Cistite

Visão Geral

O que é Cistite?

A cistite é uma infecção da bexiga. As infecções da bexiga urinária são frequentes nas mulheres, particularmente durante o período fértil. Algumas mulheres desenvolvem cistites repetidas.

As bactérias da vagina podem deslocar-se para a uretra e para o interior da bexiga. Além disso, a cistite vaginal pode acontecer depois de uma relação sexual, provavelmente porque a uretra sofreu traumas.

Cistites são menos frequentes nos homens e iniciam-se, em geral, com uma infecção na uretra que se estende à próstata e posteriormente à bexiga. Por outro lado, uma infecção da bexiga pode ser provocada por um cateter ou por um instrumento utilizado durante um ato cirúrgico. A causa mais frequente de infecções de repetição nos homens é uma infecção bacteriana persistente na próstata.

Causas

Seu sistema urinário inclui rins, ureteres, bexiga e uretra. Todos têm um papel na remoção de resíduos do seu corpo. Seus rins filtram o sangue, retirando substâncias tóxicas, e também regulam as concentrações de muitas substâncias. Os ureteres transportam a urina dos rins para a bexiga, onde é armazenada até que ele sai do seu corpo através da uretra. A causa da cistite pode variar conforme o local afetado:

Cistite bacteriana

Ocorre geralmente quando as bactérias fora do corpo entram no trato urinário através da uretra e começam a multiplicar-se. A maioria dos casos de cistite bacteriana é causada por bactérias do tipo Escherichia coli (E. coli). Cistite bacteriana vaginal também pode ocorrer como resultado de relações sexuais.

Infecções urinárias hospitalares

Estas infecções ocorrem em pessoas que estão em uma clínica ou hospital para tratamento de alguma condição. Na maioria das vezes elas acontecem em pessoas que tiveram um cateter urinário colocado através da uretra e na bexiga para coletar a urina, uma prática comum antes de alguns procedimentos cirúrgicos e exames ou como um meio de drenagem urinária para idosos ou pessoas que não podem levantar da cama.

Cistite não-infecciosa

Embora as infecções bacterianas sejam a causa mais comum de cistite, um número de fatores não infecciosos podem inflamar a bexiga. Alguns exemplos:

  • Cistite intersticial, uma inflamação crônica de causa incerta
  • Certos medicamentos podem causar inflamação da bexiga
  • Tratamento de radiação da região pélvica
  • Uso de um cateter durante longos períodos
  • Hipersensíveis às substâncias químicas contidas em certos produtos, como o banho de espuma, sprays de higiene feminina ou geleias espermicidas
  • Cistite associada com outras condições, como câncer ginecológico, doenças inflamatórias pélvicas, endometriose, doença de Crohn, lúpus, diverticulite ou tuberculose.

Fatores de risco

Algumas pessoas são mais propensas do que outras a desenvolver cistites ou cistites recorrentes. No caso da cistite vaginal, uma das principais razões para ela ser mais recorrente é a anatomia física, uma vez que a vagina tem uma uretra mais curta do que a do pênis, e isso reduz a distância que bactérias devem percorrer para atingir a bexiga.

O risco de cistite aumenta em pessoas que:

  • São sexualmente ativas
  • Usam diafragma para controle de natalidade
  • Estão grávidas
  • Sofrem interferência no fluxo de urina, como aquelas que têm cálculo renal ou próstata aumentada
  • Sistema imunológico baixo
  • Fazem uso prolongado de cateteres urinários.

Sintomas

Sintomas de Cistite

Os sintomas da cistite geralmente incluem:

  • Um desejo forte e persistente de urinar
  • Sensação de queimação ao urinar
  • Urinar em pequenas quantidades e frequentemente
  • Sangue na urina (hematúria)
  • Urina turva ou com cheiro forte
  • Desconforto na região pélvica
  • Sensação de pressão no abdômen inferior
  • Febre baixa.

Em crianças pequenas, fazer xixi na calça pode ser um sinal de uma infecção do trato urinário (ITU). Enurese noturna por si só não é susceptível de ser associada a uma UTI.

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de Cistite

Se você tiver sintomas da cistite, vá a um hospital assim que possível. Além de fazer uma análise clínica, o médico pode solicitar estes exames:

  • Exame de urina
  • Cistoscopia
  • Raio-x ou ultrassonografia.

Prepare uma lista de perguntas a fazer ao seu médico sobre o diagnóstico de cistite. Coloque as dúvidas mais importantes em primeiro lugar, pois caso o tempo se esgote você já obteve o que era mais relevante. Algumas perguntas básicas para fazer incluem:

  • Qual é a causa mais provável dos meus sintomas?
  • Existem outras causas possíveis?
  • Preciso de todos os exames para confirmar o diagnóstico?
  • Que fatores você acha que podem ter contribuído para a minha cistite?
  • Que tipo de tratamento que você recomendaria?
  • Se o primeiro tratamento não funcionar, como vai ser?
  • Estou em risco de complicações?
  • Qual é o risco de que esse problema se repita?
  • Que medidas posso tomar para reduzir meu risco de uma recorrência?

Além disso, não hesite em fazer perguntas a qualquer momento durante a sua nomeação.

Na consulta médica

Você provavelmente conversará com um urologista ou ginecologista, mas o problema também pode ser analisado por um clínico geral. Como as consultas médicas costumam ser muito curtas, você já pode chegar preparado:

  • Anote seus sintomas, incluindo os que parecem alheios à cistite
  • Faça uma lista de todos os medicamentos, vitaminas ou outros suplementos que você toma
  • Leve um caderno, tablet ou bloco de notas com você. Use-o para anotar informações importantes durante a consulta.

