Perda de memória

Visão Geral

O que é Perda de memória?

A perda de memória (amnésia) é um esquecimento incomum. Pode referir-se a não conseguir lembrar novos eventos ou recordar uma ou mais memórias do passado ou ambos.

Causas

Muitas áreas do cérebro ajudam a criar e a resgatar memórias. Lesões ou mal funcionamento de alguma dessas áreas podem levar à perda de memória.

A perda de memória devido a problemas com áreas específicas do cérebro pode ser diferente. Ela pode afetar somente a memória de fatos novos ou recentes, fatos passados ou remotos ou ambos. A amnésia pode ser somente para eventos específicos ou para todos os eventos. O problema pode envolver o aprendizado de novas informações ou a formação de novas memórias.

A capacidade mental ou de pensar pode continuar presente ou ser perdida. A pessoa pode usar eventos imaginários para ocupar as lacunas de memória (confabulação) e ficar desorientada em relação ao espaço e ao tempo.

A perda de memória pode ser somente para palavras e pensamentos, ou para a memória motora (o corpo não pode mais realizar ações específicas). A perda de memória também pode ser parcial, o que significa não poder lembrar somente de um determinado grupo de itens.

A perda de memória pode ser de curto prazo (chamada de transitória).

As causas da perda de memória incluem:

  • Intoxicação por álcool ou drogas ilícitas
  • Uma situação em que houve falta de oxigênio no cérebro (parada cardíaca, parada respiratória, complicações com anestesia)
  • Crescimento do cérebro (causado por tumores ou infecção)
  • Infecções no cérebro como doença de Lyme, sífilis ou HIV/AIDS
  • Cirurgia cerebral, como cirurgia para tratamento de convulsões
  • Tratamento de câncer, como radioterapia cerebral, transplante de medula ou após a quimioterapia
  • Alguns medicamentos
  • Alguns tipos de convulsão
  • Demência
  • Depressão, distúrbio bipolar ou esquizofrenia, quando os sintomas não são bem controlados
  • Transtorno dissociativo (não ser capaz de lembrar de uma situação traumática
  • a perda de memória pode ser de curto ou longo prazo)
  • Drogas como barbitúricos ou benzodiazepinas
  • Eletroconvulsoterapia (principalmente a longo prazo)
  • Encefalite de qualquer tipo (infecção, doença autoimune, induzida por drogas/químicos)
  • Epilepsia que não seja bem controlada com medicamentos
  • Trauma ou lesão na cabeça
  • Cirurgia de ponte de safena
  • Doenças que resultam na perda ou lesão de células nervosas (doenças neurodegenerativas), como mal de Parkinsondoença de Huntington ou esclerose múltipla
  • Abuso de álcool por muito tempo
  • Enxaqueca
  • Lesão na cabeça ou concussão
  • Problemas nutricionais (deficiência de vitaminas, como falta de vitamina B12)
  • Lesões cerebrais permanentes
  • Amnésia global transitória
  • Ataque isquêmico transitório (AIT)

Sinônimos

Esquecimento, amnésia, memória debilitada, perda de memória, síndrome amnésica

Mais sobre Perda de memória

Ligue para o médico se tiver alguma perda de memória inexplicada.

Considerações

A causa determina se a amnésia começa aos poucos ou de uma vez e se é temporária ou permanente.

O envelhecimento normal pode levar a problemas de aprendizado de novas informações ou a mais tempo para lembrar o que foi aprendido. No entanto, isso não leva a uma perda drástica da memória, a menos que haja alguma doença.

A perda de memória pode ser confundida com deficiência de concentração, como na depressão. Pode ser difícil distinguir.

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

O médico realizará um exame abrangente e fará um histórico médico. Isso quase sempre inclui perguntas a familiares e amigos. Eles devem participar da consulta.

As perguntas do histórico médico podem incluir:

  • Tipo A pessoa lembra de acontecimentos recentes (a memória de curto prazo está danificada)?
  • A pessoa se lembra de acontecimentos do passado (a memória de longo prazo está danificada)?
  • Há uma perda de memória sobre eventos que aconteceram antes de uma experiência específica (amnésia anterógrada)?
  • Há uma perda de memória sobre eventos que ocorreram logo depois de uma experiência específica (amnésia retrógrada)?
  • A perda de memória é mínima?
  • A pessoa inventa histórias para cobrir lacunas da memória (confabulação)?
  • A pessoa está sofrendo de problemas de humor que prejudicam a concentração?
  • Padrão de tempo - A perda de memória foi piorando com os anos?
  • A perda de memória vem se desenvolvendo ao longo de semanas ou meses?
  • A perda de memória está presente o tempo inteiro ou há diferentes episódios de amnésia?
  • Se há episódios de amnésia, quanto tempo duram?
  • Fatores agravantes ou detonantes -Houve alguma lesão na cabeça no passado recente?
  • A pessoa passou por uma situação emocionalmente traumática?
  • Houve uma cirurgia ou procedimento que exigiu anestesia geral?
  • A pessoa bebe álcool? Em que quantidade?
  • A pessoa usa drogas ilegais/ilícitas? Em que quantidade? Que tipo?
  • Outros sintomas -Que outros sintomas a pessoa tem?
  • A pessoa está confusa ou desorientada?
  • Ela pode comer, se vestir e realizar tarefas de cuidado próprio de forma independente?
  • Ela teve convulsões?

O exame físico incluirá um exame detalhado do pensamento e da memória (exame de estado mental ou neurocognitivo) e um exame do sistema nervoso. As memórias recente, intermediária e de longo prazo serão testadas.

Os exames de diagnóstico que podem ser realizados incluem:

  • Exames de sangue para verificar suspeitas de doenças específicas (como falta de vitamina B12 ou doença da tireoide)
  • Angiografia cerebral
  • Exames cognitivos (testes psicotécnicos)
  • Tomografia computadorizada ou ressonância magnética da cabeça
  • Eletroencefalograma
  • Punção lombar

Tratamento

Terapia cognitiva, normalmente com um terapeuta de fala/discurso, pode ser útil para perda de memória leve a moderada.

Consulte: Demência - cuidados em casa para obter informações sobre como cuidar de um ente querido com demência.

Tratamento e Cuidados

Cuidados

A família deve dar apoio. A orientação da realidade é recomendada - oferecer músicas e objetos familiares ou fotos para ajudar a pessoa a se orientar. Algumas pessoas podem precisar de ajuda para aprender novamente.

O cronograma de medicamentos deve ser feito por escrito para que a pessoa não tenha que confiar na memória.

Instituições de cuidado prolongado, como asilos, devem ser consideradas para pessoas cujas necessidades básicas não podem ser atendidas de outra forma, ou cuja segurança ou nutrição estejam em risco.

Fontes e referências

  • Kirshner HS. Approaches to intellectual and memory impairments. In: Gradley WG, Daroff RB, Fenichel GM, Jankovic J, eds. Neurology in Clinical Practice. 5th ed. Philadelphia, Pa: Butterworth-Heinemann; 2008:chap 6.
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais Sobre

carregando...

Mais sobre

  • já ajudou pessoas