes de contato. Em alguns estados norte-americanos, eles tratam doenças que afetam os olhos.
  • Oftalmologistas são médicos que diagnosticam e tratam doenças que afetam os olhos. Eles também realizam cirurgia nos olhos. Tais médicos ainda podem prestar serviços de cuidado rotineiro da visão, como receitar óculos e lentes de contato.
  • Às vezes, um problema nos olhos é parte de um problema de saúde em geral. Em tais situações, seu médico principal também deve se envolver.

Prevenção

Prevenção

Checagens regulares nos olhos por um oftalmologista ou optometrista são importantes. Elas devem ser feitas uma vez por ano se você tem mais de 65 anos. Seu médico irá recomendar exames mais cedo e com mais frequência se você tem diabetes ou já mostra os primeiros sinais de problemas nos olhos devido a diabetes, hipertensão ou outras causas.

A pressão nos olhos será medida em algumas visitas para testar quanto a glaucoma. Periodicamente, seus olhos serão dilatados para examinar a retina quanto a quaisquer sinais de problemas devido a envelhecimento, pressão alta ou diabetes.

Os seguintes passos importantes podem evitar problemas nos olhos e de visão:

  • Usar óculos de sol para proteger os olhos.
  • Não fumar.
  • Limitar a quantidade de álcool ingerida.
  • Manter a pressão sanguínea e o colesterol sob controle.
  • Manter os açúcares no sangue sob controle se você tem diabetes.
  • Consumir alimentos ricos em antioxidantes, como vegetais verdes folhosos.

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Seu médico irá verificar a visão, o movimento dos olhos, das pupilas, a parte posterior do olho (chamada retina) e a pressão do olho quando necessário. Uma avaliação médica geral será feita, se necessário.

Seu médico fará perguntas sobre seus problemas de visão, como:

  • Quando isto começou? Ocorreu de forma repentina ou gradual?
  • Com que frequência ocorre? Quanto tempo dura?
  • Quando acontece? À noite? Pela manhã?
  • O problema é em um ou nos dois olhos?
  • Sua visão está embaçada ou há visão dupla?
  • Você tem pontos cegos?
  • Há áreas que parecem negras e ausentes?
  • A visão lateral (periférica) está sumindo?
  • Há auréolas (círculos de luz) vistas em volta de objetos brilhantes ou luzes?
  • Você vê luzes piscando ou linhas em zigue-zague?
  • Você tem sensibilidade à luz?
  • Objetos estacionários parecem estar se movendo?
  • Há cores faltando? Há dificuldade para diferenciar cores?
  • Há dor?
  • Seus olhos estão cruzados? Um ou os dois olhos "vagam"?
  • Você teve um ferimento, infecção, sintomas de alergia, aumento no estresse ou ansiedade, sensações de depressão, fadiga ou dor de cabeça nas últimas semanas ou meses? Você foi exposto a pólen, vento, luz do sol ou produtos químicos neste período? Você usou algum sabonete, loção ou cosmético novo?
  • Sua visão melhora após descanso?
  • Melhora com lentes corretivas?
  • Há outros sintomas presentes, como vermelhidão, inchaço, cefaleia, dor, prurido, secreção, sensação de haver algo no olho, aumento ou diminuição de lágrimas, etc.?
  • Que medicamentos você toma?
  • Você tem diabetes, ou há um histórico familiar de diabetes?

Os exames a seguir podem ser realizados:

  • Biomicroscopia
  • Teste de refração
  • Tonometria

Os tratamentos dependem da causa. A cirurgia será recomendada para algumas condições (como catarata). Diabéticos devem controlar seu nível de açúcar no sangue.

Buscando ajuda médica

Ligue para a emergência (192) se:

  • Tiver cegueira parcial ou completa em um ou nos dois olhos, mesmo se temporária.
  • Tiver visão dupla, mesmo se temporária.
  • Tiver uma sensação de uma sombra passando sobre os olhos ou uma cortina sendo puxada na lateral.
  • Pontos cegos, auréolas em volta de luzes ou áreas de visão distorcida aparecerem repentinamente.
  • Tiver dor no olho, especialmente se ele estiver vermelho. Um olho vermelho e dolorido é uma emergência médica.

Ligue para seu médico se você tem:

  • Problemas para ver objetos nas laterais
  • Dificuldade para enxergar à noite ou ao ler
  • Perda gradual da acuidade da visão
  • Dificuldade de distinguir cores
  • Visão embaçada ao tentar enxergar objetos perto ou longe
  • Diabetes ou histórico familiar de diabetes
  • Prurido ou secreção nos olhos
  • Mudanças de visão que parecem relacionadas a medicamento (NÃO interrompa ou mude uma medicação sem falar com seu médico).

Tratamento e Cuidados

Cuidados

Consulte seu médico se tiver algum problema de visão.

Fontes e referências

  • Chung JY, Singh RP. Preventive measures and screening for ophthalmic problems. In: Carey WD, ed. Cleveland Clinic: Current Clinical Medicine 2009. 1st ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2008:chap 201.
  • Olitsky SE, Hug D, Smith LP. Disorders of vision. In: Kliegman RM, Behrman RE, Jenson HB, Stanton BF, eds. Nelson Textbook of Pediatrics. 18a ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap 620.
  • Sterns GK, McCormick GJ. Ophthalmologic disorders. In: Duthie EH, Katz PR, Malone ML, eds. Practice of Geriatrics. 4th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap 24.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais Sobre

carregando...

Mais sobre

  • já ajudou pessoas