COVID-19 pode deixar sequelas no coração de assintomáticos

Segundo estudo, infectados pelo coronavírus que não tiveram sintomas também podem sofrer com os efeitos da doença

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, muitos estudos e descobertas estão em andamento para se conhecer melhor os efeitos da COVID-19 no ser humano. Além dos pacientes que desenvolvem os sintomas mais comuns da doença, já se sabe que boa parte dos indivíduos contaminados pelo vírus são assintomáticos, ou seja, não manifestam qualquer sinal da infecção.

Entretanto, mesmo sem sentir os desconfortos provocados pela COVID-19, essas pessoas também podem sofrer com algumas sequelas deixadas pelo vírus. Pelo menos é o que indica um estudo recente, publicado em julho na revista científica JAMA, com base em dados obtidos no Hospital Universitário de Frankfurt, na Alemanha, entre abril e junho de 2020.

Sequelas cardíacas em assintomáticos

A pesquisa analisou 100 pacientes com idade média de 49 anos e recém-recuperados da doença, sendo que a maior parte deles apresentou sintomas leves ou era assintomática. Dois meses após serem diagnosticados com o vírus, esses participantes foram submetidos a exames de ressonância magnética do coração.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para a surpresa dos pesquisadores, as imagens revelaram anormalidades no coração de 78 pacientes. Além disso, do total de participantes, 60% apresentaram miocardite, uma inflamação do músculo do coração, que não estava relacionada a qualquer condição pré-existente.

Neste sentido, o pesquisadores ainda estão buscando a relação exata entre o vírus e a miocardite. A princípio, eles acreditam que a resposta seja uma combinação entre dois mecanismos: os danos físicos provocados pela COVID-19 e os efeitos colaterais da resposta imune que eles causam.

De acordo com o estudo, esses resultados indicam a necessidade de continuar a investigação acerca das consequências cardiovasculares causadas pela COVID-19 à longo prazo. Portanto, a recomendação é para que haja testagem contínua na população, como forma de monitorar o organismo daqueles que testaram positivo para COVID-19 e são assintomáticos, para entender as sequelas cardíacas relacionadas a vírus.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Efeitos da COVID-19

Enquanto novos estudos tentam assimilar os possíveis efeitos do novo coronavírus no corpo, algumas pesquisas já indicam as sequelas que os pacientes enfrentam após a recuperação da doença. Até o momento, especialistas do mundo inteiro reportaram quadros de:

Inicialmente, acreditou-se que o SARS-CoV-2 provocava apenas complicações respiratórias nos pacientes. Porém, diante de todos os sintomas e sequelas associados ao vírus, a classe científica passou a classificar a COVID-19 como uma doença sistêmica - ou seja, que afeta o corpo humano como um todo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tudo sobre coronavírus

15 maneiras de se proteger contra o coronavírus

Suspeita de coronavírus? Entenda o que fazer

Quando uma pessoa é considerada curada da COVID-19?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)