PUBLICIDADE

Corrigir a gramática alheia torna você desagradável, diz estudo

Personalidade influencia em nossa maneira de interpretar um texto

Quando nos deparamos com erros ortográficos, o primeiro impulso que temos é corrigir quem cometeu o equívoco. Há quem desista da atitude, para não constranger o próximo. Entretanto, outros sentem-se obrigados a sinalizar a falha. De acordo com um estudo publicado no periódico Plos One, quem faz isso pode ter uma personalidade menos agradável, e mais julgadora.

Em entrevista ao jornal científico, a coautora do estudo, Julie Boland, afirmou que essa é a primeira vez em que os cientistas descobriram que a personalidade pode afetar a nossa interpretação da linguagem.

Como o estudo foi feito

83 participantes foram instruídos a lerem e-mails em resposta a um anúncio de procura por um colega de quarto. As mensagens continham erros ortográficos. Após a leitura, eles deveriam explicar o que sentiram ao observar os equívocos gramaticais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, quem participou do experimento também precisou dar opiniões sobre os autores dos e-mails, julgando se eles eram pessoas inteligentes ou não. Por último, eles responderam um teste de personalidade no modelo Big Five, que mensura os níveis de agradabilidade, abertura, extroversão, introversão e neuroticismo de um indivíduo.

Resultados

Pessoas mais extrovertidas não levaram tanto em consideração os erros gramaticais, enquanto os introvertidos julgaram os equívocos em maior intensidade. Quem era "menos aberto" também se incomodou mais com as falhas de digitação.

E por fim, indivíduos com menores níveis de agradabilidade foram os que mais ficaram decepcionados com os erros de digitação. O grau de neuroticismo dos participantes não influenciou no quanto elas se sentiam desconfortáveis com as falhas gramaticais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)