Hábitos que te impedem de ter um hálito fresco

O mau hálito pode ser causado por problemas bucais e também alguns hábitos do dia a dia; veja como evitar

Apesar de ser um problema relativamente comum, nem todos estão cientes de alguns hábitos e atitudes que favorecem o surgimento do mau hálito. Além de estar relacionado a problemas bucais e distúrbios de saúde, o cheiro incômodo pode ser causado por baixa ingestão de água, má higiene bucal, tabagismo e consumo de alguns alimentos.

Se o problema for recorrente, é fundamental que você consulte um dentista para entender as causas do mau hálito e realizar um check-up completo da cavidade bucal. Separamos, abaixo, alguns hábitos que podem comprometer o hálito fresco e causar desconforto. Saiba quais são eles e como evitá-los:

Não escovar os dentes corretamente

Se você sente que está com mau hálito, é o momento de investigar as possíveis causas. Uma das mais comuns é a escovação insuficiente ou inadequada. De acordo com os especialistas ouvidos pela matéria, o ideal é escovar os dentes e a língua três vezes ao dia ou após as refeições, com uma escova adequada, creme dental com flúor e fio dental. Quando essa rotina não é feita corretamente, o mau hálito pode aparecer.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"A escovação inadequada não remove totalmente os resíduos alimentares. Com isso, teremos proliferação de bactérias decompositoras e causadoras de mau cheiro. Essas bactérias estão relacionadas ao desenvolvimento de doenças inflamatórias na cavidade oral", explica a dentista Daniela Yano Nassif, da Sorriso Santana Odontologia.

Não higienizar a língua

Quando falamos em escovar os dentes corretamente, muitas pessoas pensam na limpeza cuidadosa dos dentes e gengiva. Isso não está totalmente incorreto; para evitar o mau hálito, porém, é importante higienizar a língua também. De acordo com Daniela Yano Nassif, a placa bacteriana pode se fixar à superfície da língua, formando a saburra lingual.

O acúmulo deste material pode causar mau hálito, diminuição do paladar e estimular o desenvolvimento de doenças na cavidade bucal. Ainda segundo a especialista, você pode higienizar a língua com a própria escova de dente ou um raspador lingual, realizando movimentos suaves de cima para baixo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Beber pouca água

Manter o organismo hidratado é um hábito que favorece o organismo como um todo. Pensando em saúde bucal, vale o mesmo raciocínio. A ingestão de líquidos estimula o fluxo salivar, que ajuda a fazer uma limpeza superficial na boca. Conforme explica a dentista Renata Maia, da Hapvida +Odonto.

"A saliva tem um papel muito importante, de lubrificar as células das camadas mais superficiais da língua e remover um pouco da placa bacteriana e da saburra lingual. Quanto mais seca fica a boca, mais propício é o ambiente para o desenvolvimento das bactérias", esclarece a especialista.

Esquecer o fio dental

Escova de dente e creme dental são uma etapa fundamental da higiene bucal, isso é um fato. Para completar a limpeza, no entanto, é muito importante não esquecer de usar o fio dental. "O fio dental é imprescindível. A escova de dente e ele andam juntos, não dá para usar apenas um deles. Do contrário, você sempre deixará algum resíduo para as bactérias se aproveitarem na boca. Além disso, tem algumas partes do dente que só o fio consegue alcançar. Então, ele é importantíssimo para evitar o mau hálito", afirma a dentista Renata Maia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fumar e ingerir bebidas alcoólicas

O tabagismo contribui para a diminuição do fluxo salivar, ou seja, ajuda a deixar a boca mais seca e sem aquela "limpeza" superficial promovida pela saliva. Isso aumenta a proliferação de bactérias e, consequentemente, a decomposição de resíduos alimentares, o que leva ao mau cheiro. "Sem contar que o cigarro também altera o paladar dos alimentos, modifica as células da mucosa bucal e é cancerígeno. Então, decidir parar de fumar é sempre uma boa ideia", reforça a dentista Daniela Yano Nassif.

O mesmo vale para o álcool. A especialista comenta que o consumo excessivo de bebidas alcoólicas altera o pH salivar e a microbiota oral, acelerando o crescimento de bactérias prejudiciais à saúde bucal. Isso pode estimular o surgimento de doenças gengivais e periodontais, que possuem um odor característico e associado ao mau hálito. Cigarros e bebidas, portanto, devem ser evitados.

Comer alimentos muito condimentados

Alguns alimentos também podem interferir no seu hálito. É o caso de alimentos condimentados, como alho e cebola, que alteram o odor da respiração e causam mau hálito. De acordo com Daniela Yano Nassif, entram na lista de alimentos causadores de mau hálito aqueles que favorecem a formação e aderência da placa bacteriana, como leite, queijos e derivados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O papel do enxaguante bucal

O dentista pode orientar o melhor enxaguante bucal para o seu caso, já que existem opções com indicações e composições específicas, como aqueles voltados para sensibilidade nos dentes, doenças gengivais e pós-cirúrgicos. De forma geral, os enxaguantes podem te ajudar a conquistar um hálito fresco desde que combinados a uma boa higiene bucal, com a escovação e o uso do fio dental.