Toxoplasmose

Visão Geral

Toxoplasmose é uma doença infecciosa, congênita ou adquirida, causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii, encontrado nas fezes dos gatos e outros felinos. Homens e outros animais também podem hospedar o parasita.

Causas

Toxoplasmose é causada por um cisto do tipo Toxoplasma gondii, um dos parasitas mais comuns do mundo. Ela pode ser adquirida por meio da ingestão de alimentos contaminados – em especial carne crua ou mal passada, principalmente de porco e de carneiro - e vegetais que abriguem os cistos do Toxoplasma após terem tido contato com as fezes de animais hospedeiros.

Esses cistos podem infectar quase todas as partes do organismo humano, incluindo cérebro, músculos e até mesmo o coração. No entanto, se a pessoa for saudável de um modo geral, o sistema imunológico a defenderá bem contra as ações do parasita, mantendo-o inativo dentro do organismo e impedindo, assim, que a pessoa volte a ser infectada novamente por ele.

Mas se a resistência não for tão boa, principalmente se o paciente tiver alguma doença que comprometa o sistema imunológico, a infecção pode ser reativada e causar sérias complicações.

A toxoplasmose não é contagiosa entre humanos – ou seja, ela não pode ser transmitida de pessoa para pessoa. No entanto, as fezes de gatos e outros felinos e a ingestão de alimentos contaminados não são a única porta de entrada para o parasita. Humanos também podem adquirir a doença em outras situações, como:

  • Usando facas e outros utensílios de cozinha contaminados
  • Comer frutas e vegetais mal lavados
  • Transfusões de sangue ou transplantes de órgãos

A doença também pode ser congênita. Neste caso, ela é transmitida da mãe infectada para o bebê por meio da placenta. Se a mulher foi diagnosticada com a doença um pouco antes ou durante a gestação, as chances de ela passar a inflamação para o filho são de 30%, em média.

Fatores de risco

Qualquer pessoa pode ser infectada pelo parasita da toxoplasmose, mas alguns fatores de risco aumentam os riscos de contaminação, confira:

  • Aids/HIV: com o sistema imunológico debilitado, a pessoa tornase mais vulnerável à ação do protozoário
  • Quimioterapia: estar sob tratamento de quimioterapia também afeta a resistência do organismo
  • Medicamentos: alguns deles também podem causar prejuízos ao sistema imunológico
  • Gravidez: se a mulher tiver sido diagnosticada com toxoplasmose, um tratamento específico pode reduzir as chances do bebê nascer com a doença

Sintomas

Sintomas de Toxoplasmose

Geralmente, a toxoplasmose é uma doença que passa desapercebida. Em alguns casos, porém, em pessoas consideradas saudáveis, podem aparecer sintomas parecidos com os da gripe, como dor de cabeça, coriza, dor no corpo, febre, fadiga e dor de garganta.

Já em pacientes com o sistema imunológico debilitado, podem surgir sintomas específicos, como problemas de coordenação, convulsões, confusões, visão turva e, em alguns casos, até mesmo infecções respiratórias, como pneumonia e tuberculose.

Em bebês, os sintomas são diferentes. Alguns podem nascer com pulmões e baço anormalmente grandes, podem sofrer também de convulsões e de amarelamento da pele e dos dentes, além de graves infecções nos olhos.

Somente uma pequena parte dos bebês que nascem com toxoplasmose demonstram sinais da doença nos primeiros dias de vida. Geralmente os sintomas só aparecem na adolescência.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Recomenda-se que pacientes com problemas de imunidade baixa, em especial os portadores do vírus HIV, mulheres grávidas e as que planejam uma gravidez procurem um médico para realizar os exames necessários e saber se têm toxoplasmose ou não.

Da mesma forma, se perceber sintomas como visão turva, confusão e perda da coordenação, talvez sejam sinais de toxoplasmose severa. A ajuda médica, para esses casos, é imprescindível.

Na consulta médica

O ideal é procurar um infectologista e, se você está grávida, um obstetra. É importante estar preparado para responder às perguntas do médico. Veja quais atitudes você pode tomar para facilitar no diagnóstico:

  • Especifique todos os sintomas
  • Fale sobre todos os medicamentos que você toma
  • Informe seu médico sobre outros problemas de saúde que você e seus parentes tenham tido nos últimos meses
  • Pergunte sobre os exames que serão necessários fazer para realizar o diagnóstico
  • Pergunte também qual o melhor tratamento disponível para toxoplasmose
  • Queira saber também se há efeitos colaterais do tratamento

Lembre-se: o importante é sair do consultório médico com nenhuma dúvida.

Diagnóstico de Toxoplasmose

Os exames para diagnosticar toxoplasmose são importantes porque a doença passa frequentemente desapercebida e, quando surgem sintomas, eles são muito parecidos com os da gripe e resfriado.

Na gravidez, o médico solicitará diversos exames de sangue para testar a resistência dos anticorpos. No entanto, quando os exames são feitos logo após a contaminação, os resultados podem dar negativos, já que o corpo ainda não produziu anticorpos para combater a presença do parasita. Por isso, o médico poderá pedir que esses exames sejam feitos dentro de algumas semanas após a consulta.

Em todo caso, um resultado negativo pode significar que você nunca foi infectado com toxoplasmose e que, portanto, não está imune à doença. Se você estiver dentro do grupo de risco, o exame é necessário para saber quais cuidados tomar para não ser contaminado no futuro.

Fontes e referências

  • Organização Mundial da Saúde (OMS)
  • Ministério da Saúde
  • Clínica Mayo
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não