Proctite

Visão Geral

O que é Proctite?

A proctite é uma inflamação do reto que causa desconforto, sangramento e, às vezes, secreção de muco ou pus.

Sinônimos

Inflamção do ânus, inflamação do reto

Causas

Existem diversas causas para a proctite, mas elas podem ser agrupadas nas seguintes categorias:

  • Doença autoimune
  • Substâncias prejudiciais
  • Infecção não transmitida sexualmente
  • Doença sexualmente transmissível (DST)

A proctite decorrente de uma DST é comum em pessoas que praticam o sexo anal. As DSTs que causam proctite são gonorreia, herpes, clamídia e linfogranuloma venéreo.

Infecções não sexualmente transmitidas que causam proctite têm menos ocorrências do que proctites decorrentes de DSTs. Um exemplo clássico de infecção não sexualmente transmitida surge em crianças e é causada pela mesma bactéria que causa faringite estreptocócica.

A proctite autoimune é associada a doenças como colite ulcerativa ou Doença de Crohn.

Essa inflamação também pode decorrer do uso de certos medicamentos, de radioterapia e da inserção de substâncias prejudiciais no reto.

Os fatores de risco incluem:

Exames

  • Exame das amostras de fezes
  • Proctoscopia
  • Cultura retal
  • Sigmoidoscopia

Sintomas

Sintomas de Proctite

  • Fezes com sangue
  • Constipação
  • Sangramento retal
  • Secreção retal, pus
  • Desconforto ou dor retal
  • Tenesmo (dor oriunda da vontade de defecar, sem sucesso)

Buscando ajuda médica

Marque uma consulta com o médico se você apresentar sintomas de proctite.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Proctite

Um tratamento bem-sucedido da causa subjacente costuma sanar a inflamação. A proctite decorrente de infecção é tratada com antibióticos.

Supositórios com corticoides ou mesalamina podem aliviar os sintomas de alguns pacientes.

Convivendo (prognóstico)

Expectativas

O resultado deve ser satisfatório com o tratamento.

Complicações possíveis

  • Fístula anal
  • Anemia
  • Fístula reto-vaginal (em mulheres)
  • Sangramento grave

Prevenção

Prevenção

A prática de sexo seguro pode evitar a disseminação da doença durante a atividade sexual.

Fontes e referências

  • Coates WC. Disorders of the anorectum. In: Marx JA, Hockberger RS, Walls RM, et al, eds. Rosen's Emergency Medicine: Concepts and Clinical Practice. 7th ed. Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier; 2009:chap 94.
  • Czito BG, Willett CG. Radiation injury. In: Feldman M, Friedman LS, Brandt LJ, eds. Sleisenger & Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease. 9th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2010:chap 39.
  • Giannella RA. Infectious enteritis and proctocolitis and bacterial food poisoning. In: Feldman M, Friedman LS, Brandt LJ, eds. Sleisenger & Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease. 9th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2010:chap 107.
  • Osterman MT, Lichtenstein GR. Ulcerative colitis. In: Feldman M, Friedman LS, Brandt LJ, eds. Sleisenger & Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease. 9th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2010:chap 112.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não