PUBLICIDADE

Como se proteger dos agrotóxicos (mesmo se não puder comprar orgânicos)

Especialista explica as consequências do consumo de agrotóxicos e dá dicas de como reduzir a ingestão desses compostos químicos

Ter uma alimentação saudável vai muito além das dietas. Criar uma consciência alimentar do que você consome e qual a procedência do alimento que oferece ao seu corpo é de extrema importância. Por isso, o uso demasiado de agrotóxicos no Brasil é um assunto que cada vez mais tem preocupado a população.

As exposições contínuas aos agrotóxicos causam danos à saúde a curto e longo prazo, e distinguem-se em dois tipos: a do trabalhador rural que tem contato direto com o produto, pois é quem o aplica no alimento, e a do consumidor final que ingere os alimentos cultivados com estas substâncias.

Na maioria da vezes, o trabalhador também é o consumidor, arriscando-se ainda mais. Por estar em contato direto com o agrotóxico, ele é o maior prejudicado nesse ciclo, mesmo que lhe forneçam roupas e itens de segurança adequados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mas, o nutrólogo Roberto Navarro, em entrevista para o Minha Vida, alerta: "Isso não significa que o consumidor final esteja livre desses impactos. As pessoas que consomem com frequência alimentos com agrotóxicos também são afetadas".

Roberto explica que a curto prazo os sintomas podem variar entre indisposição física, dificuldades de concentração, náusea, insônia, irritabilidade e alteração do hábito intestinal. A longo prazo, os resultados se tornam mais agravantes, podendo resultar na infertilidade de homens e mulheres, malformação fetal e alguns tipos de câncer, principalmente os que afetam o fígado, o sistema linfático e as gônadas (ovários e testículos).

Não consigo investir em produtos orgânicos. O que eu faço?

Comprar produtos orgânicos significa ter aumento das despesas no fim do mês, e sabemos que infelizmente isso não está ao alcance de todos. Portanto, alguns cuidados são importantes para que você possa diminuir o consumo de agrotóxicos na sua casa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A dica de Roberto Navarro, é priorizar alimentos sazonais. "Se o consumidor escolhe um alimento que não é da época, este alimento será produzido, estocado e levará algum tempo até ser transportado. Isso faz com que o produtor precise utilizar mais agrotóxicos para manter o alimento conservado desde o momento da colheita até chegar ao consumidor. Por isso, o consumo de alimentos da época e de plantações mais próximas, podem diminuir os impactos gerados pelos agrotóxicos", explica o nutrólogo.

Lavar os alimentos funciona?

Há alguns alimentos em que a retirada dos agrotóxicos é mais fácil, como no caso das folhas. "Como as folhas não têm polpa, o agrotóxico não consegue penetrar no alimento e então se mantém mais na superfície. Nesse caso, se forem lavados em água corrente, diminui-se a quantidade de substâncias tóxicas. Claro que não elimina por inteiro, mas reduz razoavelmente bem", explica Navarro.

Porém, no caso dos alimentos com polpa, como o tomate por exemplo, apenas lavar em água corrente não é suficiente. Isso porque ele recebe uma carga de agrotóxicos conforme seu crescimento, fazendo com que o produto penetre até o seu interior e contamine o alimento por inteiro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Jeito certo de limpar os alimentos para reduzir agrotóxicos

Navarro sugere que o consumidor, ao chegar em casa, coloque os alimentos, inclusive as folhas, de molho por 30 minutos em 1 litro de água com 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio. A alcalinidade irá desprender em maior quantidade as substâncias químicas que estiverem na superfície e na parte interna dos alimentos. É importante lembrar que até mesmo alimentos orgânicos devem ser higienizados antes do consumo.

Consigo diferenciar a olho nu quais alimentos contém mais agrotóxicos?

É muito difícil ter essa percepção, mas geralmente os alimentos com agrotóxicos costumam ser esteticamente mais atraentes, muitas vezes sendo maiores que os demais e até mesmo mais brilhantes. Por receberam grandes quantidades de fungicidas, não sofrem ataques de pragas, e consequentemente ficam com um aspecto mais bonito. Alguns alimentos recebem uma camada de cera, que serve para proteger os alimentos de insetos durante todo o tempo que ficarão estocados e que os deixam mais brilhantes.

"Os alimentos orgânicos podem não ser tão atraentes quanto os que contém agrotóxicos. Eles costumam ter um tamanho reduzido e a cor não muito realçada em comparação com os outros. Também podem apresentar alguns machucadinhos em suas cascas. Então, esteticamente nem sempre serão os mais bonitos, mas estes são os mais saudáveis", alerta Navarro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como garantir que estou comprando um produto orgânico?

Existem órgãos responsáveis pela certificação de qualidade do produtor orgânico. Porém, a possibilidade de fraude existe e é necessário estar atento para evitar esse tipo de situação. "Procure comprar os orgânicos em lugares que você conhece e confia. Normalmente, as grandes redes são mais fiscalizadas e isso dificulta a possibilidade de fraudes. Procurar as procedências do produtor também é uma alternativa válida", sugere Navarro.