O médico deverá fazer uma série de questões, incluindo:

  • Quando você começou a perceber seus sintomas?
  • Você já foi tratado para cistite ou infecção renal no passado?
  • Quão grave é o seu desconforto?
  • Com que frequência você urinar?
  • Os sintomas aliviam ao urinar?
  • Você tem dor lombar?
  • Você teve febre?
  • Você já reparou em algum corrimento vaginal diferente ou sangue na urina?
  • Você é sexualmente ativo(a)?
  • Você usa contracepção? Que tipo?
  • Você poderia estar grávida?
  • Você está em tratamento para outras condições médicas?
  • Você já usou um cateter?
  • Quais os medicamentos você toma, incluindo aqueles sem prescrição, bem como vitaminas e suplementos?

Buscando ajuda médica

Vá ao hospital imediatamente sentir esses sinais e sintomas:

  • Dor nas costas ou de lado
  • Febre e calafrios
  • Náuseas e vômito
  • Micção urgente, frequente ou dolorosa
  • Sangue na urina

Se os sintomas voltarem após um tratamento para cistite, também contate o médio. Você pode precisar de um tipo diferente de medicamento.

Se o seu filho começa a ter perdas de urina durante o dia, ligue para o pediatra.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Cistite

Infecção bacteriana

Os antibióticos são a primeira linha de tratamento da cistite causada por bactérias. Que medicamentos são usados e por quanto tempo depende de sua saúde e as bactérias encontradas na urina.

Os sintomas costumam melhorar significativamente dentro de um ou dois dias de tratamento antibiótico se você tem uma cistite pela primeira vez. No entanto, é provável que você precise tomar antibióticos durante três dias a uma semana, dependendo da gravidade da sua infecção. Não importa qual a duração do tratamento, tomar todo o curso de antibióticos prescritos pelo seu médico para garantir que a infecção cessará completamente.

Se você tem cistites recorrentes, o médico pode recomendar o tratamento antibiótico e fazer uma avaliação para entender se há alguma anormalidade urológica causando as infecções. Tomar uma dose única de antibiótico após a relação sexual também pode ajudar a controlar o problema.

Para cistites hospitalares o tratamento é mais difícil, uma vez que as bactérias encontradas nos hospitais são mais resistentes aos tipos comuns de antibióticos. Por esse motivo, podem ser necessários diferentes tipos de antibióticos e diferentes abordagens de tratamento.

Mulheres na pós-menopausa podem ser particularmente suscetíveis à cistite. Como parte do tratamento, o médico pode recomendar um creme vaginal de estrogênio.

Cistite intersticial

Na cistite intersticial a causa da inflamação é incerta. Por isso não há um tratamento único que funcione – sempre irá variar conforme o caso. Terapias utilizadas para aliviar os sinais e sintomas da cistite intersticial incluem:

  • Medicamentos por via oral ou inseridos diretamente em sua bexiga
  • Procedimentos que manipulam sua bexiga para melhorar os sintomas, tais como esticar a bexiga com água ou gás (distensão da bexiga) e cirurgia
  • Estimulação nervosa com impulsos eléctricos suaves para aliviar a dor pélvica e, em alguns casos, reduzir a frequência urinária.

Outras formas de cistite

Se você é hipersensível a certos agentes químicos de produtos de banho ou de espermicidas (como aqueles que estão no diafragma), evitar esses produtos pode ajudar a aliviar os sintomas e prevenir novos episódios de cistite.

O tratamento da cistite que se desenvolve como uma complicação da quimioterapia ou radioterapia incide sobre o manejo da dor, geralmente com medicamentos e hidratação para expulsar substâncias irritantes da bexiga. A maioria dos casos de cistite induzida por quimioterapia tende a se resolver após a conclusão da terapia.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Quando tratada rapidamente e corretamente, a cistite raramente leva a complicações. Mas se não for não tratada pode se tornar algo mais sério, como infecção renal ou presença de sangue na urina. Em ambos os casos, deve-se ser feito tratamento médico adequado e investigação de outras possíveis causas.

Convivendo/ Prognóstico

Cistite pode ser dolorosa, mas você pode tomar medidas para aliviar o desconforto:

  • Faça uma compressa quente para aliviar a dor
  • Mantenha-se hidratado
  • Tome um banho de assento.

Se você tem infecções urinárias recorrentes, avise seu médico. Juntos, vocês podem desenvolver uma estratégia para reduzir as recorrências e o desconforto que a cistite pode trazer.

Prevenção

Prevenção

  • Beba mais água e outros líquidos
  • Quando você urinar, certifique-se de que esvaziou toda a bexiga
  • Urine imediatamente após a relação sexual, impedindo que as bactérias se movam para a uretra
  • Evite o uso de preservativos revestidos com espermicida ou um diafragma para controle de natalidade, se você tem sensibilidade a esses químicos
  • Troque os absorventes com frequência
  • Ao usar o banheiro, a vagina deve ser limpada de frente para trás, para evitar a propagação de bactérias do ânus para o seu trato urinário
  • Algumas evidências mostram que o suco de cranberry ajuda a prevenir infecção urinária
  • Se você tem cistite recorrente, pergunte ao médico sobre a possibilidade de tomar antibióticos logo após a relação sexual para prevenir a cistite
  • Mulheres na pós-menopausa podem fazer uso de estrogênio vaginal para prevenir cistite recorrente
  • Mantenha a ponta do pênis limpa, especialmente se ele for circuncisado. Isso porque o prepúcio é capaz de capturar as bactérias que poderiam entrar pelo trato urinário e causar uma infecção.

Fontes e referências

  • Mayo Clinic
  • Manual Merck
  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Urologia
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais sobre

carregando...
  • já ajudou pessoas