Veja a importância da higiene e da desinfecção contra vírus e bactérias

Em época de pandemia, é ainda mais importante dar atenção especial contra a contaminação por microrganismos

Você sabe a importância de desinfetar objetos e manter uma boa higiene nos locais que frequenta? Em época de pandemia, esse cuidado é ainda mais relevante, já que podemos nos contaminar com o novo coronavírus por meio do contato com superfícies de uso comum, como mesa de trabalho ou de refeição, maçanetas e celular, entre outros objetos.

Para esclarecer as dúvidas sobre como desinfetar objetos de forma correta, o médico infectologista Ícaro Boszczowski, do Hospital das Clínicas da FMUSP, conversou com o Minha Vida Ao Vivo e orientou a melhor forma de manter a casa segura. A live contou com apoio de Lysol, o desinfetante nº 1 dos Estados Unidos com eficácia comprovada contra mais de 100 vírus e bactérias que chegou ao Brasil em abril. Veja abaixo algumas orientações ou assista ao vídeo na íntegra aqui.

Minha Vida: Qual a importância de mantermos as superfícies limpas e desinfetadas?

Ícaro Boszczowski: O objetivo principal é evitar algumas doenças, principalmente as infecciosas ? os agentes que nós podemos inalar ou ingerir a partir dessas superfícies, inclusive Covid-19, que é o grande assunto e preocupação de todos nesse momento. O mais importante é a transmissão respiratória, como todos nós já sabemos. Ao falar, tossir ou espirrar, eliminamos gotículas pesadas que caem nessas superfícies, como por exemplo a mesa de trabalho, ou uma mesa compartilhada onde nós nos alimentamos. Manter as superfícies limpas é importante. Se, após tocarmos superfícies contaminadas, levarmos a mão ao rosto, podemos nos contaminar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Minha Vida: É importante que essa desinfecção seja feita com frequência?

Ícaro Boszczowski: A frequência depende da forma e do uso dos ambientes. No trabalho, por exemplo, ao compartilharmos uma mesa ou estação de trabalho, é importante limpar as superfícies (mesa, teclado de computador, telefone) sempre no início e final do expediente. Se eventualmente compartilharmos a superfície o tempo todo, é sempre importante desinfetar os objetos que manipulamos antes de usarmos, como telefones, celulares, mouses, teclados. A frequência depende do uso do ambiente.

Minha Vida: Quais são os cômodos da casa e os objetos pessoais que merecem mais atenção para a desinfecção?

Ícaro Boszczowski: Eu mudaria o foco de atenção dentro de uma casa mais para o tipo de superfície do que pelo cômodo. Neste momento de pandemia, a limpeza geral da casa, como dos diferentes cômodos - quarto, sala, banheiro etc. - pode seguir a rotina usual de limpeza da casa de antes da pandemia. No entanto, atenção especial deve ser dada para aquelas superfícies que nós chamamos de superfícies de alto contato, que são mais tocadas, especialmente aquelas superfícies que são tocadas por outras pessoas. As maçanetas das portas, por exemplo, são superfícies muito tocadas por todos.

Minha Vida: Como fazer a desinfecção com segurança?

Ícaro Boszczowski: Um conceito importante é que, embora as superfícies façam parte da cadeia de transmissão, não são o meio mais importante de transmissão. A forma mais importante é de pessoa para pessoa pela via respiratória, ou seja, a proximidade a menos de um metro de distância, e de forma desprotegida (sem máscara). Mas, como nós comentamos, essas gotículas também podem contaminar as superfícies e a contaminação se dar pelo contato. Minimizar essa forma de transmissão é relativamente simples, porque a maioria dos desinfetantes ou dos produtos que nós usamos para a limpeza do cotidiano são mais do que suficientes para inativar o vírus. Se usarmos um pano umedecido com água e sabão, isso já é suficiente para a remoção do vírus. Desinfetantes como álcool a 70% também podem ser usados para inativá-lo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Minha Vida: Quais ameaças à saúde podem ser combatidas com a prática da desinfecção? É preciso manter essa rotina mesmo depois da pandemia?

Ícaro Boszczowski: A contaminação pela via respiratória e eventualmente por superfícies contaminadas também ocorre em outros vírus respiratórios, como alguns vírus sazonais que circulam nos meses de inverno. Hábitos básicos de higiene são importantes para evitar o contato com vírus respiratórios e, eventualmente, com algumas bactérias patogênicas que podemos ingerir a partir do contato com superfícies contaminadas.

O hábito frequente de higiene das mãos é uma forma importante para prevenção a partir de superfícies contaminadas. A etiqueta respiratória, ou etiqueta da tosse, como cobrir o espirro com o antebraço ou um lenço e, a seguir, descartar o lenço e higienizar as mãos, reduz muito a chance de transmissão dos vírus respiratórios.

Agora que você conferiu as dicas do infectologista Ícaro Boszczowski, do Hospital das Clínicas da FMUSP, lembre-se de adotar esses cuidados em seu dia a dia. Caso queira saber mais sobre como fazer a desinfecção de objetos, clique aqui e confira a live com apoio de Lysol na íntegra!

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)