Proctite

Visão Geral

O que é Proctite?

Proctite é uma inflamação na mucosa do reto, que é o tubo muscular por onde as fezes passam no seu caminho para fora do corpo. A proctite pode causar dor no reto e sensação contínua de necessidade de evacuar. Os sintomas podem durar por pouco tempo ou se tornar crônicos. A doença é mais comum em pessoas que têm infecções intestinais frequentes ou são portadoras de alguma doença sexualmente transmissível. Ela também pode ser um efeito colateral da radioterapia para alguns tipos de câncer.

Causas

Normalmente a proctite é causada por outras doenças e condições de saúde, tais como:

  • Doenças inflamatórias do intestino
  • Infecções e intoxicações alimentares
  • Doenças sexualmente transmissíveis como gonorreia, clamídia e herpes genital
  • Radioterapia em áreas próximas ao reto
  • Antibióticos
  • Traumas anais, incluindo os ocasionados pelo sexo anal

A proctite ainda pode acometer crianças com menos de dois anos que ainda se alimentam com o leite materno ou que estejam com infecções de garganta. Essa forma da doença é ocasionada pelo acúmulo de um tipo de células brancas do sangue (eosinófilos) no revestimento do reto.

Fatores de risco

Os fatores de risco para proctite são:

  • Ser portador de alguma doença sexualmente transmissível ou ter comportamentos sexuais que facilitem o contágio
  • Ter infecções intestinais frequentes
  • Estar fazendo tratamento radioterápico para câncer na região do reto

Sintomas

Sintomas de Proctite

Os sintomas da proctite podem incluir:

  • Sangramento retal
  • Sensação frequente ou contínua de necessidade de evacuar
  • Passagem de muco pelo reto
  • Dor retal
  • Dor no lado esquerdo do abdômen
  • Diarreia
  • Dor com os movimentos do músculo do intestino

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Procure um médico no caso de ter algum dos sintomas ou sinais de proctite.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar proctite são:

  • Clínico geral
  • Proctologista
  • Gastroenterologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar tempo. Dessa forma, você já pode chegar ao consultório com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que tenha e medicamentos, vitaminas ou suplementos que tome com regularidade
  • Se possível, leve um acompanhante à consulta

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para proctite, algumas perguntas básicas incluem:

  • Provavelmente o que está ocasionando os meus sintomas?
  • Quais testes eu preciso fazer?
  • Qual o tratamento mais recomendado para o meu caso?
  • Há efeitos colaterais? Quais?
  • O tratamento recomendado irá interferir com as minhas outras condições de saúde?

Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Diagnóstico de Proctite

Para diagnosticar a proctite são realizados os seguintes testes ou procedimentos:

  • Exame de sangue
  • Exame de fezes
  • Sigmoidoscopia
  • Colonoscopia
  • Teste para doenças sexualmente transmissíveis

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Proctite

O tratamento da proctite visa reduzir a inflamação, controlar a dor e tratar a infecção. Por esta razão, o tratamento dependerá da causa do problema. Em todos os casos, é possível que o médico indique mudanças na dieta tanto para tratar o problema quanto para prevenir as dores.

Proctite ocasionada por infecção

O médico pode receitar remédios para aliviar as causas da infecção. As opções são:

  • Antibióticos, para infecções bacterianas
  • Antivirais, para infecções transmitidas por vírus

Proctite causada por radioterapia

Em casos simples de proctite ocasionada por radioterapia pode não ser necessário nenhum tratamento especial. Contudo, em alguns casos ela pode provocar dor severa e sangramentos que requerem tratamento que, neste caso, podem ser usadas:

  • Medicações antiinflamatórias
  • Laxantes
  • Tratamentos específicos para o tecido danificado

Proctite causada por doença inflamatória do intestino

O tratamento para a proctite relacionada à doença de Crohn e colite ulcerativa, entre outras, pode ser feito das seguintes formas:

  • Medicações para controlar a inflamação, podendo ser antiinflamatórios ou corticosteroides
  • Cirurgia para remoção da parte danificada do trato digestivo, se o tratamento com medicamentos não surtir o efeito desejado

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Com algumas mudanças na dieta e estilo de vida, além do tratamento adequado, é raro que o paciente tenha alguma complicação. Algumas das mudanças que o médico pode pedir que o paciente faça são:

  • Manter uma dieta leve durante o tratamento, para reduzir a dor
  • Evitar alimentos picantes, ácidos ou gordurosos enquanto estiver com diarreia
  • Beber bastante líquido, mas não cafeína (presente em refrigerantes, café e chás, principalmente) pois ela irrita o sistema digestivo
  • Verificar quando acontecem os episódios de vômitos. Se for após ingerir leite ou algum alimento derivado dele, você pode ter intolerância à lactose
  • Use preservativos durante o sexo, principalmente anal, para evitar contrair alguma DST

Complicações possíveis

As complicações de proctite acontecem, principalmente, quando ela não é tratada ou não responde ao tratamento. Dentre as complicações possíveis estão:

Prevenção

Prevenção

A principal prevenção para proctite é se proteger das doenças sexualmente transmissíveis.

Qualquer pessoa sexualmente ativa corre risco de contrair alguma DST, apesar deste risco ser aumentado em pessoas que praticam o sexo anal. Portanto, deve-se usar camisinhas durante qualquer contato sexual e não fazer sexo com pessoas que apresentem feridas ou corrimentos incomuns na área genital. Também é consenso que quanto maior o número de parceiros sexuais de uma pessoa, maior a sua chance de contrair alguma DST.

Caso você seja diagnosticado com alguma DST, é importante alertar o seu parceiro sobre o problema, para que ele ou ela também possam investigar se também estão com o problema e busquem o tratamento adequado. Dependendo da doença, o médico pode recomendar que você evite o contato sexual até que a infecção tenha desaparecido, por isso é importante perguntar quando poderá fazer sexo novamente.

Fontes e referências

  • Clínica Mayo
  • Manual Merck
  • Healthline
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não