Compare 10 óleos vegetais antes de fazer a escolha mais saudável | Minha Vida
PUBLICIDADE

Compare 10 óleos vegetais antes de fazer a escolha mais saudável

Eles são amigos da culinária e oferecem ômega 3, 6, 9 e vitamina E

Os óleos vegetais são mais saudáveis que os de origem animal, já que apresentam quantidade menor de gorduras saturadas, maléficas ao coração. Ricas em ácidos graxos - ômegas 3, 6 e 9 - e vitamina E, essas opções vegetais funcionam como veículo de absorção das vitaminas lipossolúveis (A,D,E e K) e participam da produção de hormônios como cortisol, estrógeno, progesterona, testosterona.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A variedade de óleos é grande e, embora suas características nutricionais sejam parecidas, as propriedades físicas variam, assim como o sabor. A seguir, confira dicas para utilizar alguns óleos vegetais, suas propriedades e dicas de preparo, segundo as nutricionistas Mariana Pizzoccaro, da Grani Amici, e Roseli Rossi, da clínica Equilibrio Nutricional, em São Paulo.

Óleo de soja

Óleo de soja - Getty Images
Óleo de soja - Getty Images

Essa opção é um ácido graxo poliinstaurado, rico em ômega 6, ômega 3 e vitamina E. Ele contribui para o bom funcionamento do sistema nervoso, possui ação anti-inflamatória e ainda é amigo do coração, já que ajuda a regular os níveis de colesterol. Utilize-o, em especial, para frituras, preparações grelhadas e assadas. Conta com 98 kcal por colher de sopa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Óleo de canola

Semente que origina o óleo de canola - Getty Images
Semente que origina o óleo de canola - Getty Images

Esse óleo é considerado um dos mais nobres. Possui mais ômega 3, mas custa mais caro que os demais. "Pode ser utilizado para arroz, massas, grelhados e assados, mas lembrando-se sempre que a recomendação é de meia colher de sopa ao dia", aconselha a nutricionista Roseli, que justifica a quantidade dizendo que o excesso de qualquer óleo pode aumentar os níveis de colesterol ruim (LDL) e, por ser uma gordura, pode acelerar o trânsito intestinal. O óleo de canola possui 85 kcal por colher de sopa.

Óleo de girassol

Óleo de girassol - Getty Images
Óleo de girassol - Getty Images

Além do ômega 3 e 6, o óleo de girassol conta com ômega 9, vitamina E e gorduras monoinsaturadas. Essas propriedades nutricionais colaboram com o coração, já que aumentam o bom colesterol (HDL) e reduzem o mal (LDL). É ideal para o preparo de conservas de carnes, peixes e de atum, frutos do mar e mariscos, alcachofra, pimentão, e outros legumes e tomate seco. O óleo de girassol é mais usado para este fim por ser o que melhor mantém as características originais do alimento, sem grande alteração de sabor, cor e cheiro. Possui 91 kcal por colher de sopa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Óleo de gergelim

Óleo de gergelim - Getty Images
Óleo de gergelim - Getty Images

Assim como a maioria dos óleos vegetais, esse tipo é rico em ômega 3, 6 e 9 e vitamina E. "Também é possível encontrar sesamina, sesamolina e sesamol, que são substâncias antioxidantes", acrescenta a nutricionista Roseli. O óleo de gergelim - também conhecido como óleo de sésamo - dá um toque especial a receitas orientais e mediterrâneas, além do uso em peixes, frangos, vegetais, arroz, massas ou saladas. Possui 91 kcal por colher de sopa.

Óleo de amendoim

Óleo de amendoim - Getty Images
Óleo de amendoim - Getty Images

Esse é o óleo com maior ponto de saturação: 220ºC, contra os 180ºC dos demais óleos. Por isso, é fortemente recomendado para frituras. O óleo de amendoim, que tem 88 kcal por colher de sopa, é utilizado no preparo de vegetais, aves, carnes, refogados, mas tome cuidado com o seu sabor característico, que pode interferir no prato.

Óleo de milho

Óleo de milho - Getty Images
Óleo de milho - Getty Images

Essa opção também é importante fonte de ômega 3 e 6. Apesar desse óleo ser um pouco mais calórico que os demais - 95kcal por colher de sopa -, tem baixo teor de gorduras saturadas. Sua utilização na cozinha é no preparo de doces e massas, sendo o queridinho da confeitaria.

Azeite de oliva

Azeite de oliva - Getty Images
Azeite de oliva - Getty Images

Além de saboroso, o azeite de oliva ajuda na saúde do coração, devido ao seu alto teor de ácidos monoinsaturados e vitamina E. A nutricionista Roseli conta que ele confere uma excelente ação sobre estômago e intestino, protegendo as mucosas. No entanto, vale todo cuidado na hora de usá-lo em receitas "O azeite é aconselhável ser utilizado no final da preparação, pois ao ser submetido às altas temperaturas, sua estrutura molecular se modifica, tornando-se uma gordura saturada", justifica Roseli. É uma ótima pedida para saladas e pratos frios e tem 89 kcal por colher de sopa.

Azeite de dendê

Azeite de dendê - Getty Images
Azeite de dendê - Getty Images

Esse é o menos benéfico para a saúde. Mesmo rico em vitamina E, tocoferóis e tecotrienois - que atuam como antioxidantes -, além de betacaroteno e vitamina A, o azeite de dendê é o que possui maior teor de gorduras saturadas. Segundo a nutricionista Mariana Pizzoccaro, ele é mais apropriado para a fabricação de margarina, devido à consistência e à capacidade de não rancificar, ou seja, não se decompor. Também é excelente no preparo de frituras, além de ser utilizado na produção de pães, bolos, tortas, biscoitos finos, cremes etc. Possui 89 kcal por colher de sopa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Óleo de coco

Óleo de coco - Getty Images
Óleo de coco - Getty Images

Versátil e gostoso, o óleo de coco pode ser usado quente ou frio em uma gama de receitas - em temperos de saladas, arroz, massas, doces, grelhados e assados. É rico em antioxidantes, ácidos graxos e vitamina E. Conta com 90 kcal por colher de sopa.

Óleo de algodão

Óleo de algodão - Getty Images
Óleo de algodão - Getty Images

Esse óleo, que vem da semente do algodão, é um poderoso antioxidante, rico em vitamina E. Ao contrário dos outros óleos vegetais, ele mantém suas propriedades mesmo após o aquecimento e, por isso, é muito usado em frituras. É muito utilizado pela indústria de alimentos, para o preparo de óleos e molhos para saladas, maioneses e marinados. Uma colher de sopa apresenta 90kcal.