Pele ressecada

Visão Geral

O que é Pele ressecada?

Sinônimos: xeroderma.

A pele ressecada é bastante comum, normalmente não é um problema sério, e é caracterizada por uma quantidade inapropriada de água na epiderme, a camada mais superficial da pele. Homens e mulheres são igualmente afetados pelo sintoma, mas idosos têm uma tendência muito maior de ter pele ressecada. Isso porque a produção de óleos e lubrificantes naturais tende a diminuir com a idade.

Normalmente as áreas em que a pele fica mais ressecada são as mãos, braços e a parte inferior das pernas. Fatores como umidade do ar, uso de água quente nos banhos, e temperaturas elevadas ou muito frias interferem na hidratação natural da pele.

Causas

A maior parte dos casos de pele ressecada estão ligados ao lugar em que a pessoa vive e a sua rotina, como:

  • O clima, pois, em geral, a pele fica mais seca durante o inverno, quando os níveis de humidade e a temperatura caem. Mas o mesmo pode acontecer em regiões desérticas, já que as temperaturas sobem, mas a umidade do ar continua baixa
  • Lugares quentes em geral, como locais de incêndios, com fogões a lenha, com aquecedores central ou elétrico, reduzem a humidade
  • Banhos longos e com água quente também contribuem, o mesmo se dá com quem pratica natação, uma vez que além de permanecer muito tempo dentro d’água, as piscinas, normalmente, têm cloro
  • Uso de sabonetes ásperos, desodorantes e antibactericidas, assim como os detergentes
  • Exposição constante ao ar condicionado
  • Alguns xampus também podem causar o ressecamento do couro cabeludo
  • Exposição ao sol também resseca e os raios ultravioletas penetram fundo na pele, o que gera rugas profundas e flacidez.

Mas, além destes casos, as seguintes condições de saúde podem ocasionar a pele ressecada:

Fatores de risco

Todas as pessoas podem desenvolver a pele seca em algum momento, mas está mais propenso a este sintoma quem:

  • Tem mais de 40 anos
  • Vive em locais secos, frios, quentes e/ou com baixa umidade do ar
  • Trabalha com algo que requer muito tempo em contato com a água, como os cabelereiros
  • Pratica esportes aquáticos regularmente em piscina com cloro

Sintomas

Sintomas de Pele ressecada

Apesar da pele seca ser um sintoma ou condição decorrente de outros problemas de saúde ou estilo de vida, ela pode gerar os seguintes sintomas concomitantes:

  • A pele parece endurecida, especialmente depois do banho ou de nadar
  • Coceira
  • Descascamento e rachaduras na pele, que podem ser leves, moderadas ou severas
  • Linhas finas ou “trincas”
  • Vermelhidão
  • Rachaduras profundas que podem sangrar

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Pele ressecada

A maioria dos casos de pele ressecada é possível ser resolvido com cremes hidratantes que contenham ácido láctico e/ou ureia. Agora no caso de problemas mais sérios, como dermatite, psoríase, entre outros, o dermatologista pode indicar cremes especiais e, às vezes, formulas de manipulação.

Prevenção

Prevenção

É possível prevenir a pele ressecada na maioria dos casos evitando sabonetes secos, que irritam a pele, e usando bons hidratantes. Esses hidratantes devem ser escolhidos de acordo com o seu tipo de pele, local que será aplicado e estilo de vida. Procure sempre cremes com ureia.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

A maioria dos problemas podem ser resolvidos com cuidados caseiros para a pele. Contudo, quando a secura na pele é severa ou crônica pode ser necessário a avaliação do dermatologista para identificar a presença de outros problemas e trata-los, ou para indicar produtos para diminuir o desconforto da pele ressecada de acordo com as suas necessidades. Procure o médico se:

  • A pele não melhora apesar de todos os cuidados e esforços para isso
  • A pele seca está acompanhada de vermelhidão
  • A secura e a coceira interferem na qualidade do sono
  • Se já causou feridas, infecções ou cicatrizes de tanto “cutucar” a pele

Na consulta médica

O clinico geral pode dar algumas informações sobre a pele ressecada, mas é mais provável que ele indique o acompanhamento de um dermatologista.

Levar algumas informações e perguntas para o médico pode ajudar na realização da consulta, no diagnóstico certeiro e tratamento. O seu médico pode perguntar:

  • Qual a sua rotina, estilo de vida?
  • Tem outros sintomas além da pele ressecada?
  • Os sintomas são contínuos ou ocasionais?
  • Existe algo que faça a sua pele melhorar? O quê?
  • O que faz com que ela piore?
  • Quais medicamentos você está utilizando no momento ou parou de tomar faz pouco tempo?
  • Com qual frequência você fica em contato com a água? Quais sabonetes e xampus usa? Se banha com água quente?
  • Usa hidratantes? Quais? Com qual frequência?

Lembre-se de sempre tirar todas as suas dúvidas com o médico. Levar algumas já anotadas faz com que não esqueça nada que pode ser importante para o seu tratamento, mas não hesite em perguntar caso tenha novas perguntas no momento da consulta. Algumas questões que você pode querer entender melhor são:

  • Provavelmente o que está causando o ressecamento da minha pele?
  • Existem outras possíveis causas para os meus sintomas? Quais?
  • Preciso realizar algum exame?
  • Preciso de tratamento ou essa situação provavelmente se reverterá sozinha?

Fontes e referências

  • Sociedade Brasileira de Dermatologia
  • Academia Americana de Dermatologia
  • Associação Americana de Pele
  • Clínica Mayo
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não